Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

UMA VISITA AO MNAz

fullsizeoutput_1e77.jpeg

 

Instalado no mosteiro da Madre de Deus, o Museu Nacional do Azulejo (MNAz) é um dos mais interessantes e possivelmente um dos menos conhecidos dos museus Lisboetas. A sua singular colecção exibe azulejos que permitem um belo passeio através da história desta arte desde o século XV até aos dias actuais.

 

fullsizeoutput_1e47.jpeg

fullsizeoutput_1e6f.jpeg

fullsizeoutput_1e75.jpeg

 

Ao longo de várias salas, distribuídas por 3 pisos, podemos acompanhar a evolução dos processos de fabricação e de estilo do azulejo e visitar também exposições temporárias que transmitem uma perspectiva bem contemporânea e moderna desta arte secular.

 

MNAz 2.jpg

 

Aprendemos que o azulejo chegou a Portugal pelas mãos dos Mouros e que o seu nome deriva da palavra árabe que significa “pedra polida”. Podemos ver as técnicas utilizadas ao longo dos anos e participar de oficinas de modelação de cerâmica e/ou pintura de azulejo.

 

fullsizeoutput_1e36.jpeg

MNAz 1.jpg

fullsizeoutput_1e78.jpeg

 

Alguns dos painéis são maravilhosos, pintados à mão, cheios de detalhes e retratam cenas clássicas, mitológicas ou religiosas

 

Uma das peças de destaque do museu tem direito a um piso e sala própria. O painel “Grande Panorama de Lisboa”, atribuído a Gabriel del Barco e proveniente do antigo Palácio dos Condes de Tentúgal foi montado numa longa parede e é composto por 1.300 peças.

 

MNAz 2 (1).jpg

 

Foi feito em 1738 antes do Grande Terremoto em 1755 que mudou a paisagem de Lisboa por isso a sua observação, para quem gosta de história como eu, desperta muito mais curiosidade.😃


Mas o espaço mais incrível do MNAz é a bem conservada Igreja da Madre de Deus.

 

MNAz 6.jpg

MNAz 7.jpg

MNAz 8.jpg

 

fullsizeoutput_1e50.jpeg

 

A capela, parte do antigo mosteiro foi decorada em estilo barroco e tem uma opulência que te faz dizer “uau” assim que entras pelas suas portas.

 

A talha dourada, os painéis de azulejos, as figuras religiosas, as pinturas a óleo, os relicários. Tens tanto para ver e descobrir que é difícil saber para onde olhar.


Sentem-se uns minutos nos bancos e tentem admirar os detalhes. É uma capela absolutamente maravilhosa!

 

MNAz 5.jpg


Depois da visita ao museu podem comer ou descansar um pouco no café / restaurante do MNAz. O espaço é bastante agradável e tem um bonito jardim interior.

 

fullsizeoutput_1e7b.jpeg

MNAz 9.jpg

 

É um bom passeio para fazer no fim de semana. A entrada para adultos custa 5,00 €. Existe um desconto de 50% para idosos (+62 anos), estudantes e jovens.


Para mais informações sobre o horário e como chegar, por favor consultem o site do museu aqui 

 

Recomendo esta visita a todos que tenham curiosidade de saber um pouco mais sobre este símbolo emblemático da cultura Portuguesa: o Azulejo.

 

PB113390 (1).JPG

 

Tchau!
Travellight

 

GUIMARÃES JAZZ 2017

guimajazz2017_cartaz.jpg

 

Este ano, o mundo celebra os 100 anos decorridos desde a gravação do primeiro registo discográfico de jazz, um momento simbólico que mudaria para sempre a história desta música.

 

De 08 a 18 de Novembro, o Guimarães Jazz, que já vai na sua 26ª edição, celebra esta data e acolhe 11 concertos de alguns dos melhores projectos actuais do jazz mundial, 3 destes apresentados em estreia absoluta e 7 em estreia nacional. Nels Cline, All Star Orchestra, Mostly Other People Do the Killing, Andrew Cyrille, Jan Garbarek, Allison Miller e Darcy James Argue são apenas alguns dos nomes que dão corpo ao cartaz de 2017 que se realiza, como habitualmente, no Centro Cultural Vila Flor. Ao programa principal acrescem ainda as actividades paralelas que contam com as já habituais oficinas de jazz e as míticas jam sessions.

