Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qua | 02.12.20

Laufabrauð | O Pão Folha que nunca pode faltar nas mesas de Natal islandesas

The Travellight World
Feito com uma massa fina, semelhante a uma bolacha, o laufabrauð é uma tradição de Natal islandesa. É cortado em padrões geométricos intrincados e depois frito e servido como acompanhamento no jantar de Natal. É uma delicia! Partilho a receita para quem quiser experimentar uma receita diferente e original neste Natal. INGREDIENTES 3 1/2 chávenas de farinha 1 colher (de sopa) de açúcar 1 colher (de chá) de fermento em pó 1 colher (de chá) de sal 3 e 1/2 (colheres de sopa) (...)
Dom | 29.11.20

Tiborna de Vila Viçosa

The Travellight World
Doce tradicional da região de Vila Viçosa, também conhecido como Tiborna Grande, é feito com amêndoa e gema de ovo e habitualmente apresentado envolto em papel de seda recortado em forma de renda. Julga-se que foi criado por freiras do Convento das Chagas de Vila Viçosa para ser servido nos banquetes oferecidos pela família real no Paço Ducal. Num livro publicado no século XVIII já aparecia uma referência a este doce, no entanto, em livros mais modernos fala-se deste doce como (...)
Sex | 20.11.20

Bolinhos de Quinoa e Salmão com molho de mostarda e limão

The Travellight World
A culinária norueguesa é caracterizada por ser rica em receitas de peixe e frutos do mar. É principalmente famosa pelo seu salmão, que é consumido no país a todas as horas do dia e de todas as formas: Fumado, curado, marinado, grelhado… A receita que hoje partilho, é uma das variações dos tradicionais bolinhos de salmão servidos como entrada em muitos restaurantes de Oslo e Bergen. INGREDIENTES (para 6 pessoas) 2 chávenas de quinoa cozida 2 lombos de salmão desfiados ½ (...)
Qui | 12.11.20

Sopa de Cação Alentejana

The Travellight World
Na nossa costa litoral, em locais como a Comporta, as grandes estrelas da cozinha são os peixes (e os frutos do mar) e pratos como a tradicional sopa de cação mostram bem a criatividade da culinária alentejana e das magníficas combinações de pão e ervas aromáticas, possivelmente herdadas da presença árabe. É muito simples de preparar, tem um aroma intenso e é perfeita para aquecer o corpo (e a alma) nos dias mais frios de Inverno. Partilho aqui a receita para quem quiser (...)
Qui | 29.10.20

Doce de Leite tradicional da América Latina

The Travellight World
O doce de leite ou “dulce de leche” é um dos doces mais populares da América Latina. Desde a Costa Rica até ao Chile, todos adoram este manjar. Países como o Uruguai e a Argentina reclamam-no como seu, mas a verdade é que não há certezas sobre quem criou a receita. As pessoas comem doce de leite diretamente do pote ou com torradas, panquecas ou waffles no pequeno-almoço, mas também o usam como ingrediente principal de muitos bolos, tortas e doces típicos. Fica aqui a receita (...)
Qui | 22.10.20

Queijadas de Évora

The Travellight World
A doçaria tradicional Alentejana é riquíssima, com receitas super saborosas (e muito calóricas). As queijadas de Évora são um bom exemplo disso, com a sua massa crocante e um recheio envolvente à base de gema de ovo e queijo fresco de ovelha, são uma verdadeira perdição. Partilho aqui a receita para quem quiser experimentar fazer em casa. INGREDIENTES (± 20 queijadas) Para a massa 1 pitada de sal ± 120 ml de água tépida 350 g de farinha de trigo 60 g de manteiga Para (...)
Sex | 16.10.20

Lapardana de Bacalhau do Ribatejo

The Travellight World
A Lapardana é um prato muito antigo das gentes da beira-rio do Ribatejo. É uma receita deliciosa, mas que vem de tempos duros e difíceis quando a fome, muitas vezes, rondava as mesas. Era feita, tanto por camponeses que trabalhavam na lezíria, como por avieiros e outros que pescavam no rio Tejo. A Lapardana dos avieiros era feita com peixe do rio, enguias, sável, taínha… Esta, que era confecionada com uma posta de bacalhau é, no entanto, a mais usada e hoje, aparece (...)
Sex | 25.09.20

