Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qua | 19.07.17

A Floresta de Bambu de Arashiyama

A cultura japonesa tem uma longa tradição de conviver em harmonia com a natureza que é tratada por todos com admiração e respeito. A Floresta de Bambu de Arashiyama, uma das principais atracções da cidade de Quioto e um dos locais mais bonitos para fotografar no Japão, é o exemplo perfeito dessa relação.

fullsizeoutput_54e7Fotos: Travelight e H. Borges

Acredita-se que esta floresta de contos de fada foi plantada para proteger os templos da região das forças do mal porque o bambu está associado a muitos mitos e lendas japonesas e é visto como um símbolo de resistência e durabilidade.

Eu já tinha visto várias imagens do local, mas a primeira vez que lá fui fiquei um pouco decepcionada porque era uma área bem mais pequena do que parecia nas fotos, por isso é importante, se estão a pensar em visitar este lugar, chegar mesmo, mas mesmo, MUITO, MUITO CEDO, porque quando começa a encher de gente parece ainda mais pequeno e perde-se quase toda a magia.

Agora ao amanhecer, quando o silêncio é quase completo, com excepção do chilrear dos pássaros, e tu tens o trilho só para ti, aí posso dizer-vos, é verdadeiramente maravilhoso e nenhuma imagem pode capturar com perfeição a sensação de estar sozinho no meio desta floresta surreal.

P6112557fullsizeoutput_54ebfullsizeoutput_54eafullsizeoutput_54e9

Para aqui chegar, a partir da cidade de Quioto, basta apanhar o comboio da linha JR Sagano, saír na estação de Arashiyama e andar cerca de 10 minutos seguindo as placas que indicam a entrada do famoso trilho de bambu.

A Estação de Arashiyma em si é muito bonita e merece atenção. Tem um comboio antigo em exposição, um pequeno jardim e um mural belíssimo.

Quem tem dificuldade de locomoção, ao chegar perto do trilho, pode contratar um riquexó. Existem vários a oferecer esse serviço.

Vale a pena igualmente, visitar o templo que tem jardins que dão para o trilho principal da floresta de bambu.

fullsizeoutput_54f0fullsizeoutput_54f1fullsizeoutput_54f3fullsizeoutput_54effullsizeoutput_54f5fullsizeoutput_54f6

fullsizeoutput_54ecfullsizeoutput_54f8

“When a storm comes, bamboo bends. It doesn't break.”― Michelle Moran

 

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Tchau!

Travellight

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.