 

Podem consultar o programa completo aqui

 

E já agora, enquanto estão numa das mais importantes cidades históricas do nosso país que tal aproveitar e visitar o Centro Internacional das Artes José de Guimarães - CIAJG ? Tem sempre exposições tão interessantes!

 

Bom fim de semana!

Travellight 

 

ÓBIDOS I VILA LITERÁRIA

A pretexto do Folio 2017, este fim-de-semana resolvi re-visitar uma das minhas vilas preferidas de Portugal: A Vila de Óbidos.

 

fullsizeoutput_1ce8.jpeg

 

A verdade é que mesmo sem qualquer evento especial, Óbidos merece sempre uma visita. 😀

 

fullsizeoutput_1ce3.jpeg

 

Há uns anos atrás os turistas eram atraídos a esta encantadora vila medieval pelo charme do seu castelo e pelo colorido das suas ruas e lojas de artesanato. Os mais gulosos, claro, eram seduzidos pela ginjinha e pelo chocolate. 😋

 

fullsizeoutput_1cdd (1).jpeg

obidos 1.jpg

 

fullsizeoutput_1ce0.jpeg

obidos 2.jpg

PA292893 (1).JPG

Foto de H. Guerreiro

 

Essas atracções mantém-se mas agora há algo mais. Agora a vila é um sonho também para os amantes da literatura e para aqueles que adoram perder-se por prateleiras e prateleiras de livros e descobrir pequenos (ou grandes) tesouros por ali escondidos.

 

O projecto Vila Literária de Óbidos é uma iniciativa da Câmara Municipal de Óbidos e da livraria Ler Devagar. Consiste na promoção da cultura, da escrita e da leitura através da organização de festivais, como o Folio, que promovem exposições, palestras, representações, concertos e sessões de leitura e escrita.

 

PA293032.JPG

obidos 5.jpg

 

Mas mais do que isso, o projecto tem o mérito de ter transformado espaços históricos anteriormente abandonados e degradados em belas e contemporâneas livrarias.

 

Os dois melhores exemplos do que acabei de referir são a Igreja de São Tiago - hoje Livraria Santiago - e a Livraria do Mercado.

 

Ambas são lugares mágicos onde o livro é a personagem principal.

 

PA292929.JPG

 

A igreja de São Tiago foi construída em 1186 pelo rei D. Sancho I e completamente destruída pelo terremoto de 1755. A sua reconstrução aconteceu em 1772 mas nas últimas décadas, a igreja foi abandonada e caiu em ruína. No entanto, a Ler Devagar que tem uma das mais bonitas livrarias de Lisboa (e, para mim, do mundo!) reconheceram potencial na estrutura e com o apoio de alguns investidores começaram a transformação.

 

PA292949.JPG

 

A reabilitação correu tão bem que para além da igreja, a equipe começou a renovar outras estruturas que estavam igualmente abandonadas.



A bela Livraria do Mercado nasceu e agora em vez de ter apenas frutas e vegetais (sim, porque estes produtos também continuam à venda neste espaço), as cestas e caixotes estão carregados de livros de poesia, fotografia, literatura infantil, design e viagens e tudo mais que possam querer e imaginar.

 

PA293053.JPG

obidos 3.jpg

 

PA293055.JPG


E para quem acha que livros nunca são demais que tal passar a noite no The Literary Man Hotel?

 

O hotel tem centenas de livros disponíveis para os hospedes e o seu restaurante e bar tem as paredes cobertas com obras literárias que inspiram o menu de cocktails da casa. É um lugar verdadeiramente fantástico!

 

obidos 4.jpg

 

Este esforço para envolver a população económica e culturalmente através da literatura ajudou Óbidos a redefinir a sua identidade, e transformou, sem dúvida, esta pequena vila turística em algo bem mais especial.

 

fullsizeoutput_1ce7 (1).jpeg

 

Sigam-me no Instagram e no Facebook

 

Tchau!

Travellight

FOLIO 2017 — FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL DE ÓBIDOS

22279593_1952058775066327_7891623035709823673_n.jpg

 

 

Com o tema “Revolução, revolta e rebeldia”, sugerido por Marcelo Rebelo de Sousa, começa esta quinta-feira dia 19 (e até dia 29 de Outubro) a terceira edição do FOLIO — Festival Literário Internacional de Óbidos.

