Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qui | 19.11.20

Uma viagem pelos fiordes e pelas paisagens geladas da Noruega

Os mais de 1.100 fiordes da Noruega foram criados há milhares de anos, exatamente durante a última Era do Gelo, quando os glaciares começaram a derreter e a recuar, revelando a terra esculpida pela erosão. São tão belos que estão classificados como Património Mundial da Humanidade, e uma viagem pela Noruega nunca fica completa sem visitar pelo menos uma destas maravilhas naturais.

fullsizeoutput_5367

A época recomendada para conhecer os fiordes é o verão, mas eu acho que há um encanto especial em fazer este passeio no inverno. Os fiordes e as montanhas são tão bonitos quanto no verão, mas todo o ambiente é mais silencioso, sereno, selvagem...

Porém, visitar a Noruega no inverno pode ser uma tarefa complicada. A maioria das atividades, rotas e trilhas para caminhada estão fechadas ou indisponíveis. Por sorte os passeios até aos fiordes continuam a existir, apenas são em menor número.

A partir da cidade de Bergen — considerada a porta de entrada para alguns dos mais belos fiordes noruegueses como por exemplo Hardangerfjord, Aurlandsfjord, Sognefjord e Nærøyfjord — podemos, em qualquer altura do ano, comprar bilhetes para um tour designado por “Norway in a Nutshell” que é todo feito com recurso a transportes públicos.

Há quem faça a viagem toda num único dia, embarcando no primeiro comboio de madrugada e terminando em Bergen de noite. Saem no escuro e voltam no escuro (isto porque a Noruega no inverno tem poucas horas de sol), mas é bastante cansativo e acho que aproveitas pouco se estiveres sempre a correr para apanhar o próximo comboio, autocarro ou barco... Eu prefiro fazer as coisas com mais calma.

A primeira etapa é realizada de comboio e leva-nos de Bergan até Voss, uma vila escondida entre montanhas cobertas de neve, vales, rios, lagos e quedas de água. Tem uma posição privilegiada entre Bergen, o Sognefjord e o Hardangerfjord.

Duas estâncias de esqui: Myrkdalen Fjellandsby e Voss Resort, fazem de Voss um dos melhores destinos de inverno da Noruega (no resto do ano, a paisagem é ideal para caminhadas, escaladas, canoagem, ciclismo e muito mais).

Da estação de comboio é possível chegar às montanhas em cerca de nove minutos, apanhando a Gôndola Voss (um teleférico) e no topo do Monte Hangurstoppen, 820 metros acima do nível do mar, podemos almoçar no maior restaurante da vila. Não é por isso má ideia passar pelo menos um dia em Voss antes de apanhar o autocarro até Gudvangen, para a segunda etapa do passeio.

É de Gudvangen que parte o cruzeiro que percorre o fiorde Nærøy até à pequena cidade de Flåm. O autocarro que vem de Voss deixa-nos ao lado de um grande café/loja de souvenirs e o centro de visitantes de Gudvangen fica localizado na foz do rio que dá acesso ao fiorde de Nærøy.

Há uma pequena aldeia, uma ponte e uma réplica de um barco viking que parece abandonado, que vale a pena ver. A espera em Gudvangen é de cerca de uma hora, por isso é o lugar perfeito para um almoço rápido antes de embarcar.

fullsizeoutput_538bfullsizeoutput_538ffullsizeoutput_538cfullsizeoutput_53b3

O passeio pelo fiorde é espetacular. O Nærøy é famoso por ser o fiorde mais estreito do mundo  e um dos mais bonitos da Noruega. É dominado por enormes montanhas, que se refletem nas águas escuras do rio Nærøydalselvi e escondem florestas e inúmeras quedas de água. 

Espalhadas ao longo das margens, podemos ver ainda várias pequenas aldeias com casas típicas de madeira, pintadas com cores vivas, que fazem contraste com o branco puro da neve. Parecem completamente isoladas no inverno, mas acrescentam muita beleza à paisagem.

Durante o cruzeiro faz um frio de rachar, mas podes sempre abrigar-te dentro do barco se sentires que é demais.

IMG_9137fullsizeoutput_5377fullsizeoutput_5379fullsizeoutput_537afullsizeoutput_21fullsizeoutput_21fullsizeoutput_5394fullsizeoutput_53abfullsizeoutput_537f

Ao fim de duas horas de navegação, chegas a  Flåm. A pequena vila fica localizada na extremidade do majestoso fiorde Aurlands e é um local tranquilo com paisagens de tirar o fôlego. Vale a pena passar aqui uma noite.

A plataforma de observação Stegastein que fica suspensa 650 metros acima do Fiorde de Aurlands é a atração a não perder em Flåm. A vista é espetacular! 

A penúltima parte da viagem é feita de comboio. São cerca de 20 km de linha que ligam a vila de Flåm a Myrdal. Esta é uma das viagens de comboio mais famosas do mundo e já foi eleita pelo National Geographic Traveler Magazine uma das 10 melhores da Europa.

Ao longo de uma hora, o comboio leva-nos desde o nível do mar em Flåm até à estação ferróviária da montanha Myrdal, que se localiza 867 metros acima do nível do mar.
Segundo me disseram, esta linha é uma das linhas ferroviárias mais íngremes do mundo, com 80% da viagem a ser efetuada numa inclinação de 5,5%.

O comboio percorre paisagens espetaculares, encostas vertiginosas, quedas de água e 20 túneis. Antes de chegar a Myrdal faz também uma pequena paragem na cascata Kjosfossen.

Já em Myrdal, depois de um curto tempo de espera na plataforma, vem outro comboio que, em cerca de duas horas, nos leva de volta para Bergen.

fullsizeoutput_5392fullsizeoutput_5390fullsizeoutput_5393fullsizeoutput_53b0fullsizeoutput_53aefullsizeoutput_53adfullsizeoutput_53affullsizeoutput_5389fullsizeoutput_5396fullsizeoutput_53a7fullsizeoutput_53a6

Apesar do (muito) frio que tens de suportar, acho que este é um passeio único que te dá a conhecer o lado mais selvagem, mais belo e até mais poético da extraordinária Noruega.

Sigam-me no Instagram e no Facebook

Tchau!

Travellight

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.