Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qui | 30.01.20

Pequenas cidades italianas que vale a pena conhecer

Roma, Veneza, Florença, Milão, são destinos imperdíveis para quem visita Itália pela primeira vez, mas espalhadas pelo país existem pequenas cidades, desconhecidas do grande público, que escondem alguns dos maiores encantos do país. Vejam aqui alguns exemplos.

Pitigliano, Toscana

Apelidada de Pequena Jerusalém, a cidade medieval de Pitigliano já foi no século XVI o lar de uma grande comunidade judaica. A comunidade quase desapareceu em meados do século XX — por causa da migração e por causa da perseguição levada a cabo pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial — mas hoje ainda podemos visitar o antigo gueto judeu, que inclui uma sinagoga restaurada, fornos de pão tradicionais e um pequeno museu.

Também vale a pena ver o Palazzo Orsini — um palácio-fortaleza do século XIV que abriga uma coleção de artefactos históricos e a Vie Cave — uma trilha que percorre uma série de cavernas etruscas.

Se precisarem de alojamento podem ficar no Hotel Relais Valle Orientina. Está localizado na zona rural perto de Pitigliano e oferece quartos confortáveis, um wellness center e diversas trilhas ideais para quem gosta de fazer caminhadas.

fullsizeoutput_4488

Tellaro, Ligúria

As famosas aldeias italianas de Cinque Terre ficam tão cheias no verão que as autoridades locais até já consideraram limitar o seu número de visitantes. Felizmente, há uma alternativa igualmente encantadora (mas muito menos concorrida) a apenas alguns quilómetros da costa da Ligúria — A bonita Tellaro.

A vila piscatória de Tellaro, com as suas casas em tons pastel, ruas estreitas e vistas deslumbrantes do mar oferece uma boa opção a quem procura algo menos turístico e mais real.

Se quiserem passar mais tempo aqui, podem ficar hospedados no Tette Sul Mare, uma villa restaurada, situada entre oliveiras e com belas vista para o mar.

fullsizeoutput_4487

Procida, Campania

Com apenas 2,6 quilómetros quadrados, Procida é a menor ilha da Baía de Nápoles. A maior parte das vezes é ignorada pelos turistas que preferem Capri ou Ischia, mas quem não gosta de confusão, não se vai arrepender de embarcar no ferry com destino a Procida a partir de Nápoles.

Os seus edifícios de cores vibrantes e o bonito porto, dão fotos perfeitas e em Terra Murata — o ponto mais alto da ilha — encontram-se antigas ruínas e vistas magníficas.

O Albergo La Vigna, com o seu wine bar e vinhas próprias, é uma das melhores opções de alojamento na área.

fullsizeoutput_4489

Chioggia, Veneto

Como seria Veneza se ainda fosse um porto de pesca tradicional, sem os enormes navios de cruzeiro e as multidões de turistas? Se calhar era um pouco como Chioggia.

Acessível por ferry e por autocarro (a partir de Veneza) Chioggia é construída em volta de canais tal como Veneza, mas oferece um ambiente bem mais calmo e sossegado.

Cheguem cedo para visitar o seu tradicional mercado de peixe, caminhem pelas ruas ladeadas de água e depois parem para almoçar num dos seus excelentes restaurantes de frutos do mar.

O Hotel Grande Italia, localizado, no centro de Chioggia, recebe viajantes há mais de 100 anos e oferece quartos confortáveis ​​e modernos, com ar condicionado e acesso Wi-Fi gratuito. É perfeito para uma estadia de curta duração.

 

fullsizeoutput_448a

Viterbo, Lazio

Localizado a cerca de duas horas de comboio de Roma, Viterbo oferece um núcleo medieval murado, ideal para passear.

A cidade já foi sede papal no século XIII, e hoje no seu centro histórico, ainda pode ser visitado o impressionante Palazzo dei Papi. Outra atração de Viterbo são os seus banhos termais que há muitos anos atraem moradores e visitantes.

O B&B Medieval House, que tem uma localização central e fica num edifício histórico cuidadosamente restaurado é uma boa opção para quem procura hospedagem na região.

fullsizeoutput_448c

Noto, Sicília

As elegantes igrejas e palácios barrocos de Noto foram construídos após um terremoto que atingiu a cidade em 1693.
É um prazer passear pelas suas ruas, admirar a sua arquitetura e provar um gelado de uma das muitas gelatarias do centro histórico. Quem tiver tempo disponível pode ainda relaxar nas praias de areia dourada da região.

O elegante Gagliardi Boutique Hotel, localizado num palácio restaurado na cidade velha de Noto é o lugar ideal para pernoitar.

fullsizeoutput_448d

Spello, Úmbria

Fujam das multidões de Assis com uma visita a uma das aldeias italianas menos conhecidas da região. Spello fica a apenas 15 minutos de carro de Assis, mas parece estar a quilómetros de distância quando exploramos as suas muralhas romanas bem preservadas e igrejas tranquilas.

Spello também é conhecido por um evento cultural único chamado Le Infiorate, um festival do final da primavera, no qual murais feitos de pétalas de flores são espalhados pelas ruas e praças da cidade.

Precisam de um lugar para ficar? Experimentem o Agriturismo Il Bastione. Já foi um forte medieval, depois foi um pavilhão de caça, e hoje é um acolhedor hotel com belos jardins, trilhas naturais e uma piscina.

fullsizeoutput_4491

Saluzzo, Piemonte

Localizada perto de Turim, Saluzzo tem um belo centro histórico e vistas maravilhosas dos Alpes.
Se visitarem esta cidade não percam a Casa Cavassa, com os seus frescos coloridos e móveis antigos e o tranquilo jardim botânico da Villa Bricherasio.

O San Giovanni Hotel Resort oferece a possibilidade de ficarmos hospedados com todo o conforto num mosteiro restaurado que remonta ao século XV e tem bonitos jardins e um antigo claustro

fullsizeoutput_4493

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.