Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

Qua | 29.06.16

O TERRORISMO MUDOU A FORMA COMO VIAJAMOS

IMG_2199.JPG

   Aeroporto de Atatürk (Turkish Airlines Business Lounge)

    Foto: Travellight

 

  
Os recentes ataques terroristas nos aeroportos de Bruxelas e Istambul, dois aeroportos pelos quais eu passo tantas vezes, deixaram-me em choque e com um sentimento que vai da raiva à tristeza.

 

É impossível negar que desde o dia 11 de Setembro de 2001 viajar de avião nunca mais foi a mesma coisa.

 

O terrorismo tem tido um grande impacto sobre as nossas vidas e sobre a maneira como nós viajamos para o exterior.

 

Com as alterações compreensíveis na segurança dos aeroportos que de 15 anos para cá só tem vindo a piorar (e ainda assim falhas continuam a existir) os dias em que ir para o aeroporto era um prazer definitivamente acabaram.

 

Viajar é cada vez mais uma experiência stressante, mas se deixarmos de o fazer e ficarmos reféns de medos e paranóias acabamos por dar a vitória àqueles que querem fazer do nosso mundo um lugar inseguro e sombrio. 

 

Por isso eu recuso-me a deixar contaminar pelo medo. Viajar é e deve continuar a ser a melhor coisa do mundo, nós aprendemos algo novo em cada viagem. É a melhor educação que se pode ter e além disso, é divertido!

 

Viajar é a melhor maneira de ganhar uma nova perspectiva, novos pontos de vista sobre a vida. Conhecer novas culturas e interagir com elas ajuda a diluir medos - nada é tão assustador como o desconhecido.

 

Quando se conhece, percebe-se, e é isso que viajar faz por nós, permite-nos conhecer pessoas, outras realidades, influenciar e deixar-se influenciar. Viajar é compreender que somos todos inquilinos de um mesmo planeta e que o melhor é começarmos a aprender a nos dar todos bem se queremos que ele tenha um futuro.

 

Pode ser uma visão utópica atendendo à actual realidade do nosso Mundo mas é a minha visão.

 

Travellight

Seg | 27.06.16

SIGIRIYA | A MONTANHA DO LEÃO

P6052479.jpg

  Crédito de fotos: Travellight e H. Borges

 

Lembram-se de ouvir falar do Ceilão nas aulas de História? pois é, o Ceilão hoje chama-se Sri Lanka, e é um país lindo com muito para descobrir. Eu estive lá há duas semanas e vim encantada! 

 

P6052475.JPG

 

Há vários locais no Sri Lanka que merecem uma visita mas o meu preferido foi Sigiriya, A Montanha do Leão - um dos locais históricos mais emblemáticos do país - uma montanha maciça de rocha que funcionou como palácio, mosteiro budista e fortaleza.

 

Muitos dizem que Sigiriya (designação Cingalesa do local) é o coração e a alma do Sri Lanka, por isso eu sabia que precisava de o visitar.

 

P6052537.JPG

 

A minha "peregrinação" a Sigiriya implicou subir 1.200 degraus, no meio de um calor terrível,  por um caminho de pedras e exuberante floresta, mas pelo caminho pude ver muita coisa -  várias espécies de macacos, a bela paisagem das planícies em redor da montanha, uma caverna com frescos bem preservados e as ruínas do antigo palácio real que permitem imaginar a grandeza daquele local nos seus tempos de glória.

 

P6052514.JPG

P6052615.JPG

P6052574.jpg

 

Hoje em ruínas, o palácio, mandado construir no cume da montanha pelo príncipe Kashyapa durante o seu reinado,(477- 495 A.C.) era, no auge do seu esplendor, um palácio maravilhoso, decorado com frescos, piscinas luxuosas e elaborados jardins de água. O palácio real foi abandonado após a morte do príncipe e o local passou a ser usado como mosteiro budista até ao século XIV.

