Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qui | 23.06.16

AHH.. A NAZARÉ...

DSC00705.JPG

  Crédito das fotos: Travellight e H. Borges

 

Com uma praia imensa e os seus barcos coloridos que bom é visitar a Nazaré no Verão! Mesmo com a multidão de gente que, nesta altura, enche a cidade, não há como não gostar da Nazaré com as suas ondas, suas viúvas com quartos para alugar, e restaurantes de peixe fresco 😋

 

DSC00711.JPG

 

Possivelmente a mais famosa cidade piscatória de Portugal, e hoje em dia conhecida pelo surf, a Nazaré é única em muitos aspectos. Aqui não encontramos grandes tesouros arquitectónicos ou grandiosos monumentos como em outras cidades portuguesas, mas a Nazaré tem uma atmosfera de tempos passados e tradições que fazem dela um lugar especial para visitar.

 

DSC00738.JPG

 

Os barcos de pesca de madeira usados ainda hoje são coloridos e estreitos, com proas curvas e a decoração dos primeiros pescadores da região - os fenícios, que se instalaram aqui em tempos pré-cristãos.

 

DSC00702.JPG

 

O Sitio, proporciona uma vista maravilhosa sobre a baía e praia e a melhor maneira de lá chegar é apanhando o Ascensor - o funicular que liga o centro da vila, a Praia da Nazaré, ao Sítio da Nazaré. O Ascensor faz viagens de 15 em 15 minutos e custa 0,90 € (criança) e 1,20 € (adulto). De 1 a 30 de Junho funciona das 7h15 às 24h00 e nos meses de Julho e Agosto, o horário é alargado até às 02h00.

 

Uma vez no topo, além das vistas, encontramos uma grande igreja - a Igreja de Nossa Senhora da Nazaré, e também uma pequena capela - a Ermida da Memória, cujas origens estão intimamente ligados a uma milagrosa aparição da Virgem Maria.

 

DSC00739.JPG

 

Para quem não conhece, a lenda diz que numa manhã nublada de 1182, um nobre, Dom Fuas Roupinho estava a caçar quando percebeu no último momento que tinha perseguido um cervo até à beira de um precipício. Estando  prestes a cair para a morte, ele clamou por Nossa Senhora de Nazaré, que nesse momento apareceu diante dele e amparou o seu cavalo. Em homenagem a este milagre Roupinho ordenou que uma capela fosse construída no local. Os peregrinos e visitantes podem ver o conto retratado em azulejos pintados à mão e até mesmo a suposta pegada do cavalo de Roupinho gravada numa pedra encontrada na cripta abaixo da capela.

 

image.jpeg

 

Ao longo da orla marítima da Nazaré, as pessoas ainda secam peixe ao sol e consertam os seus barcos ao lado de turistas e crianças que brincam na praia. Na Avenida Marginal encontramos imensos cafés e restaurantes que servem uma grande variedade de peixe fresco e a Caldeirada à Nazarena.

 

DSC00747.JPG

 

DSC00754.JPG

 

DICA: A Casa Museu do Pescador (R. Sousa Lobo) é um pequeno museu dedicado à população piscatória da Nazaré. É uma  tradicional casa de campo, que foi cuidadosamente restaurada para mostrar o exterior e o interior da casa de uma família de pescadores típica da parte inicial do século 20.

 

nazare_culturaelazer_casamuseudopescador.jpg

  Credito da foto: Casa Museu do Pescador

 

Não deixem portanto de visitar a Nazaré, mais uma pérola do nosso Portugal!😊

 

DSC00735.JPG

 

Tchau!

Travellight

10 comentários

Comentar post