Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qui | 07.03.19

São Francisco | Uma cidade apaixonante

fullsizeoutput_307b.jpeg

  Foto: Pixahere

 

São Francisco para mim, foi paixão à primeira vista.


Num primeiro momento foi a sua beleza que me conquistou, mais tarde, porém, o meu coração foi cativando e o meu amor consolidado pelo seu espírito, pelas pessoas que ali vivem e pela sua cultura de mente aberta.


Passei lá pouco mais de uma semana, mas rapidamente percebi que poucos lugares no mundo abraçam a tolerância e a diversidade de uma forma tão intensa como São Francisco.

 

fullsizeoutput_3086

  Foto: summerinsanfranciscosfsu.wordpress.com

 

Localizada numa península, com as ondas do Oceano Pacífico a bater de um lado e uma bonita baía do outro, a água é um elemento constante na cidade e íntegra muitas das suas atrações. A Ponte Golden Gate — o cartão postal de São Francisco, é talvez a principal.

 

Uma caminhada bem longa, mas extraordinariamente agradável, levou-me desde a marina até este marco histórico. 

 

Parti de Fort Mason e no caminho parei na praia de Crissy Fiel — um dos lugares mais bonitos para fotografar a ponte.

 

fullsizeoutput_307d

 Foto: Travellight

 

Muitas pessoas, quando visitam a Golden Gate, param no meio, não vão até ao fim, mas eu estava interessada em chegar até Vista Point porque me tinham dito que dali teria uma perspetiva mais interessante. Não me enganaram, o esforço valeu a pena.


Conhecer lugares históricos e observar a vida selvagem são dois motivos fortes para viajar e eu estava à espera que São Francisco preenchesse um destes requisitos, mas nem tanto o outro. Então, qual não foi a minha surpresa quando me disseram que podia ver leões marinhos no Cais 39 (Pier 39). Pensei que estavam a brincar, mas era verdade.

 

fullsizeoutput_307e

 Foto: Travellight

 

Atraídos por uma oferta abundante de comida e um ambiente protegido de predadores, estes fascinantes mamíferos marinhos fixaram residência no cais no início de 1990, após o terremoto de Loma Prieta, e nunca mais partiram.


Os leões marinhos não são a única atração do Cais 39. Este lugar é muito movimentado e está sempre cheio de gente. Tem restaurantes, lojas e uma pequena feira de diversões. Está localizado na região de Fisherman's Wharf, uma das mais famosas de San Francisco, bem próximo de North Beach e Chinatown, outras áreas que merecem uma visita.

 

fullsizeoutput_307f

Foto:Travellight

 

A Chinatown de São Francisco é a mais antiga da América do Norte, abrange 24 quarteirões e é fácil passar um dia inteiro aqui a explorar as ruas e vielas, percorrendo as lojas e apreciando a autêntica comida chinesa.


A entrada oficial é feita por um Dragon Gate (Portão do Dragão), decorado com peixes koi, dragões e dois leões de pedra.

 

fullsizeoutput_3080

   Foto: Pixahere

 

Os principais restaurantes e lojas do bairro podem ser encontrados na Grant Avenue, a rua principal de Chinatown. 


É comum ver ervanárias que oferecem a moradores e visitantes uma variedade infinita de ervas medicinais. Uma das mais bonitas que vi chamava-se Great China Herb Company e parecia ser muito antiga com armários originais em madeira repletos de pequenas gavetas.

 

great-china-herb-co-0315

  Foto: sunset.com

 

A Igreja Velha de Santa Maria (Old St Mary's Cathedral) é outro destaque do bairro. Construída em 1853 foi o único edifício que sobreviveu ao incêndio que destruiu Chinatown após o terremoto de 1906. Foi cuidadosamente restaurada e hoje atrai muitos turistas.

 

fullsizeoutput_3081

 Foto: Travellight

 

Nenhuma viagem a São Francisco fica completa sem uma visita a Alcatraz. 

 

A famosa ilha prisão que albergou criminosos perigosos como Al Capone é uma autentica cápsula do tempo. Parece que nada mudou desde que a prisão fechou as suas portas em 1963…


O edifício vazio continua a ser um espaço sombrio e frio, mas a vista da cidade a partir da ilha é maravilhosa.

 

usa_america_san_francisco_california-653110.jpg!d

 Foto: Pixahere

 

A melhor maneira (e a mais típica) de nos deslocarmos em São Francisco é de elétrico. O percurso de Russian Hill até o Fisherman’s Wharf é agradável e um pouco mais confortável porque tem menos gente do que se apanharmos o transporte em Powell and Market ou no próprio Fisherman’s Wharf.


Os elétricos são uma grande ajuda para percorrer as ruas íngremes e sinuosas que Steve McQueen imortalizou na alucinante e vertiginosa perseguição automóvel do filme Bullit. A rua que aparece no filme — a Lombard Street — é  atualmente uma atração turistica. Tem oito curvas fechadas e uma inclinação capaz de tirar o fôlego até aos mais fisicamente aptos.

 

São Francisco tem uma incrível oferta cultural. Do excelente Museu de Arte Moderna ao igualmente impressionante Museu De Young, passando pela Ópera e Ballet, há muito para ver e assistir.


A arquitetura também merece destaque. Cada bairro têm um encanto distinto. 

 

No Alamo Square, por exemplo, encontramos as “Painted Ladies”, um conjunto de casas coloridas em estilo Vitoriano construídas no século XIX que sobreviveram até aos dias de hoje. 

É um ponto muito visitado e fotografado de São Francisco, talvez porque já apareceram em mais de 70 longas-metragens e outras tantas séries de televisão.

 

 

fullsizeoutput_3084

Foto: Pixahere

 

O bairro de Haight-Ashbury, recorda-nos o lado mais romântico da cidade. Um tour nesta área leva-nos de volta aos anos 60, ao Flower Power, e à cultura hippie de São Francisco, ajudando-nos a descobrir todos os principais artistas e músicos que contribuíram para o movimento da paz e amor.


Tony Bennett estava certo quando cantou “I left my heart in San Francisco” porque foi precisamente isso que eu senti quando deixei esta icónica cidade americana.

 

fullsizeoutput_3088

  Foto: Pixahere

 

Artigo patrocinado pela TAP e originalmente publicado no SAPO Viagens

6 comentários

Comentar post