Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qua | 16.11.22

24 horas em Londres

Londres é uma das cidades europeias com mais para ver e fazer. Desde palácios a exposições de arte, passando pelos musicais do West End e pelos jardins, cada centímetro das suas ruas movimentadas parecem esconder novos lugares para visitar e descobrir. Uma semana seria o ideal, mas se só tiverem 24 horas para explorar a capital inglesa não desesperem e espreitem este itinerário ambicioso para descobrir o que Londres tem de melhor para oferecer.

fullsizeoutput_70f6Fotos: PxHere

Para aproveitar ao máximo as 24 horas em Londres e não perder tempo comprem um travel card válido por um dia para os transportes públicos e comecem bem cedo visitando o Sky Garden (piso 36 do edifício Fenchurch Building, também conhecido como “The Walkie-Talkie”), o jardim público mais alto da cidade. A entrada é gratuita e a Darwin Brasserie que se encontra no local, serve pequenos almoços de quarta a domingo, a partir das 8h30, acompanhado de vistas panorâmicas sobre o centro de Londres, o rio Tâmisa e a Tower Bridge.

Do Sky Garden sigam pela Lombard Street até St Paul's Cathedral, um dos marcos da cidade.
Construída após o Grande Incêndio de Londres, a Catedral de São Paulo foi, durante 250 anos, o edifício mais alto da cidade e a sua cúpula ainda é uma das maiores do mundo. Já recebeu funerais de várias figuras britânicas importantes, incluindo Lord Nelson e Winston Churchill, e foi o local do casamento do príncipe Carlos e Lady Diana.

fullsizeoutput_70f1

Continuem o passeio atravessando a Millenium Bridge e visitem mais dois ícones da cidade: Shakespeare's Globe e Tate Modern. O Shakespeare's Globe é uma reconstrução do Globe Theatre, um teatro elizabetiano para o qual William Shakespeare escreveu as suas peças e o Tate Modern é o mais importante museu de arte moderna e contemporânea do mundo, abrigando obras de Picasso, Andy Warhol e Dali, entre outros. A entrada para a coleção principal é gratuita.

Depois de sair do Tate Modern apanhem o metro na estação Blackfriars para a estação de Westminster (linha verde - District). Em Westminster vão encontrar uma série de ícones da cidade de Londres: Palácio de Westminster (um dos quatro Patrimónios Mundiais de Londres); Big Ben, Abadia de Westminster, Westminster Cathedral e Trafalgar Square.
Nas proximidades estão igualmente o St James's Park; o Palácio de Buckingham; o Hyde Park e o London Eye.

Comecem pelo Palácio de Westminster (também conhecido como Houses of Parliament) e admirem o
Big Ben antes de seguirem para a Abadia de Westminster. Fica a uma curta caminhada pelo Parliament Square Garden, onde podem ver a célebre estátua de Sir Winston Churchill.

A Abadia de Westminster é um dos exemplos mais prestigiados da arquitetura gótica na Inglaterra. Possui mais de 1.000 anos de história e ali tiveram lugar as coroações de todos os monarcas britânicos desde 1066 e mais recentemente o funeral da Rainha Isabel II.
Mas não é apenas a importância na história da monarquia que torna a Abadia de Westminster um marco em qualquer itinerário de Londres — o lugar é mais do que isso.
Os amantes da arte com certeza vão se maravilhar com as muitas pinturas a óleo, os entusiastas da literatura ficarão encantados com o Poets' Corner, onde mais de 100 poetas e escritores estão enterrados ou têm memoriais, e todos os visitantes ficarão surpresos com os extraordinários artefactos exibidos na Galeria do Jubileu de Diamante da Rainha.

fullsizeoutput_70f9

E já que estamos a falar de monarquia e da rainha, nenhuma visita a Londres fica completa sem uma passagem pelo Palácio de Buckingham que desde 1837, é a residência oficial da Família Real do Reino Unido e palco de importantes cerimónias, bem como o lugar onde se realiza a audiência semanal do monarca reinante com o primeiro-ministro da Inglaterra (não se sabe se o Rei Carlos III vai alterar isto).
As salas de estado estão abertas ao público apenas por 10 semanas no verão e em determinadas datas no inverno e na primavera, por isso se estão interessados em visitar confiram as datas com antecedência.

Continuando pelo St. James Park vão chegar a Trafalgar Square onde podem ver a Coluna de Nelson, as fontes e as famosas quatro esculturas de leões — os “Landseer Lions”.
Cada leão é distinto, observem bem e vão notar as diferenças.

fullsizeoutput_70f3

Depois de tanto sightseeing a fome já deve estar a apertar e na zona de Westminster há uma abundância de restaurantes, pubs e cafés onde podem almoçar bem independentemente do orçamento.
Para provar a tradicional cozinha britânica sem gastar demasiado parem no Fuller’s Kitchen (33 Tothill St), mas se quiserem cometer uma extravagância e experimentar um dos melhores restaurantes estrela Michelin de Londres reservem mesa no Olivomare (10 Lower Belgrave St).

Na parte da tarde apanhem o metro novamente e saiam na estação South Kensington para visitar o Museu de História Natural e admirar os extraordinários fósseis de dinossauros que lá estão expostos.

A pouca distância a pé do museu, seguindo por Cromwell Road e depois por Brompton Road, fica a meca das compras em Londres — o Harrods! Pisos e pisos de roupa de marca, produtos de beleza, móveis, brinquedos…
Aproveitem e celebrem a tradição britânica do chá das 5 no Harrods Tea Room. Podem marcar uma mesa aqui.

Do Harrods sigam para a estação de metro de Knightsbridge e saiam em Picadilly Circus, a famosa praça londrina cheia de outdoors. Não deixem de reparar na Fonte Memorial de Shaftesbury onde os londrinos se costumam reunir.

Próxima paragem: Convent Garden!

Covent Garden fica em West End, a principal zona de entretenimento e teatro de Londres. Há sempre artistas de rua a atuar na Covent Garden Piazza e outros eventos sazonais como o Pumpkin Market no Halloween ou o Mercado de Natal em Dezembro.

christmas_street_xmas_windows_roof_london_garden_lights-414425.jpg!d

Covent Garden também apresenta uma grande variedade de restaurantes e bares e muitos oferecem um menu pré-teatro perfeito para jantar antes de assistir a um dos espetáculos do West End. Marquem os bilhetes on-line com antecedência para não correr o risco de não haver disponibilidade para o show que querem ver ou tentem um bom desconto aqui arriscando comprar no próprio dia (às vezes o desconto chega aos 65%).

Terminem a noite num bar do Soho para sentir um pouco da vibração da London by night. Sugiro o Punch Room At The London Edition (10 Berners St) para algo very british ou o Barrio Soho (6 Poland St) para algo completamente diferente.

 

Espreitem o destaque "London" na minha página de Instagram para ver um pouco mais desta capital europeia e sigam as minhas stories nesta rede social, para inspiração e ideias para passeios, férias e fins de semana.

Tchau!

Travellight

 

Artigo publicado anteriormente no Sapo Viagens

 

7 comentários

Comentar post