Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Ter | 21.12.21

Os melhores destinos do mundo para comemorar o solstício de inverno

Hoje tem lugar o solstício de inverno que marca a entrada na mais fria das quatro estações. É uma data festejada por várias culturas, que um pouco por todo o planeta construíram até templos e monumentos para "dar as boas-vindas" ao sol nascente que põe fim à noite mais longa do ano.

Estes são alguns dos lugares mais especiais do mundo para assistir e comemorar este fenómeno astronómico.

Stonehenge, Inglaterra

fullsizeoutput_6222Foto: PxHere

Estar em Stonehenge ao pôr do sol durante o dia mais curto do ano é uma experiência extraordinária.

Ninguém sabe exatamente por que foi construído este antigo círculo de pedra em Wiltshire, na Inglaterra, mas as pedras representam os movimentos do sol, e Stonehenge enquadra perfeitamente o pôr do sol no solstício de inverno.

Quem não puder ir pessoalmente até este icónico Património Mundial, pode assistir on-line à transmissão do Solstício de Inverno.

Bragança, Portugal

1200px-Carnaval_de_Podence_2008_17Foto: Wikipedia

As festas de inverno são ritos do mais profundo simbolismo que resistiram à passagem do tempo e se conservam bem vivas na cultura do povo da região de Bragança. Aqui, entre 24 de dezembro e 6 de janeiro, algumas aldeias são animadas pela "Festa dos Rapazes", também conhecida por "Festa dos Caretos" que tem a sua origem nas festividades pagãs do Solstício do Inverno, dedicadas ao culto do Sol.

Os rapazes solteiros são os atores privilegiados deste acontecimento preparando e fazendo a festa, que é atualmente composta por rondas, missas, peditórios e bailes.

Luxor, Egito

30183403AFoto: Cairoscene

Se pensam visitar o Egito, tentem sincronizar a vossa visita com o dia do solstício de inverno, para uma experiência verdadeiramente especial.

A cada ano, o nascer do sol do solstício alinha-se com a entrada do templo de Karnak e os raios solares seguem para dentro do santuário do templo de Amun Ra'a e para o antigo templo de Hatshepsut, iluminando pilares e câmaras, num raro espetáculo natural.

Newgrange, Irlanda

ireland_newgrange_burial_mound_clouds-1079777.jpg!dFoto: PxHere

Os segredos de Newgrange, um dos três locais mais antigos do vale Brú na Bóinne, Irlanda, revelam-se uma vez por ano durante o solstício de inverno.

Esta curiosa tumba em forma de monte, apresenta uma abertura que permite que o sol brilhe durante o solstício de inverno e ilumine a câmara interna. É incrivelmente preciso para algo construído ainda antes de Stonehenge e tal como Stonehenge, Newgrange faz uma transmissão on-line para quem queira assistir ao solstício de inverno e não se possa deslocar a este local.

Chichen Itza, México

fullsizeoutput_6224Foto: PxHere

O movimento do sol era um elemento de extrema importância para a civilização Maia e uma das suas mais importantes ruínas (e Património Mundial da UNESCO) está ligada ao solstício de inverno. As ruínas de Chichen Itza, localizadas na Península do Yucatán, no México são conhecidas por proporcionar um solstício espetacular a 21 de dezembro quando o sol nasce logo acima da pirâmide de El Castillo e, à tarde, uma sombra divide a pirâmide ao meio.

Brighton, Inglaterra

Burning-the-Clocks-1Foto: Brighton and Hove News

No solstício de Brighton, a noite escura de inverno é iluminada por brilhantes  lanternas de papel artesanais, e 2.000 pessoas participam num desfile que serpenteia pela cidade litoral até à praia. Todas essas lanternas, cada uma representando as "esperanças e sonhos" de quem as transporta, são, então, atiradas para dentro de uma fogueira que é acendida na praia. Após a queima, a peculiar procissão anual que é chamada de “Burning the Clocks” termina com uma  exibição de fogos de artifício.

Esta é uma tradição relativamente recente que só começou em 2004, mas acabou por se transformar numa das mais originais formas de festejar o solstício de inverno.

Penzance, Inglaterra

0_GMP_DCM_211219Montol_006JPGFoto: Corwall Live

Os costumes tradicionais do inverno da Cornualha continuam vivos com o Festival Montol na histórica Penzance, um evento artístico de seis dias programado para o solstício de inverno. Cantares de Natal, peças de teatro e compras até tarde da noite fazem parte do evento que encerra com o desfile temático de “luz e escuridão” a 21 de dezembro. Esta visão moderna das tradições antigas começou em 2007 e inclui exibições de fogo de artifício, tochas e uma procissão noturna com dança. Os foliões vestem-se com fantasias, véus de renda ou máscaras de animais.

Vancouver, Canadá

labyrinthFoto: Secret Lantern Society

Há mais de duas décadas que os moradores de Vancouver celebraram o solstício com um festival de lanternas realizado pela Secret Lantern Society.

Lanternas brilhantes acesas com velas feitas de cera de abelha e depois colocadas numa formação de "Labirinto de Luz" animam a cidade juntamente com apresentações de  música e poesia.

Helsínquia, Finlândia

4_lucia1_christmas_tradition_helsinki_41422Foto: Visit Filand

Os países nórdicos têm uma maneira tradicional de iluminar os meses sombrios de dezembro com celebrações dedicadas a Santa Lúcia. Santa Lúcia é conhecida por ser “a portadora da luz” e para comemorar o solstício, as crianças vestem-se com uma bata branca e uma menina, escolhida para fazer o papel de Lúcia, usa uma coroa de velas (que hoje em dia funcionam a pilhas para garantir a segurança da criança). Uma multidão de 30.000 pessoas normalmente participa do desfile que percorre o centro da cidade depois da Santa Lúcia ser coroada na Catedral de Helsínquia.

Apesar de ser uma comemoração do solstício, esta festa não tem lugar no dia 21 de dezembro, mas sim no dia 13 de dezembro porque esta era a data do solstício nos antigos calendários finlandeses.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.