Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qui | 13.02.20

Seguro de viagem: para que serve e como escolher o melhor

underground_subway_tube_station_people_luggage-46730.jpg!d

Viajar é muito bom mas por vezes acontecem imprevistos. Podemos perder um voo, ser assaltados, ou pior, ficar doentes e precisar de cuidados médicos ou hospitalização num país estrangeiro.
Este tipo de situações estragam as férias e podem ter consequências desagradáveis, como faturas inesperadas e de valor elevado para pagar.

 

Então como nos podemos proteger e evitar más surpresas? Fácil, basta adquirir um seguro de viagem! Mas, perguntam vocês, será que vale mesmo a pena gastar nesse serviço extra? Na minha opinião sim.

Em muitos países, os tratamentos médicos, exames e hospitalização podem ser incrivelmente caros. Ter um seguro que cubra estas despesas é (literalmente) menos “uma dor de cabeça”

E o que fazer quando de repente o teu voo é cancelado por causa de uma tempestade ou chega tão tarde que perdes a conexão — que por azar era noutra companhia aérea e por isso não podes responsabilizar ninguém? 😩
Só te resta gastar uma fortuna e comprar um bilhete novo… a não ser que o teu seguro de viagem cubra esse gasto e o do hotel pré-pago onde vais falhar a data de check-in. Sem seguro, era dinheiro perdido.

 

Para cobrir estes e outros imprevistos como por exemplo o reembolso de uma bagagem roubada, perdida ou danificada é importante escolher o seguro certo. Optar por uma empresa especializada e líder nesta área como a InterMundial, pode fazer toda a diferença.

A InterMundial tem uma experiência de 25 anos no sector turístico, presença em vários países e comercializa produtos adaptados às necessidades dos clientes, que cobrem todas as situações que possam surgir antes, durante e depois da viagem.

Para decidir qual é o plano de seguro que mais se adequa à nossa situação, há que ter em atenção os seguintes pontos:

1- Que tipo de viagem vão fazer?

Vão viajar de carro, de comboio ou de avião? Vão estudar num país estrangeiro? É uma viagem longa, curta, de negócios?
Tudo isto tem de ser pensado e considerado porque envolve necessidades diferentes.
As viagens que envolvem voos, por exemplo, tem um risco acrescido de cancelamentos, atrasos ou perda de bagagem. O plano ideal será aquele que contempla o reembolso dos custos associados a esses problemas.

O vosso destino é na Europa? O país fica dentro ou fora do espaço Schengen? é noutro continente? Tudo isto deve ser tido em conta na altura de escolher o melhor seguro.

2 - Quantos dos serviços contratados para a viagem são pré-pagos e não reembolsáveis?

Se a vossa viagem incluir um hotel pré-pago e, por exemplo, bilhetes para um espetáculo ou evento desportivo, excursões e visitas guiadas, aluguer de veículos ou reservas num restaurante de luxo com penalização por no-show, considerem garantir essas despesas também. Assim no caso de surgir algum imprevisto, não perdem dinheiro.

Qualquer despesa pré-paga que não seja totalmente reembolsável no caso de precisarmos cancelar ou interromper a viagem, precisa de ser considerada e segurada, por isso antes de comprar um plano de seguros, adicionem todos os custos não reembolsáveis ​​para determinar o valor que deve ser segurado.

3 - Comparem os produtos oferecidos pela seguradora

Definam as vossas principais preocupações, estabeleçam o vosso orçamento e selecionem o plano de seguro que melhor atenda a esses critérios. A InterMundial, por exemplo, tem várias opções como o Totaltravelgo | schengengo | cancellation; go | Study; Totalsports; Wintersports ou o Businesstravel  que com toda a certeza podem responder às vossas necessidades.


Vão pelo seguro e viajem sem preocupações! 😉


Tchau!
Travellight

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.