Escarpiada | Uma iguaria típica de Condeixa

The Travellight World
A escarpiada, um ex-líbris da gastronomia de Condeixa, é um doce feito à base de massa de pão, com açúcar amarelo, canela e azeite. A sua textura única, entre o crocante da crosta dourada e as várias camadas de recheio, fazem lembrar as paisagens escarpadas (como sugere o nome do doce) da Serra de Sicó. Segundo a lenda, as escarpiadas foram criadas numa altura de crise com aquilo que os padeiros tinham à mão, mas a verdade é que pouco se sabe acerca da sua origem, a não ser (...)
Qua | 23.09.20

Tarte americana de carne e batata doce

The Travellight World
Esta tarte de sabores quentes, que hoje partilho convosco, é uma receita muito popular nas mesas norte americanas durante os meses de outono. É "confort food" no seu melhor! INGREDIENTES 450 g de carne picada 1 batata doce grande, cortada em pedaços pequenos 1 colher (de chá) de sal 1 cebola grande picada 1 jalapeño grande picado 2 dentes de alho picados ¼ chávena de água ½ colher (de chá) de mostarda em pó ½ colher (de chá) de cominho em pó 1 colher (de chá) de (...)
Seg | 21.09.20

Cappuccino com mel e canela

The Travellight World
O verão está mesmo a acabar e com a chegada do frio e dos primeiros dias de chuva, chega também aquela vontade de sentar no sofá com uma bebida quentinha e doce que aconchega a alma e aquece o coração. Já experimentaram fazer um cappuccino com mel e canela? INGREDIENTES: 2 doses de café forte ou expresso 1/2 chávena de espuma de leite 1 colher e meia (de sopa) de mel 1 colher (de café) de canela 2 colheres (de sopa) de licor de chocolate (opcional)   PREPARAÇÃO: Numa (...)
Sex | 18.09.20

Mousse de Espumante

The Travellight World
A Bairrada é considerada a principal região de Portugal na produção de vinhos espumantes e numa visita recente a esta região descobri uma receita maravilhosa de mousse que usa o espumante como ingrediente. Partilho aqui para quem quiser experimentar 😊 INGREDIENTES 4 gemas 3/4 chávena de açúcar refinado 3/4 chávena de espumante branco doce + 3 colheres (de sopa) de espumante para hidratar a gelatina 1 colher (de chá) de gelatina em pó sem sabor 300 ml de natas PREPARAÇÃO (...)
Ter | 15.09.20

Choco frito à Setubalense

The Travellight World
Um clássico da cozinha Portuguesa, a receita do choco frito nasceu em Setúbal. Foi criada, segundo dizem, por um pescador chamado Manuel Coutinho que um dia decidiu deixar a vida dura do mar e montar uma taberna. Todas as manhãs o Manuel ia até à orla do rio Sado e comprava aos pescadores choco fresco que ali mesmo limpava e cortava em tiras. Na taberna lavava-os de novo e depois de os temperar, fritava-os e servia-os como petisco com o vinho. Pouco a pouco a taberna foi ganhando (...)
Qui | 03.09.20

Arròs brut | uma receita maiorquina

The Travellight World
O arròs brut é um arroz delicioso, cheio de sabor, típico da ilha de Maiorca. A receita tradicional é feita com carne de caça e com sobrasada (uma linguiça crua e curada das Ilhas Baleares, feita com carne de porco moída, pimentão, sal e outras especiarias). Atualmente o arròs brut é confecionado igualmente com outras carnes, mais fáceis de encontrar no mercado e mais acessíveis. Partilho aqui a receita para quem quiser experimentar INGREDIENTES 300 g arroz 150 g coelho (...)
Qui | 27.08.20

Pastelinhos de polvo de Peniche

The Travellight World
Estes pastelinhos são uma especialidade gastronómica de Peniche, região onde são confeccionado, desde os tempos mais remotos, com os polvos mais pequenos apanhados ao longo da costa ou como forma de aproveitamento das partes mais delgada dos tentáculos, depois de utilizadas as partes principais do polvo na confecção de outras receitas.   Semelhantes a pataniscas, estes pastelinhos são perfeitos para petiscar ou para servir como entrada. Partilho aqui a receita para quem quiser (...)
Qui | 20.08.20

Tortas de Guimarães

The Travellight World
Este doces tradicionais vimaranenses, com a forma de uma concha e recheio de doce de chila, ovos e amêndoas, são uma herança da riquíssima doçaria conventual portuguesa. A receita original foi criada na Casa Costinhas — uma conhecida confeitaria de Guimarães — e tem uma história curiosa por trás. Conta-se que há muito tempo, uma freira do Convento de Santa Clara (atual edificio da Câmara Municipal de Guimarães) acolheu duas sobrinhas que ficaram órfãs precocemente. Com a (...)