 


O tema faz com que a agenda do Folio esteja voltada para a história, a política e a sociologia, áreas que contarão com intelectuais portugueses e estrangeiros e uma parceria com as universidades Nova e de Coimbra e a colaboração da Fundação Gulbenkian.

 

Entre os muitos convidados estarão presentes Ricardo Araújo Pereira e Manuel Alegre e também os autores Brasileiros Raduan Nassar, Milton Hatoum e Gregório Duvivier.

 

 

Vai haver teatro, concertos, cursos, workshops e as habituais tertúlias. O seminário internacional conta este ano, entre outros, com o Argentino Mempo Giardinelli.


Haverá lançamento de livros, conversas e ideias, todas elas à volta das revoluções deste mundo.

 

Para ver há ainda exposições, das quais destaco O Nascimento de uma Democracia, que apresenta uma colecção de cartazes do 25 de Abril, e uma versão inédita de A Vida Secreta das Máquinas do compositor Rodrigo Leão.

 

Mas há muito muito mais, consultem aqui o programa para não perderem nada! 😃

 


Tchau!
Travellight

ESTIVE DENTRO DE UM VULCÃO!

Antes de chegar ao Algar do Carvão eu já tinha visto fotos do local, mas garanto-vos que nada me preparou para o que encontrei ao atravessar o túnel que conduz ao interior da cratera.

 

Só me lembro de pensar: Wow! Que lugar fantástico!!!

 

fullsizeoutput_1bc9.jpegAlgar do Carvão 1.jpgfullsizeoutput_1bc8 (1).jpeg

 

É como entrar num jardim secreto sabem? Parece saído directamente de um conto de fadas.

 

Este vulcão extinto é um dos poucos no mundo que podemos visitar e uma das mais interessantes maravilhas naturais da Ilha Terceira.

 

fullsizeoutput_1bbd.jpeg

fullsizeoutput_1bda.jpeg


É difícil as fotos fazerem jus à beleza do local. O sol, que entra pela abertura da cratera, ilumina-o de uma forma muito peculiar.

 

fullsizeoutput_1bd4.jpeg

 

Os feixes de luz produzem efeitos especiais na vegetação e nas paredes transformando aquela caverna húmida num cenário espantoso e cheio de cor.

 

Algar do Carvão 2.jpg

 

A parte superior da chaminé vulcânica é particularmente bela porque está coberta de vegetação. À medida que descemos pelo cone a biodiversidade vai baixando mas a beleza não.

 

fullsizeoutput_1bd5.jpeg

Algar do Carvão 3.jpg

fullsizeoutput_1bd7.jpeg

 

No fundo da cratera existe uma lagoa. Leva uns 30 minutos a descer e subir todos os degrau, mas vale bem a pena o esforço!

 

Afinal não é todos os dias que podes dizer: Estive dentro de um vulcão! 😃

 

fullsizeoutput_1bdd.jpeg

 


HORÁRIOS DE VISITA

* 1 junho a 15 outubro - Todos os dias - 14:00h às 18:00h
* 17 outubro a 23 março 2018 - Terças, quartas, sextas e sábados -  14:30h às 17:15h
   As grutas encerram a: 1 dezembro 2017 e a 13 fevereiro 2018


 
PREÇÁRIO  

* Bilhete Normal: 6,00€
* Bilhete Normal c/desconto: 5,00€ (portadores do cartão jovem regularizado)

 

- Os degraus estão molhados e podem ser escorregadios por isso se visitarem levem sapatos apropriados. 

- No interior é um pouco frio por isso não é má ideia levar um casaco.

- Cuidado com máquinas fotográficas e outro equipamento eletrónico porque pode molhar-se

 

 Para mais informações consultem Os Montanheiros 

 

P9090290 (1).JPG

 

Tchau!

Travellight

 

O RIO E A CIDADE

Nos últimos anos Lisboa parece que re-descobriu o Tejo e voltou a abraça-lo. Novas esplanadas à beira rio e novas atracções, como a recente abertura de uma plataforma de observação num pilar da ponte 25 de Abril oferecem  perspectivas renovadas da cidade.

 

Ainda assim continuo a achar que uma das melhores maneiras de aproveitar o Tejo e ver a cidade de outro ponto de vista é mesmo de dentro do rio (de preferência num barco 😜).