 

P6052382.JPG

P6052401.JPG

P6052429.JPG

P6052763.JPG

 

A meio caminho do cume uma escada de aço estreita leva-nos a um patamar onde encontramos o Portão do Leão. Esta é a entrada que deu à fortaleza / palácio o seu nome - Sigiriya ou a Montanha do Leão.

 

P6052654.JPG

P6052663.JPG

 

Este portão foi construído sob a forma de um enorme leão e originalmente tinha a cabeça deste animal esculpida junto com as pernas e patas que ladeiam a entrada, mas a cabeça desabou anos atrás e hoje só conseguimos ver as patas do leão, ainda assim é impressionante!

 

P6052585.JPGP6052597.JPG

 

Se um dia visitarem o Sri Lanka não deixem de ir a Sigiriya, a Montanha do Leão - calma, misteriosa e ainda pouco conhecida no Ocidente

 

DICA: A Emirates tem os vôos mais baratos para Colombo (capital do Sri Lanka), o ida e volta de Lisboa fica por 827,00€. Do Porto fica mais barato ir na Turkish Airlines, o ida e volta fica por 758,00€

 

P6052488.JPG

 

Tchau!

Travellight

Sex | 24.06.16

10 COISAS A SABER SOBRE PISA

1-  A torre inclinada de Pisa é apenas um dos locais a visitar. É de longe o mais popular, mas não necessariamente o mais impressionante! (em todo o caso é optima para tirar fotos divertidas, daquelas em que finges que és tu que estás a empurrar a torre 😜) 

 

PA050242.JPG

 

2 - Para evitar filas à entrada, pode reservar-se bilhetes para a Torre Inclinada online aqui: 

 

PA050264.JPG

 

3 - A Catedral de Pisa é uma das catedrais mais bonitas que podemos ver em Itália! Raramente se fala nisso mas o interior é lindo (fotos não lhe fazem justiça). Pessoalmente achei a Catedral de Pisa tão bonita como o Duomo em Florença!

 

PISA.jpg

 

4 - Não deixem de visitar a Piazza Dei Cavalieri, como não fica na rota principal da estação para a torre, muitos turistas deixam de ver esta incrivel praça e é pena porque é lindissima.

 

DSC_0031.jpg

 

 5 - O Rio Arno com as suas pontes e edificios coloridos nas margens permite tirar belas fotos da cidade. 

 

PA060354.JPG

 

6 - Provem um gelado na Gelateria De' Coltelli - Melhor gelataria de Pisa!

 

Gelateria-De-Coltelli_restaurants_in_pisa.jpg

 

7 - Optem por comer num restaurante de uma rua paralela ao invés de comer num restaurante da Via Santa Maria (rua à frente da Torre Inclinada) onde os preços são altos (para turista) e a qualidade da comida é muito fraca.

 

IMG-20151018-WA0173.jpg

 

8 - A Ryanair tem os voos mais baratos para Pisa. O ida e volta de Lisboa fica por cerca de 180,00€ (do Porto não há voos directos). A Ryanair só voa para Pisa às terças, quintas e sábados.

 

9 - O comboio entre o aeroporto de Pisa e a estação de Pisa Centrale leva apenas 5 minutos. De lá podem ir de taxi mas não é dificil caminhar da estação até à Torre inclinada e Piazza del Miracoli (onde fica a Catedral e o Batistério), é só seguir as placas e perguntar aqui e ali a um local para não se perderem no caminho, assim aproveitam e veem o resto da cidade. 

 

IMG-20151018-WA0040.jpg

 

10 -É muito facil visitar Florença a partir de Pisa de comboio (fica a cerca de 1 hora de distância) por isso é de aproveitar e fazer dois em um.😃

 

IMG-20151018-WA0031.jpg

 

Tchau! 😉

Travelight

 

Qui | 23.06.16

AHH.. A NAZARÉ...

