Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Sex | 20.04.18

DICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA UMA VIAGEM À AUSTRÁLIA

Uluru,_Uluru-Kata_Tjuta_National_Park,_Northern_Territory,_Australia.jpeg

 

Se tem vontade de conhecer a Austrália e estão a preparar uma viagem para lá mas não sabem por onde começar confiram as dicas e informações básicas que deixo em baixo para vos ajudar:


1- Documentação necessária

Os cidadãos portugueses devem ser portadores de passaporte cujo prazo de validade mínimo seja, à data de entrada no país, de pelo menos 6 meses.


Para deslocações inferiores a 90 dias, em turismo, os Portugueses devem obter um eVisitor (visto electrónico gratuito) Nota: não confundir com o ETA (Electronic Travel Authority) também válido para quem tem passaporte Português mas que tem a emissão on-line paga e deve ser requerido por companhias aéreas e agentes de viagem em nome da pessoa que vai viajar.


Para mais informações sobre o visto electrónico e qual devem escolher consoante o passaporte e nacionalidade que tem, consultem aqui a página oficial do governo Australiano.

Podem comparar os vistos disponíveis para os Portugueses aqui :

E podem fazer a solicitação do eVisitor on-line aqui:

 

2- Vacinas

Não há vacinas obrigatórias para quem viaja de Portugal. A vacinação contra a febre-amarela é obrigatória para os viajantes que venham de países onde a doença existe (ex. Brasil)


3- Como chegar

Uma viagem para a Austrália não é fácil, são muitas e muitas horas de voo, mas hoje em dia já não é tão caro como era há uns anos atrás. Um voo Lisboa/Sidney com a China Southern Airlines (escalas em Amesterdão e Guangzhou) pode ficar por cerca de 833,00€ por pessoa. Com partida do Porto o voo mais barato que encontrei foi com a Etihad Airways para Melbourne (escalas em Amesterdão e Abu Dhabi) por 987,00€.


4- Alfândega

As leis alfandegárias da Austrália proíbem trazer, para além das coisas habituais (drogas, armas de fogo…) alguns itens comuns, como comida fresca ou embalada, frutas, ovos, carne, plantas, sementes, peles e penas.

 

5- Dinheiro

A moeda é o dólar australiano.
Os bancos estão abertos das 9h00 às 16h30 de 2ª a 6ª feira. Nas grandes cidades os principais cartões de crédito são aceites e há muitas caixas ATM (multibanco) disponíveis mas nas pequenas cidades e meios rurais pode ser mais difícil pagar com cartão ou encontrar uma ATM.
Não é costume dar gorjetas na Austrália.

 

6-Acomodação

A acomodação na Austrália pode ser cara. Se quiserem poupar um pouco considerem ficar em acomodações da Airbnb ou optem pelos pequenos B&B de gerência familiar.

 

7- Comida

Devido ao grande número de imigrantes a culinária do país é bastante diversificada e encontramos de tudo, desde o peixe com batata frita, herança da colonização britânica até aos pratos de influência Asiática e às carnes exóticas como a de crocodilo e canguru.
A água canalizada é potável em todo o país.

 

8- Melhor época para visitar

De Dezembro a Março é o Verão Australiano e o Verão lá pode ser muito quente, por isso se tem dificuldade em lidar com o calor o melhor é viajar em Outubro/Novembro ou em Abril/Maio, nestes meses chove menos e o calor e a humidade são menos intensos. No entanto tenham em conta que no país existem duas zonas climáticas, a zona tropical, a norte, onde o clima é mais quente, o verão chuvoso e o inverno seco, e a zona temperada que abrange o resto do país e tem temperaturas mais amenas.

 

9- Língua

A língua oficial é o Inglês (com carregado sotaque Australiano)

 

10- O que levar na mala

De Dezembro a Fevereiro (verão), levem roupas leves, mas tenham uma blusa ou um casaco sempre à mão, pois as noites podem ser frescas. Levem óculos de sol, um chapéu e protector solar. De Junho a Agosto (inverno), levem roupas mais quentes, blusas e um casaco. Nas regiões tropicais, roupas finas em algodão ou em linho são suficientes para todas as estações.
As tomadas na Austrália são diferentes das nossas por isso levem um adaptador universal para poderem carregar o vosso equipamento electrónico.