 

Hoje em dia a oferta é enorme. Há passeios para todos os gostos: românticos, culturais, com jantar ou DJ incluído... opções não faltam.

 

Eu experimentei fazer um e adorei! 😍

 

Podem ver várias sugestões de passeios e preços aqui aqui

 

Se marcarem on-line, a maioria custa no mínimo 25€ p/pessoa, mas se passearem por Belém, perto da Torre, podem encontrar algumas ofertas mais baratas.   

 

P8150305.JPG

fullsizeoutput_1bab.jpeg

fullsizeoutput_1ba9.jpeg

fullsizeoutput_1baf.jpegFullSizeRender (6).jpg

 

fullsizeoutput_1ba6.jpeg

fullsizeoutput_1a62.jpeg

fullsizeoutput_1bb2.jpeg

fullsizeoutput_1bb6.jpeg

fullsizeoutput_1bb7.jpeg

FullSizeRender (7).jpg

 

Espero que tenham gostado da sugestão para aproveitar os últimos dias de calor antes do Outono se instalar de vez. 😀

 

Tchau!

Travellight

LISBOA NA RUA 2017

IMG_3608.PNG

 

Olá amigos!

 

O Lisboa na Rua está aí para encher os espaços verdes lisboetas de musica e animação!

 

É uma óptima oportunidade para descobrir ou re-visitar alguns dos mais belos jardins da capital. Desde os mais conhecidos como o do Príncipe Real e o do Campo Grande até aqueles que a grande maioria conhece pouco como o Parque do Vale do Silêncio que no dia 09 de Setembro vai ser palco de uma interpretação do Carmina Burana pela orquestra da Gulbenkian.

  

Deixo-vos aqui o programa completo para não perderem nada 😊

 

Tchau!

Travellight

ALGARVE I CALENDÁRIO DE EVENTOS

Olá amigos viajantes!

 

Já estão ou vão partir de férias para o Algarve? Querem saber o que podem ver e fazer?

 

Praia-da-Marinha-Algarve_CS.jpg

 

Não sei se já conhecem o site  AlgarvEventos. Este site permite consultar facilmente todos os eventos, festas, feiras e concertos, a acontecer por terras Algarvias ao longo do ano. 

 

Já dei uma vista de olhos pelo calendário e o Agosto (como sempre) vai ser animado! 😃

 

fullsizeoutput_19bb.jpeg

fullsizeoutput_19ba.jpeg

 

Boas férias!

Travellight

 

 

 

 

SANTOS POPULARES

De Norte a Sul do país, os santos populares estão aí para garantir um mês de Junho cheio de celebrações!

 

Ninguém pode recusar o convite: Os bairros mais típicos, já começaram a ser decorados com arcos e balões coloridos. Como de costume vai haver música ao vivo, caldo verde, cerveja e muita sardinha assada no pão.

 

Não vão faltar manjericos, martelinhos e arreais

 

fullsizeoutput_16de.jpeg

 

A capital dá inicio às comemorações, celebrando o Santo António, santo padroeiro da cidade. Nas festas está incluído o desfile das marchas populares pela Avenida da Liberdade, concertos, exposições, e muitas outros eventos e actividades para miúdos e graúdos.

 

Podem ver o programa completo das festas de Lisboa aqui

 


As festas que se seguem são no norte do país.

 

O Porto celebra o S. João e das festividades faz parte a largada de balões de ar quente no rio Douro e também muitas outras actividades, exposições e concertos.

 

As crianças não são esquecidas e vários são os eventos que lhes são dedicados.

 

Sao joao 2.jpg

 

Consultem o programa completo das festas do Porto aqui

 


Por fim, a fechar as festividades do grande mês de Junho, temos o São Pedro, celebrado em várias vilas e cidades Portuguesas como Sintra, município do qual é Santo padroeiro.

 

Também aqui vai haver vários eventos a animar a festa.

 

fullsizeoutput_16e0 (1).jpeg

 

Podem ver o programa das festas de Sintra  aqui 

 

Aproveitem os feriados e divirtam-se muito!

 

Tchau!

Travellight

UM PASSEIO POR DORNES

Mítica terra de Templários, a pequena vila de Dornes está cheia de recantos e segredos por descobrir.