DSC00705.JPG

  Crédito das fotos: Travellight e H. Borges

 

Com uma praia imensa e os seus barcos coloridos que bom é visitar a Nazaré no Verão! Mesmo com a multidão de gente que, nesta altura, enche a cidade, não há como não gostar da Nazaré com as suas ondas, suas viúvas com quartos para alugar, e restaurantes de peixe fresco 😋

 

DSC00711.JPG

 

Possivelmente a mais famosa cidade piscatória de Portugal, e hoje em dia conhecida pelo surf, a Nazaré é única em muitos aspectos. Aqui não encontramos grandes tesouros arquitectónicos ou grandiosos monumentos como em outras cidades portuguesas, mas a Nazaré tem uma atmosfera de tempos passados e tradições que fazem dela um lugar especial para visitar.

 

DSC00738.JPG

 

Os barcos de pesca de madeira usados ainda hoje são coloridos e estreitos, com proas curvas e a decoração dos primeiros pescadores da região - os fenícios, que se instalaram aqui em tempos pré-cristãos.

 

DSC00702.JPG

 

O Sitio, proporciona uma vista maravilhosa sobre a baía e praia e a melhor maneira de lá chegar é apanhando o Ascensor - o funicular que liga o centro da vila, a Praia da Nazaré, ao Sítio da Nazaré. O Ascensor faz viagens de 15 em 15 minutos e custa 0,90 € (criança) e 1,20 € (adulto). De 1 a 30 de Junho funciona das 7h15 às 24h00 e nos meses de Julho e Agosto, o horário é alargado até às 02h00.

 

Uma vez no topo, além das vistas, encontramos uma grande igreja - a Igreja de Nossa Senhora da Nazaré, e também uma pequena capela - a Ermida da Memória, cujas origens estão intimamente ligados a uma milagrosa aparição da Virgem Maria.

 

DSC00739.JPG

 

Para quem não conhece, a lenda diz que numa manhã nublada de 1182, um nobre, Dom Fuas Roupinho estava a caçar quando percebeu no último momento que tinha perseguido um cervo até à beira de um precipício. Estando  prestes a cair para a morte, ele clamou por Nossa Senhora de Nazaré, que nesse momento apareceu diante dele e amparou o seu cavalo. Em homenagem a este milagre Roupinho ordenou que uma capela fosse construída no local. Os peregrinos e visitantes podem ver o conto retratado em azulejos pintados à mão e até mesmo a suposta pegada do cavalo de Roupinho gravada numa pedra encontrada na cripta abaixo da capela.

 

image.jpeg

 

Ao longo da orla marítima da Nazaré, as pessoas ainda secam peixe ao sol e consertam os seus barcos ao lado de turistas e crianças que brincam na praia. Na Avenida Marginal encontramos imensos cafés e restaurantes que servem uma grande variedade de peixe fresco e a Caldeirada à Nazarena.

 

DSC00747.JPG

 

DSC00754.JPG

 

DICA: A Casa Museu do Pescador (R. Sousa Lobo) é um pequeno museu dedicado à população piscatória da Nazaré. É uma  tradicional casa de campo, que foi cuidadosamente restaurada para mostrar o exterior e o interior da casa de uma família de pescadores típica da parte inicial do século 20.

 

nazare_culturaelazer_casamuseudopescador.jpg

  Credito da foto: Casa Museu do Pescador

 

Não deixem portanto de visitar a Nazaré, mais uma pérola do nosso Portugal!😊

 

DSC00735.JPG

 

Tchau!

Travellight

Sex | 10.06.16

PATAGÓNIA | O LUGAR ONDE NASCEU O PEQUENO PRÍNCIPE

Era uma vez ... uma terra encantada chamada Patagónia

 

CHILE 241.jpg

  Crédito de Fotos: Travellight e H. Borges

 

Pode parecer idiota começar um post desta forma, mas se um dia vocês visitarem este lugar  e o quiserem descrever aposto que vão sentir-se tentados a fazer o mesmo.

 

CHILE 102.jpg

 

Eu tive sorte suficiente de visitar alguns dos lugares mais incríveis do nosso planeta, mas a Patagónia deixou-me sem palavras.

 

Vocês sabiam que este lugar foi uma das inspirações de Antoine de Saint-Exupery para escrever o Pequeno Príncipe?


