Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qua | 03.07.19

Baden-Baden | A cidade SPA alemã

fullsizeoutput_39f8

  Fotos: Travellight e H. Borges

 

Baden - Baden é um local que tem constado na lista dos viajantes “profissionais” desde os últimos dois mil anos. Uma terra encantada na entrada da misteriosa Floresta Negra, tão irresistível que fez Bill Clinton, o ex-presidente dos Estados Unidos, afirmar quando aqui se hospedou: “Baden-Baden é tão linda que até o seu nome tem de ser repetido duas vezes” (… mas também é possível que quem lhe deu o nome fosse gago — desculpem a piada 😂).

Localizada na pitoresca região de Karlsruhe, na Alemanha, a maior atração de Baden- Baden sempre foi os seus banhos termais (“baden” significa “banho”). Os benefícios das nascentes desta região foram primeiro descobertas pelos romanos que aqui se estabeleceram. Reza a história que o Imperador Caracalla passava com frequência umas temporadas neste local para aliviar a sua artrite.

Depois disso a cidade foi, durante séculos, uma paragem obrigatória no itinerário dos ricos e famosos. Todos passaram por aqui: imperadores, escritores, músicos, reis, estrelas de cinema, milionários, presidentes… A lista é extensa e inclui personalidades como o Imperador Napoleão III, a Rainha Vitória, o Imperador Guilherme I da Prússia, o músico Johannes Brahms, os grandes romancistas russos Dostoiévski e Nikolai Gogol, Bill Clinton e Dalai Lama.

Com tamanho cartão de visita, eu estava ansiosa por conhecer a cidade e como a Ryanair agora tem voos diretos de Lisboa para lá, resolvi aproveitar a oportunidade.

Quando cheguei já era de noite e apesar de ser relativamente cedo (20h30) as ruas estavam desertas. Mesmo assim consegui desencantar um restaurante para jantar e acabou por ser maravilhoso porque a comida era fantástica e o espaço era lindo.

Depois de descansar no Heliopark Hotel, acordei bem cedo e logo a seguir ao pequeno almoço, parti à descoberta 😃

Comecei por fazer uma caminhada no Lichtentaler Allee, um parque na margem oeste do rio Oos.

É um passeio agradável porque o parque tem muitos cafés localizados ao longo do rio e esplanadas simpáticas onde podemos parar para descansar e apreciar as vistas.

fullsizeoutput_39f3

Descobri também que apesar da sua longa história e do estilo Belle Époque dos seus edifícios Baden-Baden não parou no tempo: A cidade oferece acesso Wi-Fi gratuito em grande parte da zona pedonal central, o que é sempre útil para descobrir a próxima atração a visitar ou até para ajudar a decidir onde se vai jantar.

Seguindo o rio Oos, que serpenteia por Baden-Baden, cheguei até Gönneranlage, um jardim com mais de 400 variedades de rosas.

Quando saí de Gönneranlage, virei à direita e continuei a andar até chegar à Festspielhaus, uma imponente sala de concertos e um pouco mais à frente encontrei outro jardim. Era pequeno mas muito bonito, tinha um lago com um jato de água no centro e uma ponte.

DSC02556fullsizeoutput_39f2DSC02606

Quando olhei para o relógio já era quase hora de almoço por isso dirigi-me para o centro da cidade e procurei um lugar para comer. Opções não faltavam, havia restaurantes para todos os gostos, dos mais requintados às simples pizzarias, passando pelos restaurantes típicos que serviam especialidades da cozinha local.

fullsizeoutput_39effullsizeoutput_39f0Depois do almoço resolvi explorar melhor o centro histórico. Andei um pouco sem rumo pelas ruas principais, apreciei os bonitos edifícios e casas coloridas e dei uma volta pela Sophienstrasse , conhecida como a “5ª Avenida de Baden-Baden”— por aqui se encontrar a loja da Hermès e de outras marcas famosas.

fullsizeoutput_39e9

fullsizeoutput_39f9fullsizeoutput_39e1fullsizeoutput_39ed

Depois deparei-me com uma verdadeira preciosidade: o Museu Fabergé, o único do mundo dedicada ao joalheiro imperial russo.
Pertence à coleção privada, de mais de 3.500 peças, do magnata russo Alexander Ivanov, que escolheu Baden-Baden para exibir o seu inestimável tesouro. Além de Fabergé, o museu também expõe alguns objetos exclusivos criados por famosos joalheiros como Cartier e Boucheron e, se estivermos interessados, um membro da equipa do museu pode explicar a história dos objetos em exposição.

fullsizeoutput_39de

Outros museus em Baden-Baden também merecem uma visita. É o caso do Museu Frieder Burda que abriga uma interessante coleção de arte moderna e contemporânea.

Um outro edifício que chamou a minha atenção, e que inicialmente pensei tratar-se também de um museu foi o Trinkhalle, uma estrutura com colunas coríntias e belos frescos que afinal abrigava apenas o centro de informação turística da cidade e uma feira de artesanato.

fullsizeoutput_39ea

Próximo do Trinkhalle fica o Casino de Baden-Baden. Visto do exterior não é nada de especial, mas o interior é opulento e tem elementos que merecem ser apreciados. Marlene Dietrich quando aqui esteve chamou-o de "o casino mais bonito do mundo".

UNADJUSTEDNONRAW_thumb_8141

Como já referi mais em cima, uma das atrações principais de Baden Baden são os banhos termais e embora existam muitos banhos tradicionais eu preferi visitar o moderno Caracalla Therme (até porque me disseram que nos banhos tradicionais não é permitido usar fato-de-banho e eu não me estava a ver a andar por ali sem roupa 😳).
O SPA do Caracalla tem várias piscinas e oferece massagens. A maioria dos hotéis em Baden-Baden incluem na hospedagem um cartão de desconto nos banhos e massagens, por isso há que aproveitar!

fullsizeoutput_39f4

Outros locais de interesse na cidade são o castelo Altes Schloss; a Stiftskirche, a primeira igreja paroquial de Baden-Baden; a Igreja Russa, que tem uma cúpula dourada e a Capela Stourdza, a partir da qual se tem vistas deslumbrantes para a cidade.

DSC02673DSC02719

O outro castelo de Baden-Baden — o Neues Schloss — é uma propriedade privada e não está aberto ao público.

Nos arredores vale a pena fazer um passeio de carro pela Floresta Negra e conhecer o lago Mummelsee.

DICA: Para visitar o lago não é necessário transporte privado, basta apanhar o autocarro nº245 na LeopoldPlatz e chega-se lá em 55 minutos.

 

Espero que tenham gostado desta visita virtual de Baden-Baden 😃

Espreitem o destaque “Baden-Baden” nas Instastories da minha página de Instagram se tiverem curiosidade de ver um pouco da cidade.

Tchau!
Travellight

2 comentários

  • Eu gostei muito 😃
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.