Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

KULFI DE MANGA

vegan-mango-kulfi-ice-cream-5686.jpg

 

 

O Kulfi é uma das sobremesas preferida dos Indianos. Tem semelhanças com o sorvete em aparência e sabor; no entanto, é mais denso e mais cremoso e as especiarias dão-lhe um sabor muito original. É muito bom! 😋

 

Tem vários sabores e há várias formas de o fazer. Um dos mais populares é o de Manga, por isso deixo em baixo, para quem quiser experimentar, uma das mais simples e rápidas maneiras de o fazer:

 

INGREDIENTES

 

3 chávenas de poupa de manga em cortada em cubos (aproximadamente 2 mangas médias)

1 lata de leite condensado

200 g de natas

1 colher de café de cardamomo em pó

Sumo de limão a gosto

Açúcar a gosto

Fios de açafrão (opcional)

Pistácios picados ou amêndoas picadas

 

PREPARAÇÃO

Bata no liquidificador a manga, o leite condensado e a nata. Coe para não ficar nenhuma fibra da manga.

 

Prove para ver como está e se necessário misture o sumo de limão e o açúcar a gosto.

 

Misture o cardamomo e os fios de açafrão e leve o sorvete ao congelador.

 

Algumas horas depois, quando o sorvete estiver parcialmente congelado, leve a mistura outra vez ao liquidificador ou então bata com um batedor eléctrico dentro do próprio recipiente. Assim o sorvete ficará bem cremoso. Polvilhe com os pistácios ou com a amêndoa picada e volte a coloca-lo no congelador (se preferir, em formas individuais para gelados).

 

Se optar por não colocar em formas individuais de gelado, e servir antes o sorvete em taças, pode polvilhar um pouco mais de pistácios picados por cima.

 

MY TRAVEL WISH LIST I HOTEL JUVET LANDSCAPE

IMG_3921_DxO_raw.jpg

 

A série Norueguesa “Absolvição” (Frikjent) que passa na SIC Radical, está a dar-me uma vontade imensa de regressar à Noruega e revisitar aquelas paisagens incríveis.


Motivos não faltam mas se faltassem o Hotel Juvet Landscape resolvia.

 

Alguns hotéis conseguem ser um destino por si só e esse parece ser o caso deste hotel situado numa quinta da pequena aldeia de Alstad.


O Hotel Juvet Landscape pretende ser uma síntese da natureza Norueguesa com a sua história, cultura e arquitectura. Mostrando que o moderno e o inovador podem andar de mãos dadas com a tradição de construção local e o artesanato.

 

juvet-landscape-hotel-20.jpg

tumblr_mrlpw63xl41r5nhm8o6_1280.jpg

fullsizeoutput_1acd.jpeg

 

O hotel é composto por nove quartos independentes localizados separadamente, cada um com uma perspectiva única sobre a paisagem circundante. Além disso, há a oportunidade de ficar nos edifícios antigos da quinta, como a casa do moinho ou o celeiro.

 

Juvet-26.jpg

The-Juvet-Hotel-Valldal-Norway-Europe-0004.jpg

 

tumblr_mrlpw63xl41r5nhm8o4_1280.jpg

 

Do que vi, uma noite custa a partir de 178,00€ (1.650 NOK) por pessoa.

 

Vai definitivamente para a minha travel wish list 😊

TABBOULEH

taboule.jpg.824x0_q71.jpg

 

Tabbouleh ou Tabule, é uma salada originária do Líbano que provei pela primeira vez em Israel e que nos últimos anos tem vindo a ganhar popularidade em todo o mundo.

 

É feita com tomates, salsa picada, hortelã, bulgur e cebola, e depois temperada com azeite, sumo de limão e sal.

 

O bulgur, para quem não conhece, é um cereal com valor reduzido de gordura e rico em minerais, como o ferro, magnésio e fósforo, sendo por isso um bom alimento para quem tem a pressão arterial alta. É ainda benéfico para pessoas com diabetes ou com problemas no sistema digestivo. Funciona também como um anti-inflamatório natural.
Hoje em dia já se encontra bulgur com facilidade nas grandes superfícies comerciais.