O Pequeno Príncipe é um dos meus livros favoritos (e tenho certeza, de milhares de outras pessoas) por isso eu acho que qualquer coisa que tenha servido de inspiração a esta obra-prima da literatura mundial tem de ser muito especial.

 

A conexão do Pequeno Príncipe com a Patagônia remete aos anos que Saint-Éxupery morou em Buenos Aires, para onde foi enviado em 1929 pela companhia Aéroposta-Argentina para abrir novas rotas aéreas. Ali, apaixonou-se pela imensidão da região começando a escrever e a desenhar um conto.

 

O formato de uma ilha na Patagónia, por exemplo, pensa-se que terá inspirado o desenho, que aparece no livro, da jibóia que engole o elefante.

 

CHILE 200.jpg

 

Agora falemos um pouco de História - É amplamente aceite que o nome Patagónia vem da palavra "patagón" (pés grandes)  utilizada por Fernando de Magalhães em 1520 para descrever os povos nativos daquela área e que a tripulação que fazia parte da sua expedição julgava serem gigantes.

Hoje os historiadores acreditam que o povo que o explorador Português, que primeiro circunavegou a Terra, chamava de Patagons eram na verdade os Tehuelches, que tendiam a ser mais altos do que os europeus da época.

 

A Patagónia divide-se entre dois países, a Argentina e o Chile, e abrange quase todos os cenários que a mãe natureza é  capaz de criar: A Patagónia tem o sétimo maior deserto do mundo, glaciares da última idade do gelo, lagoas azul turquesa e lagos, quedas de água e cascatas, belas montanhas e floresta tropical. Enfim, tem tudo!

 

Para quem ama a natureza e as actividades ao ar livre este local é um absoluto céu.

 

CHILE 441.jpg

CHILE 129.jpg

CHILE 283.jpg

CHILE 206.jpg

CHILE 405.jpg

 

Na Patagónia Eu tive algumas experiências inesquecíveis, algumas foram extraordinárias e quase espirituais, mas uma foi excepcionalmente má. Em qualquer caso, o bom superou largamente o mau, e de modo algum afectou a minha percepção deste lugar mágico.


Uma das minhas memórias favoritas foi quando me deparei com uma raposa durante uma caminhada.

 

CHILE 370.jpg

CHILE 373.jpg

 

O animal parecia não ter medo de mim. Ele chegou-se mesmo muito perto e depois sentou-se à minha frente e deixou que eu  o fotografasse  (nenhuma selfie infelizmente ) .

 

Isto foi tão especial! Sabem, eu adoro animais e esta experiência fez-me sentir como se eu fosse o próprio Pequeno Príncipe... quase conseguia ouvir a raposa a murmurar "É apenas com o coração que se consegue ver com clareza, o que é essencial é invisível para os olhos."

 

CHILE 374.jpg

 

Outra lembrança que eu valorizo muito, é a visita que fiz ao Lago Grey no Parque Nacional Torres del Paine - quando chegamos lá não havia ninguém ao redor e o silêncio era completo e impressionante! não se ouvia um único som, era como se estivéssemos completamente sozinhos no mundo . só nós e Deus ...

 

Sei que muita gente não suporta o silêncio mas eu pessoalmente nunca me senti tão em paz comigo mesma.

 

CHILE 404.jpg

CHILE 202.jpg

CHILE 215.jpg

CHILE 255.jpg

 

Agora vou falar sobre a má experiência ...

 

Eu fiz um passeio de barco pelo fiorde de Ultima Esperanza, e o barco leva-nos para muito perto dos glaciares Balmaceda e Serrano,

 

enquanto estávamos por lá lá, um dos membros da tripulação resolveu servir-nos um pisco sour (bebida típica sul-americana) com gelo recolhido do glaciar. 

Parecia uma coisa muito "cool" para se fazer - eu até já imaginava a história que ia contar aos meus amigos, afinal não são muitos os que podem dizer que beberam um pisco sour com gelo da última idade do gelo não é? 😜

Pois bem, para meu azar o gelo do glaciar devia conter uma qualquer bactéria milenar que rapidamente atacou o meu sistema.

