Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qui | 17.01.19

Dicas para viajar de avião com um animal de estimação

fullsizeoutput_3193

 

Viajar é muito bom mas deixar o nosso melhor amigo em casa nem por isso…

Se estão a pensar em levar um animal de estimação convosco de férias estão aqui algumas informações que precisam saber:

 

1- É seguro?

A segurança deve vir sempre em primeiro lugar. Consultem um veterinário antes de planear uma viagem com o vosso animal de estimação, pois algumas raças podem levantar maiores problemas.

 

Os cães e gatos braquicéfalos, que têm focinhos curtos e achatados, como o Boston Terrier, o buldogue, ou o persa, por exemplo, podem correr um risco maior de ter uma reacção adversa a meio de um voo porque são mais propensos a problemas respiratórios. 

 

Além disso, apenas animais de pequeno porte que podem ser levados com segurança numa transportadora própria ou numa sacola e acomodados debaixo do assento à nossa frente, podem voar na cabine. Animais de grande porte, desde que a raça seja aprovada pela companhia aérea, tem de voar no compartimento de carga.

 

De acordo com I.P.A.T.A. (International Pet And Animal Transportation Association) a viagem é segura quando são tomadas as devidas precauções. Esta associação recomenda que os animais de estimação sejam treinados a ficar em caixas antes da viagem para os ajudar a permanecer calmos e confortáveis durante o voo.

 

A carga também é uma opção para animais menores, mas essa escolha cabe ao proprietário, a menos que o destino do voo seja um país que não permite o transporte de animais, como por exemplo o Reino Unido, que apenas autoriza o transporte de cães reconhecidos como animais de assistência (SVAN) e apenas na cabine.


2- Devo sedar meu animal de estimação?

O I.P.A.T.A. não recomenda dar tranquilizantes a qualquer animal de estimação durante uma viagem aérea. A sedação suprime a regulação da temperatura respiratória e do corpo e pode ter outros efeitos negativos na fisiologia do animal.

 

Mas outro tipo de coisas que possam funcionar como calmantes naturais para o animal podem fazer uma grande diferença. Brinquedos, guloseimas ou qualquer outra coisa que tenha sido prescrito pelo veterinário podem ajudar.

 

3- Qual é a documentação necessária?

Antes da viagem é necessário preencher toda a documentação obrigatória para garantir que o nosso amiguinho não fica detido na alfândega.

 

Dependendo do destino, existem diferentes requisitos de admissão.

Normalmente, é necessário apresentar os documentos do animal (passaportes ou outro documento que o  represente); Um Termo de Responsabilidade assinado pelo dono e um  Certificado de Inspecção Veterinária passado por um veterinário credenciado que efectua um exame completo ao animal de estimação antes da viagem.


Alguns países exigem licenças adicionais, e muitas viagens internacionais podem incluir um período de quarentena quando o animal de estimação desembarca do avião.


4-Qual é a transportadora certa?

Quando comprarem o bilhete de avião, reservem o lugar para o vosso animal de estimação o mais cedo possível. A maioria das companhias aéreas só permite um número limitado de animais de estimação na cabine, por voo. Também é necessário confirmar as regras de transporte de animais na companhia aérea escolhida para a sua viagem e pagar as taxas extras inevitáveis associadas a um animal de estimação.


As dimensões dos assentos variam de acordo com a companhia aérea por isso é importante saber as medidas reais para escolher a transportadora certa que dê o maior conforto possível, seja fácil de carregar e flexível o suficiente para encaixar debaixo do assento sem magoar o animal de estimação.

 

5- Os aeroportos aceitam animais de estimação?

Os grandes aeroportos, por lei, só são obrigados a fornecer áreas próprias para animais de serviço.

 

Alguns aeroportos são mais amigáveis ​​para animais de estimação - nomeadamente para os cães - do que outros, e nem todos têm áreas onde os nossos amiguinhos possam fazer as suas necessidades.

 

É recomendado estudar o aeroporto com antecedência, pois nem sempre é fácil encontrar as áreas destinadas para passear cães, alguns terminais podem ter e outros não.

 

Alguns aeroportos facilitam a vida dos donos criando áreas próprias e adequadas para os animais, o Aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, por exemplo, tem uma área conhecida como o "wooftop" - um pátio ao ar livre de 4.000 pés quadrados que é acessível a todos os passageiros que voam com animais de estimação.


6- O que devo levar na viagem?

Ao viajar com seu animal de estimação, venha preparado. Tenha em mente que o seu cão provavelmente contará como um dos seus itens de bagagem de mão e leve isso em consideração quando estiver a preparar as malas. Você também precisará de espaço para guardar os artigos que vão manter o seu amiguinho feliz e saudável.

 

É recomendado trazer comida e petiscos, uma garrafa de água recarregável, um ou dois brinquedos, um pequeno cobertor, e sacos para recolher as necessidades do animal de estimação.

 

Para mais informações podem consultar as condições de transporte de animais na TAP, ver a lista de cães e gatos braquicéfalos e imprimir o impresso do Termo de Responsabilidade aqui

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.