 

Deixo a receita para quem quiser experimentar:


INGREDIENTES
(para 4 pessoas)

 

* 45 g de bulgur
* 200 g de tomate picado
* 1 cebola picada
* 2 pepinos picados
* 3 colheres (sopa) de sumo de limão
* 2 colheres (sopa) de azeite
* sal e pimenta preta a gosto
* 1/4 colher (chá) de noz-moscada
* hortelã picada
* salsa picada


PREPARAÇÃO

* Num recipiente, coloque o bulgur de molho em água quente (fervida) por cerca de 20 minutos (ou o tempo que vier indicado na embalagem)

* De seguida escorra e esprema o bulgur nas mãos para retirar o excesso de água

* Junte depois a cebola, os pepinos, a hortelã, a salsa e o tomate picado e tempere com o sumo de limão, o azeite, sal, pimenta preta e nós moscada.

* Sirva a salada fria

PANTERA ROSA

vitamina-de-coco-abacaxi-e-morango.jpg

 

 

Olá amigos viajantes,

 

Hoje deixo-vos a receita de um delicioso e refrescante batido que provei o ano passado na Costa Rica e a que eles chamavam Pantera Rosa porque fica com a mesma cor da conhecida personagem de animação A Pantera Cor-de-Rosa. 

 

INGREDIENTES:

100 ml de sumo de abacaxi ou ananás
50 ml leite de coco
morangos
1 Bola de gelado de morango

 

PREPARAÇÃO:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, sirva num copo alto e decore com um morango.

CAUSA LIMEÑA DE FRANGO OU ATUM

fullsizeoutput_1a79.jpeg

 

Este prato delicioso e leve é muito popular, principalmente no Verão em Lima, no Peru.

 

Tem por base a batata e um recheio que pode ser de frango, atum, guacamole, ou qualquer outro que o cozinheiro decida experimentar. É óptimo para aproveitar sobras de carne ou peixe.

 

É servido como entrada nos principais restaurantes locais e o seu nome vem da palavra quechua "kausai" que significa sustento e alimento, ou "o que alimenta", porque assim era conhecida a batata pelos Incas.

 

Fica a receita em baixo se quiserem experimentar 😃


INGREDIENTES
Receita para 8 pessoas:

1,5 kg batatas
½ chávena de azeite
Sumo de 3 ou 4 limões
Pimenta vermelha a gosto
Sal a gosto
1 Peito de frango cozido desfiado ou atum
½ chávena de maionese

Decoração 
4 ovos cozidos, cortados
azeitonas sem caroço
salsa picada
tomate cortado em pequenos pedaços

 

PREPARAÇÃO

Ferva as batatas com sal e metade de uma fatia de limão;

Depois de cozidas, escorra as batatas e reduza-as a puré usando uma garfo (ou um esmagador de batatas).


Deixe esfriar e depois adicione o sal, o sumo de limão, o azeite e a pimenta. Misture todos os ingredientes provando o sabor, se notar que a massa está muito seca, acrescente mais azeite. A ideia é obter uma massa maleável que não se desfaça quando se trabalha.


Prepare o recheio, misturando o frango desfiado ou o atum com a maionese.

 
Em pequenas formas de pastelaria, em forma de anel, coloque uma camada da massa de batata, depois uma camada de recheio de frango ou atum e depois outra camada de batata.


Retire o anel com cuidado e decore os bolinhos com os ovos cozidos, azeitonas, tomate e salsa.

 

Pode variar o recheio e fazer alguns dos bolinhos com guacamole ( misture 3 abacates maduros, ½ cebola roxa, 2 colheres de coentros picados, 4 tomate cherry, azeite qb, sal e pimenta qb, 1 lima, 1 malagueta).

 

Ou qualquer outro recheio que preferir.


receita tirada com adaptações daqui 

COCKTAIL DE MELANCIA MAÇÃ E LIMÃO

cocktail_mixes_watermelon.jpg

 

Olá amigos viajantes!