 

CHILE 302.jpg

 

Cerca de uma hora e meia mais tarde, eu sentia-me tão doente, mas tão doente que achei sinceramente que ia morrer.

 

Agora tem uma certa piada mas na altura lembro-me de ter pensado que era muito apropriado eu ir morrer num lugar chamado El Fim do Mundo - nome da  terra em que ficava o hotel em que eu estava hospedada - Eu passei dois dias com vómitos, diarreia e febre, eu nunca me senti tão mal em toda a minha vida.😨

 

Graças a Deus recuperei bem. Felizmente, viajo sempre com um kit de primeiros socorros que contém todos os medicamentos essenciais e... afinal de contas eu continuava com uma boa história para contar aos amigos!

 

A Patagónia é um óptimo lugar para observar e fotografar a vida selvagem. Há tantas espécies para ver e descobrir que rapidamente eu esqueci o mau momento que passei. 

 

CHILE 413.jpg

CHILE 363.jpg

CHILE 195.jpg

CHILE 036.jpg

 

Fiquei também surpreendida com a qualidade dos hotéis na região. Muitos abriram nos últimos anos e proporcionam conforto, luxo, e boas opções gastronómicas.

 

CHILE 462.jpg

 

Altiplanico Sur Hotel em Puerto Natales é um grande exemplo! Brevemente farei um post dedicado a este hotel.

 

CHILE 249.jpg 

 

DICAS:

- A melhor maneira de chegar até a Patagónia é voar para Santiago e em seguida, fazer um voo de ligação para Puerto Natales ou Punta Arenas. Punta Arenas geralmente tem mais opções de voos. O autocarro de Punta Arenas para Puerto Natales leva cerca de 3 horas

 

CHILE 324.jpg

 

- A Iberia é quem faz voos mais baratos para Santiago do Chile (extensão a Punta Arenas com a LATAM Chile). O ida e volta Lisboa/ Santiago/ Punta Arenas fica por cerca de 1.120,00 Euros. Com saída do Porto o preço é o mesmo.

 

- Muitas agências de viagens vendem pacotes completos para a Patagónia com voos, alojamento, alimentação e excursões incluídos no preço o que é muito mais pratico (e frequentemente mais caro). Eu pessoalmente gosto de fazer as coisas no meu próprio ritmo por isso prefiro marcar tudo individualmente.

 

- Não há uma melhor época do ano para visitar a Patagónia porque a natureza é sempre impressionante e cada época tem seus encantos. O verão é considerado época alta e os parques nacionais estão mais cheios e a acomodação é mais cara.

 

- O tempo na Patagónia é muito imprevisível. Não é incomum ter sol quente, vento, chuva e até neve num único dia (mesmo viajando durante os meses de verão) assim o segredo é vestir por camadas.

 

- Se vocês decidirem fazer os trilhos a pé levem uma t-shirt, uma camisola de lã, um casaco e calças à prova de água. Escolham roupa respirável (algodão) para não ficarem molhados com a transpiração enquanto caminham. botas resistentes à água também são uma boa ideia.

 

- Também vão precisar de um casaco quente, luvas, um chapéu ou um boné e um bom lenço/cachecol para visitar os glaciares e as montanhas porque aí faz muito frio.

 

CHILE 332.jpg

 

Tchau!

Travellight

Qui | 02.06.16

O PARAÍSO AQUI AO LADO

Olá amigos viajantes!


Hoje vou levar-vos até uma das minhas praia favoritas - Tróia!

 

DSC02839.JPG

 

Apesar de ter mudado um pouco ao longo dos últimos anos, de estar mais moderna, de ter agora hotéis de luxo, uma marina e  até um casino, Tróia mantém todo o seu charme.

 

A cerca de uma hora de Lisboa, em Setúbal, basta apenas apanhar o ferry que atravessa o rio Sado para chegar a este cantinho paradisíaco do nosso Portugal.