11- Principais locais a visitar

A Austrália é um país tão grande que será difícil ver tudo numa única visita (a não ser que fiquem por mais de um mês) por isso é preciso planear o roteiro com cuidado
Se tem pouco tempo no país - 2 semanas é o mínimo indispensável - 4 locais são (para mim é claro) incontornáveis: Sidney, A Grande Barreira de Coral, Daintree Rainforest e Uluru (Ayers Rock).

 

Sidney porque é uma cidade vibrante, sempre com algo a acontecer, teatro, música ao vivo, bons restaurantes, exposições, opera (para quem gosta de arquitectura, ir à Austrália e não visitar a Opera de Sidney é, como diz o ditado, ir a Roma e não ver o Papa :-) ).
Nos arredores de Sidney podem visitar as Blue Mountains e no caminho para lá podem parar em alguns parques naturais se quiserem interagir com cangurus, koalas e outras espécies locais.

 

A Grande Barreira de Coral, porque é o lar de uma vasta riqueza de espécies animais e vegetais raras e únicas.
É difícil recomendar uma determinada área do recife para visitar, mas se puderem visitem as Ilhas Whitsunday, em Queensland, elas são absolutamente incríveis, com praias vazias lindíssimas e muitas áreas para praticar snorkeling e mergulho. Outra experiência incrível é sobrevoar a Grande Barreira de helicóptero. Podem ler um pouco mais sobre isso aqui.

 

Também em Queensland podem visitar a Daintree Forest, a maior floresta tropical da Austrália. Há tanta coisa para fazer por lá: andar a cavalo, fazer um crocodile safari (passeio de barco para ver crocodilos), caminhadas pela natureza e passeios onde podemos conhecer aborígenes e aprender um pouco da sua cultura, história e tradições, etc…)

 

Uluru (Ayers Rock), é uma das atracções mais conhecidas da Austrália e é importante principalmente para quem dá valor a experiências espirituais.

Se ficarem no país mais tempo não deixem de visitar também Brisbane, Melbourne e a Tasmânia.

 

12. Transportes

A Austrália é um país enorme e as distâncias entre as principais cidades e atracções são longas por isso se pretendem visitar vários locais optem por voar em companhias aéreas Low Cost como a Jetstar, a Tiger ou a Jetblue. Podem marcar os voos online com antecedência e poupar imenso (eu pessoalmente sou grande fã da Jetstar, todos os voos que fiz dentro da Austrália e muitos pela Ásia foram com esta companhia).


Quem planeia passar um tempo longo no país pode alugar um carro ou uma caravana e fazer uma viagem pela Austrália. Os coloridos Wicked Campers são uma boa opção. Na Australia a condução é à esquerda como em Inglaterra.

 

Quem não gosta de conduzir, pode viajar de autocarro e optar por comprar, por exemplo, um passe Oz Experience, para um autocarro tipo hop-on-hop-off que percorre o país.

 

Outra opção é viajar de comboio com a Great Southern Railway. Geralmente leva muito mais tempo e custa mais do que viajar de autocarro ou de avião, mas deve ser uma experiência e tanto. "The Ghan" viaja entre o norte e o sul, ligando Darwin, Alice Springs e Adelaide; o "Indian Pacific" viaja de costa a costa ligando Perth, Adelaide e Sidney; "The Overland" viaja entre Melbourne e Adelaide; e o “south spirit” percorre quatro estados incluindo Adelaide, Melbourne e Brisbane.


Ainda relativamente ao transporte, anotem aí que em Sidney existe o cartão Opal que podemos carregar com determinado valor e que dá acesso à rede de comboio, autocarro e ferry


13. Segurança

A Austrália é um país seguro em termos de criminalidade mas tem animais e insectos perigosos que lhe dão uma certa má fama. É verdade que há cobras, aranhas venenosas e tubarões mas a reputação de lugar perigoso talvez seja um pouco exagerada.

 

É certo que há uma morte por picada de cobra a cada ano, mas normalmente é porque alguém tentou fazer algo estúpido como pegar na cobra e depois não foi ao hospital para receber tratamento. Prestem atenção onde pisam e se virem uma cobra, o melhor a fazer é afastarem-se e deixarem-na em paz, as cobras só mordem se se sentirem ameaçadas.


Não tem havido uma morte relacionada com picada de aranha desde 1979 mas se forem paranóicos como eu, não custa ver bem todos os cantos do quarto onde estão hospedados antes de dormir 😜


Os tubarões realmente são um problema por isso tomem as precauções necessárias e se tiverem receio o melhor é não entrarem no mar.

 

Boa viagem!

 

 

 

 

9 comentários

Comentar post