 

Quando no Verão o calor aperta gosto de preparar este cocktail não alcoólico de melancia, maçã e limão que provei pela primeira vez no Brasil e adorei.

 

É saboroso e super refrescante!

Experimentem e vão ver 😃

 

Ingredientes:

1 Kg de melancia (tirar a casca e os pevides)
Sumo de 2 limões
2 maçãs
500 ml de água com gás
Açúcar a gosto
Cubos de gelo

 

Preparação:

Coloque no liquidificador a melancia, o sumo dos limões e a maçã cortada.

Coloque açúcar a gosto.

Depois de bater sirva o sumo em copos baixos com bastante gelo. Encha apenas metade do copo com o sumo e complete o resto com a água gaseificada.

 
Se quiser decore com folhas de menta.

 

Espero que gostem tanto quanto eu!😃

 

Bom fim de semana!

Travellight

COSTELETAS DE BORREGO COM MOLHO THAINI

 

turkish-lamb-chops-022317 (1).jpg

  Foto de Eric Wolfinger.

 

A cozinha Turca é uma das mais interessantes e ricas cozinhas do mundo e um dos ingredientes que mais utiliza é o borrego.

 

Quando estive na Turquia provei este prato de que gostei muito. Deixo abaixo a receita para quem quiser experimentar:

 


INGREDIENTES
Para as Costeletas

1 colher de sopa de pimenta vermelha em pó
2 colheres de chá de erva-doce em pó
2 colheres de chá de coentros em pó
2 colheres de chá de cominhos em pó
Sal a gosto
1/2 colher de chá de pimenta preta recém-moída
1,3 Kg de costeletas de borrego
Azeite extra-virgem

 

Para o Molho Tahini

Suco de limão fresco (de cerca de 2 limões)
2 a 3 dentes de alho, ralados ou picados
Sal a gosto
1 cl de tahine (pasta de sementes de sésamo ou pasta de gergelim)
1/2 colher de chá de cominho em pó
4-6 colheres de sopa de água gelada



PREPARAÇÃO


1. Misture a pimenta vermelha, a erva-doce, o coentro e o cominho numa tigela. Aqueça uma frigideira pequena a fogo médio-baixo, adicione a mistura de especiarias e mexa por 1 a 2 minutos. Despeje depois essa mistura num liquidificador e adicione o sal e a pimenta preta. Misture até obter uma pasta de especiarias de textura grosseira. A mistura não deve ficar demasiado fina porque a textura grosseira é uma parte essencial do prato.

 

2. Espalhe a mistura de especiarias sobre as costeletas de borrego e deixe-as a marinar à temperatura ambiente por pelo menos 30 minutos, ou (se quiser começar a preparar o prato na véspera) dentro do frigorífico por até 24 horas.

 

3. Enquanto o borrego está a marinar, faça o molho tahini: misture o sumo de limão, o alho e o sal num liquidificador. Deixe a mistura descansar por 10 minutos e depois adicione o cominho, a pasta de sementes de sésamo (tahini) e misture tudo até formar uma pasta grossa. Com o liquidificador em funcionamento, adicione gradualmente a água gelada, 1 colher de sopa por vez, até a pasta ganhar a consistência de um molho.

 

4. Pegue as costeletas que estiveram a marinar e passe-as pelo azeite extra-virgem antes de as levar a grelhar.

 

5. Quando as costeletas estiverem prontas, deixe-as descansar por 5 minutos antes de empratar.

 

6. Para servir, coloque as costeletas num prato grande com o molho thaini por cima (ou coloque o molho num recepiente à parte), e se quiser, decore com um raminho de alecrim ou de tomilho.

 

Receita tirada com algumas adaptações daqui

 

PALACE HOTEL DO BUÇACO

Olá amigos viajantes!