 

troia3.jpg

 

Com uma praia linda de areias finas que se estende até onde os olhos podem ver (com 18 km é uma das mais extensas de Portugal)  águas límpidas e cristalinas onde ainda por cima podemos fazer passeios de barco para ver golfinhos.

 

DSC02907.JPG

DSC02906.JPG

DSC02903.JPG

 

restaurantes com peixe fresco e esplanadas agradáveis onde podemos relaxar e ler um bom livro,

Tróia é o destino ideal para um fim de semana a dois ou umas férias com toda a família!

 

As suas temperaturas amenas permitem passar dias repletos de actividades seja no Verão, seja no Inverno.

 

A área é perfeita para windsurf e vela e os amantes do golfe também não ficam decepcionados, sabiam que Tróia tem um dos melhores campos de golfe da Europa e faz parte de algumas competições internacionais? É verdade, temos coisas muito boas em Portugal!

 

Próximo de Tróia temos ainda o Parque Nacional da Arrábida e a Reserva Natural do Estuário do Sado onde podemos observar diferentes espécies de pássaros.

 

Temos também a Carrasqueira, um porto de pesca muito tradicional construído sobre palafitas (troncos ou pilares).

O local é fantástico para fotografar 

 

 

e outras praias, como a Comporta, o Carvalhal e Pego (de que vos falarei melhor nouto post)

 

Os sinais de habitação humana em Tróia datam de muitos séculos. As ruínas romanas que aqui podemos visitar estão entre os mais importantes vestígios arqueológicos do primeiro século. Tróia tinha o maior complexo de produção de conservas de peixe do Império Romano do Ocidente.

 

troia.jpg

 

Uma última palavra vai para o meu hotel favorito em Tróia - o Tróia Design Hotel! 

 

Este hotel de design contemporâneo e inovador, está integrado na reserva natural e tem vistas deslumbrantes sobre a marina, o Oceano Atlântico, o Rio Sado e a Serra da Arrábida. Tem um SPA, dois restaurantes e duas piscinas exteriores, uma delas para crianças e um tem também um Kids Club para a miudagem. 

 

troia1.jpg

 

DICA: O Troia Design Hotel está a fazer até 12 de Novembro 2016 a promoção 

"Noite Perfeita" que oferece:

1 noite de alojamento em Quarto Delux duplo
Tratamento VIP à chegada
Pequeno-almoço buffet
Free upgrade para quarto superior mediante disponibilidade
1 Jantar "Menu do Chefe" para 2 pessoas (bebidas não incluídas)
20% de desconto no tratamento Blue&Green Special (esfoliação e massagem relaxante de 75'): 140€ / para 2 pessoa (preço base)
Late check-out até às 16h mediante disponibilidade
Livre acesso à piscina interior com circuito de hidromassagem
Preços por programa:

01.Mar a 23.Mar | 28.Mar a 22.Abr | 25.Abr a 30.Abr - 169 €
01.Mai a 08.Jun | 14.Jun a 23.Jun | 26.Jun a 30.Jun | 01.Out a 15.Out - 179 €
01.Jul a 14.Jul | 11.Set a 30.Set - 209 €
16.Out a 12.Nov - 159 €

  

NOTA: Para chegar a Troia a partir de Lisboa, vão pelas autoestradas A2 e A12 e depois apanhem uma das embarcações da Atlantic Ferries - ferry ou catamarã - com partidas, em Setúbal, de 35 em 35 minutos (período do Verão, meses de Maio a Setembro).

 

Do Porto, demora cerca de 4 horas.
Optem pela autoestrada A1. Assumam o percurso mais adequado para a cidade de Setúbal e atravessem uma das pontes que cruzam o Rio Tejo. Em Setúbal apanhem o ferry que faz a travessia do rio Sado.

 

De Faro são 2 horas de distância.
Pela A2, rumo ao Norte de Portugal, assumam o percurso para a cidade de Setúbal e embarquem no ferry que lhe permitirá cruzar o Sado.

 

DSC02892.JPG

 

E por hoje é tudo!

 

Tchau!

Travellight