 

fullsizeoutput_15d8.jpeg

 

É um belo passeio para quem quer relaxar e fugir um pouco da agitação e do stress diário da cidade

 

fullsizeoutput_15dc.jpeg

 

Situada a cerca de 10 km de Ferreira do Zêzere, numa enseada da Albufeira do Castelo do Bode, é uma das mais interessantes do centro de Portugal, quer pela sua história e localização, quer pelas vistas e pelo casario pitoresco, como pelas lendas e tradições que lhe estão associadas.

 

 

fullsizeoutput_15c8.jpeg

DORNES5.jpg

 

É uma vila pequenina, com uma atmosfera tranquila. É um prazer passear por ali 😊

 

fullsizeoutput_15cb.jpeg

DORNES4.jpg

 

Possui uma bonita igreja e uma imponente e incomum torre pentagonal, que foi mandada construir pelos Cavaleiros Templários, para servir de vigia e bastião defensivo da região durante a reconquista cristã. No século XVI, um período mais pacífico, foi adaptada e transformou-se na torre do sino da igreja matriz vizinha.

 

fullsizeoutput_15c9.jpeg

DORNES1.jpg

 

A torre está fechada e não pode ser visitada mas é possível subir os degraus exteriores e apreciar a vista.

 

fullsizeoutput_15da.jpeg

 

Das lendas da terra, merece destaque a lenda de Nossa Senhora do Pranto de Dornes, padroeira da Vila.

 

Conta-se que Guilherme de Pavia, feitor da Rainha Santa Isabel, perseguia um veado na Serra Vermelha quando ouviu um triste choro. Mas por mais que procurasse não conseguia encontrar de onde vinham tais gemidos.

 

Resolveu então ir contar a novidade à Rainha Santa e para seu espanto, esta não só sabia o motivo da viagem, como o local exacto onde procurar a origem dos estranhos sons.

 

E a origem era uma imagem da Senhora do Pranto, com seu filho ao colo, que tinha aparecido no rio e tinha sido recolhida numa pequena ermida na serra.

 

fullsizeoutput_15c7.jpeg

 

O estranho é que a imagem desaparecia sistematicamente para aparecer do outro lado do Zêzere. Os moradores de Cernache iam buscá-la mas, durante o trajecto, esta desaparecia para voltar para a outra margem do rio.


A Rainha Santa mandou então erguer uma nova igreja em Dornes para abrigar a imagem e a Nossa Senhora do Pranto lá ficou para sempre, e lá continua até hoje a ser venerada por fiéis de uma e de outra margem do rio. 🙂

 

Quando descemos até às margens do rio Zêzere, o calor aumenta mas a tranquilidade também.

Para além do chilrear dos pássaros não ouves mais nada. O silêncio é total. É tão bom, tão agradável...

 

image00014.JPGP5281671.JPG

 

Talvez no Verão, quando muita gente vai passar férias para aqueles lados não seja assim mas em épocas baixas é um sossego.

 

No entanto, mesmo com muita gente vale a pena ir. Há muitos sítios por onde passear, trilhas para percorrer, e muitos  desportos náuticos para praticar. Há um clube naval perto que aluga barcos e material desportivo.

 

Há também uma boa oferta de casas para arrendar a preços bastante acessíveis. 

 

É um belo destino para uma escapadinha de fim de semana!

 

fullsizeoutput_15bf.jpeg

 

Para quem não conhece, deixo em baixo indicações de como chegar a Ferreira do Zêzere e a Dornes:

 

 

Para chegar a Ferreira do Zêzere vindo de Lisboa, devem usar a A1 saindo no nó de Torres Novas para a A23, depois a saída para Tomar apanhando o IC3 em direcção a Coimbra até encontrar a saída para Ferreira do Zêzere (variante N238). A partir daí sigam as placas que indicam Dornes (são cerca de 5Km).


Vindo do Porto, devem circular na A1 para sair em Condeixa apanhando o IC3 no sentido Tomar. Sai-se para a localidade de Cabaços e dentro desta seguir destino na estrada que irá conduzir a Ferreira do Zêzere.
Ao entrar no centro de Ferreira do Zêzere, encontram, de imediato, junto à primeira rotunda, indicações para Dornes. 

 

Boa viagem! 😃

 

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

 

Tchau!

Travellight