 

Em Portugal, felizmente, não temos falta de hotéis de qualidade, mas muito poucos podem gabar-se, como o Palace Hotel do Buçaco, de ter uma história tão rica, uma arquitectura tão deslumbrante e de localizarem-se num lugar tão bonito e encantado como a Mata do Buçaco.

 

fullsizeoutput_1a18.jpeg

 

Mandado edificar pelo rei D. Carlos I como pavilhão real de caça, o palácio - uma verdadeira ode à Epopeia dos Descobrimentos Portugueses - foi construído entre 1888 e 1907, e é um exemplo do “Romantismo Castelar”, uma moda arquitectónica, de inspiração Alemã bastante popular naquela altura.

 

E que romântico é este lugar! Parece saído de um qualquer conto de fadas 😊.

 

IMG_3151.JPG

 

Não fiquei muito surpreendida quando descobri que foi o arquitecto italiano Luigi Manini, cenógrafo do Teatro Nacional de São Carlos, o responsável pelo projecto. Afinal, tudo ali parece mesmo pertencer ao cenário de um filme. Os jardins, as arcadas, a escadaria, os azulejos, as decorações… tudo é monumental!

 

P7210114.JPG

fullsizeoutput_1a17.jpeg

fullsizeoutput_1a0c.jpeg

fullsizeoutput_1a0d.jpeg

 

fullsizeoutput_1a09.jpeg

fullsizeoutput_1a12.jpeg

 

Assim que entras, sentes-te a recuar no tempo. Quem gosta de história, como é o meu caso, não pode deixar de ficar maravilhado ao explorar este palácio transformado em hotel.

 

O Duque de Wellington andou por aqui e pernoitou no Convento de Santa Cruz (edifício adjacente ao hotel).

 

fullsizeoutput_1a14.jpeg

 

A Batalha do Bussaco de 1810, que repeliu a terceira tentativa de invasão napoleónica é contada nos azulejos do mestre Jorge Colaço, assim como vários episódios dos Lusíadas.

 

fullsizeoutput_1a06.jpeg

IPAD-BUÇACO-2017 (18).jpg

IPAD-BUÇACO-2017 (39).jpg

 

O restaurante do hotel localiza-se no que foi outrora local de majestosos banquetes reais e está decorado com um tecto mourisco, frescos de João Vaz, e janelas e portadas ao estilo manuelino.

 

Jantar ou tomar o pequeno almoço aqui é simplesmente maravilhoso.

 

P7210149.JPG

fullsizeoutput_18e2.jpeg

 

A gerência do hotel está entregue à mesma família desde 1917 - neste momento já é a terceira geração de descendentes de Alexandre de Almeida (o primeiro grande industrial hoteleiro português) que gere o local.

 

IPAD-BUÇACO-2017 (122).jpg

 

As áreas comuns e jardins estão bem cuidados. O buffet de pequeno almoço é bom e as refeições servidas no restaurante bastante agradáveis.

 

caption.jpg

 

Os funcionários são atenciosos e prestáveis.

 

E depois temos o vinho...

 

fullsizeoutput_19af.jpeg

 

O único ponto negativo, para mim, foi o quarto.

 

IMG_3065.JPG

 

Apesar de grande, com tecto alto e uma decoração de época, estava muito desgastado e degradado.


No seu site, o hotel, refere que os quartos são mantidos assim “por forma a preservar a beleza e o ambiente originais do palácio, razão pela qual não oferecem algumas das comodidades e luxos contemporâneos expectáveis num hotel deste renome” mas, honestamente, não acho aceitável um hotel 5 estrelas e desta grandeza, ter quartos naquele estado de conservação e com equipamentos tão antigos (o aparelho de televisão parecia dos anos 80).

 

Já estive em vários hotéis deste género que, sem comprometer a história do local, conseguem ter quartos maravilhosos, muito confortáveis e com luxos contemporâneos.

 

Verdade seja dita estes hotéis também cobram valores bem diferentes do Palace Hotel do Bussaco…

 

Em resumo, não posso dizer que não gostei de passar aqui uma noite, porque a mim, a história fascina-me e a minha imaginação perde-se a imaginar como seria noutra época. Eu sou capaz de me abstrair das falhas e defeitos do quarto por uma noite, mas talvez não seja para todos.


Penso que muitas pessoas chegam com grandes expectativas e com o sonho de ter uma noite especial e depois ficam bastante desiludidas quando vêem o estado dos quartos. 😔

 

Ainda assim, mesmo não ficando aqui à noite, com toda a certeza ninguém ficará arrependido de vir conhecer este lugar.


O restaurante e os jardins são abertos ao público em geral. Penso que cobram 5 Euros para entrar no recinto do Hotel quando a pessoa vem de carro e não tem reserva. Mas se estiverem interessados em visitar, podem contactar a Fundação da Mata do Buçaco ou o próprio Palace Hotel do Buçaco para tirar a dúvida, porque não tenho mesmo a certeza do valor.

 

fullsizeoutput_190a.jpeg

 

Sigam as minhas mais recentes aventuras no Instagram ou no Facebook

 

Tchau!
Travellight

PASTA ALLA NORMA

Sou louca por comida Italiana e um dos meus pratos favoritos é um prato Siciliano super simples de fazer chamado Pasta alla Norma! 😊

 

57e935e2983576.13111464.jpg

 

A pasta alla Norma é um prato típico de Catânia e o nome foi dado pelo poeta siciliano Nino Martoglio, em homenagem à ópera “Norma”, de Vincenzo Bellini.


Conta a história que Nino Martoglio, ao comer este prato de macarrão, teria comparado a iguaria à ópera, afirmando que uma seria tão maravilhosa quanto a outra.

 

Deixo em baixo a receita para quem quiser experimentar 😃

 


Ingredientes:

2 beringelas pequenas
1 lata de tomate picado
Azeite extra virgem
Flor de sal
Pimenta moída
1 dente de alho
Vinho branco
Óregãos
1/2 malagueta sem sementes
Hortelã picada
Massa (neste caso massa tagliatelle fresca)


Preparação:

1. Cortar a beringela em quartos em altura, depois ao meio e em tiras da grossura de um dedo. Fritar no azeite até ficar douradinho, adicionando a meio os óregãos, que dão um sabor delicoso. É possível que tenha de se fazer em algumas vezes, dependendo do tamanho da frigideira.


2. Adicionar o tomate, o alho, o vinho e a malagueta. Temperar com sal e pimenta. Deixar refogar a lume brando durante uns 15 minutos (enquanto a massa coze).


3. Colocar a massa a cozer com um fio de azeite, reservando um pouco da água da cozedura no fundo do tacho.


4. Quando o refogado estiver pronto, adicionar o hortelã e juntar ao tacho com a massa, misturado até estar homogéneo.


5. Servir com queijo parmesão ralado.

 

Receita tirada daqui

 

 

DESTINOS PARA LUA DE MEL I ANGSANA IHURU MALDIVAS

Olá amigos viajantes!

 

Alguém por aí está de casamento marcado e anda à procura de um destino paradisíaco especial para a lua de mel?

 

A ilha de Angsana Ihuru nas Maldivas pode ser a vossa resposta 😃

 

fullsizeoutput_19d9.jpeg

 

O Angsana Ihuru pertence ao grupo Banyan Tree que a maioria dos amantes de viagens de luxo conhece como sinónimo de qualidade, sofisticação e bons tratamentos de SPA. Infelizmente nem sempre os preços praticados pelo grupo são compatíveis com o nosso orçamento de viagens. Mas o Angsana é uma espécie de low cost (bom) do Banyan Tree.

 

fullsizeoutput_19d8.jpeg

 

Não vou dizer que é barato (não é) mas comparado com outras opções dentro do segmento de luxo nas Maldivas não é tão caro e tem muitas vantagens. Se optarem por marcar na época baixa (Setembro, por exemplo, a diária, com pequeno almoço para duas pessoas, fica por cerca de 360,00 €).


Para inicio de conversa, a pequena ilha de Ihuru fica apenas a 20 minutos, de barco a motor, do aeroporto de Male, o que já por si é uma poupança, porque muitos hotéis e resorts das Maldivas ficam longe do aeroporto internacional e depois temos de pagar uma avioneta cara para lá chegar.

 

Quando chegas não te arrependes, é um verdadeiro cartão postal do paraíso: Um mar incrivelmente azul turquesa, praia de areia branca fina e bonitas palmeiras.

 

fullsizeoutput_19db.jpeg

 

Somos recebidos com toalhas frescas, sorvetes de coco e chocolate e bebidas geladas para nos ajudar a afastar o calor.

 

Depois de um rápido check-in somos levados até às vilas de praia.

 

As vilas tem uma decoração simples, de bom gosto e são muito confortáveis, tem um chuveiro exterior e algumas tem também um jacuzzi.

 

IMGP6813.JPGIMGP6812.JPG

 

 

fullsizeoutput_19e1.jpeg

 

 

A privacidade é quase completa porque as cabanas tem vegetação natural que as separa, o que cria a ilusão que cada cabana tem uma praia privativa.

 

fullsizeoutput_19da (1).jpeg

 

Mas o melhor de tudo é o recife de coral da ilha que fica super perto da praia. Está repleto de vida marinha colorida e até quem não sabe nadar ou nada mal pode facilmente observar o recife sem nunca perder o pé. É como nadar dentro de um gigantesco aquário 😊

 

fullsizeoutput_19e5.jpeg

fullsizeoutput_19e7.jpeg

fullsizeoutput_19e8.jpeg

fullsizeoutput_19ea.jpeg

 

fullsizeoutput_19e6.jpeg

fullsizeoutput_19e8 (1).jpeg

fullsizeoutput_19f7.jpeg

fullsizeoutput_19eb.jpeg

 

fullsizeoutput_19ec.jpeg

fullsizeoutput_19e4.jpeg


O Angsana tem um centro de mergulho que pode organizar uma sessão de snorkel com o biólogo marinho da ilha, para podermos descobrir toda a diversidade de espécies marinhas e conhecer melhor o recife, considerado um dos melhores, se não mesmo o melhor, das Maldivas.

 

O resort é pequeno e só há um restaurante e um bar à beira da praia, mas a escolha no menu é bastante razoável e servem um pouco de tudo, desde peixe grelhado a massas.

 

IMGP6725.JPG

 

O pequeno-almoço é servido em buffet e é bastante bom com uma boa selecção de produtos como croissants, waffles, frutas frescas, ovos fritos, omeletas feitas na hora, etc…

 

e, como não podia deixar de ser, a ilha tem também um SPA com tratamentos maravilhosos.

 

IMGP6818.JPG

 

Outra vantagem do Angsana é que os hospedes podem usufruir de um barco gratuito até à ilha do Banyan Tree Vabbinfaru, um resort maior do mesmo grupo com mais praias, restaurantes, actividades aquáticas e um laboratório marinho orientado para a conservação das espécies locais que oferece demonstrações de alimentação de raias e informa os visitantes sobre os programas de preservação e reprodução de tartarugas. Os visitantes são também encorajados a participar no programa de plantio e protecção de corais.

 

fullsizeoutput_19e0 (1).jpegfullsizeoutput_19ed.jpeg

fullsizeoutput_19ee.jpeg

fullsizeoutput_19f3.jpeg

fullsizeoutput_19f4.jpeg

 

Os funcionários são simpáticos e sempre prontos a ajudar em tudo o que for preciso.

 

O pôr do sol é épico! 😊

 

fullsizeoutput_19d7.jpeg 

 

Em suma, considero esta pequena ilha o local ideal para uma lua de mel perfeita e romântica, recheada de aventuras subaquáticas nas águas quentes e transparentes das Maldivas.

 

É um dos lugares mais bonitos em que já estive 😊

 

fullsizeoutput_19df.jpeg 

 

Espero que tenham gostado da sugestão! 😊

 

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

 

Tchau!

Travellight