Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

UMM ALI - PUDIM EGÍPCIO DE PÃO

umm-ali-egyptian-dessert-L-sBce3l.jpeg

 

Umm Ali é uma sobremesa tradicional Egípcia, e um prato bastante típico em todo o Médio Oriente. Consiste numa espécie de pudim feito com massa, leite, açúcar, baunilha, passas, coco, nozes e outros frutos secos.

 

Deixo em baixo a receita para quem quiser experimentar 😃

 

Ingredientes:


* 500g de pães de leite (ou pães doces);

* Cinco chávenas de chá de leite;

* Uma chávena de chá de açúcar;

* Meia chávena de chá de pistachios picados;

* Meia chávena de chá de amêndoas picadas;

* Meia chávena de chá de nozes picadas;

* Meia chávena de chá de coco ralado e de sultanas;

* Uma colher de sopa de essência de baunilha.

 

Preparação:


* Colocar os pães de leite num tabuleiro e levar ao forno pré-aquecido a 200º durante dez minutos;

* Retirar os pães de leite do forno e parti-los em bocados pequenos;

* Acrescentar os frutos secos e o coco e misturar bem;

* Juntar numa panela o leite, o açúcar e a essência de baunilha e levar a lume médio até ficar quente sem deixar ferver;

* Tirar e deixar arrefecer;

* Num tabuleiro do forno, colocar em camadas um pouco de leite, metade da mistura de pães de leite, metade do leite, a metade restante dos pães de leite e a metade restante do leite;

* Cobrir com amêndoas raladas e com sultanas;

* Levar ao forno durante 15 minutos;

* Deixar arrefecer 5 minutos e servir morno.

 

Receita tirada daqui

CALULU DE PEIXE

Calulu-de-Peixe-teleculinaria-receitas-TC_005-Custom.jpg

 

Calulu é um prato típico de São Tomé e Príncipe, onde constitui uma refeição familiar habitual, sendo também usado em festas religiosas, nas quais é frequentemente distribuído junto às igrejas. É localmente considerado uma iguaria rica, adequada para ser oferecida a um forasteiro.

 

Deixo em baixo a receita deste delicioso prato:


Ingredientes

* 1 kg de garoupa
* 500 g de camarões 30/40
* 350 g de abóbora
* 200 g e batatas-doces
* 5 quiabos
* 2 beringelas
* 1/2 couve lombardo
* 2 tomates maduros
* 2 cebolas
* 20 g de farinha
* 1 dl de óleo de palma
* 1 raminho de manjerona
* 1 folha de louro
* Sal e piripiri q.b

 


Preparação

1. Descasque os camarões e deixe alguns com casca. Arranje a garoupa e corte-a em pedaços. Deite as espinhas e a casca dos camarões para um tacho, junte1 L de água, leve ao lume e deixe ferver até obter um caldo. 




2. Descasque as batatas-doces, as beringelas, a abóbora e as cebolas, corte as batatas, as beringelas e a abóbora em pedaços e pique as cebolas. Pele os tomates, retire-lhes as sementes e pique-os. Lave os quiabos e corte-os ao meio. Arranje a couve e corte-a em pedaços. 




3. Leve um tacho ao lume com o óleo de palma, a cebola, a folha de louro e o ramo de manjerona e deixe refogar um pouco. Adicione a beringela, o tomate, os quiabos, a abóbora, a batata-doce e a couve, acrescente o caldo que preparou até cobrir e deixe cozinhar mais 10 minutos. Adicione o peixe e os camarões, tempere com sal e piripiri, tape e deixe cozinhar até tudo ficar macio mas sem os legumes se desfazerem. 




4. No final, dissolva a farinha num pouco de água, adicione ao tacho, agite o tacho para misturar e deixe cozinhar até engrossar o molho. Retire e sirva de imediato.

 

Receita retirada daqui

 

KUEH PISANG

Crepes de Banana e Canela.JPG

 

Hoje deixo-vos aqui a receita de Kueh Pisang, uns crepes de banana e canela que provei em Singapura.

 

São deliciosos, experimentem e vão ver! 

 

INGREDIENTES

125 gr de farinha de trigo

1/2 colher de chá de fermento

1 colher de chá de canela em pó

1 ovo batido

90 ml de leite

3 bananas grandes maduras, amassadas

2 colheres de sopa de açúcar branco

uma pitada de sal

óleo vegetal, para fritar

açúcar de confeiteiro para polvilhar

canela para polvilhar

sumo de limão

 

PREPARAÇÃO

1. Numa vasilha grande, peneire a farinha, o fermento e a canela. Faça uma cova no centro e adicione os ovos e a metade do leite. Bata até obter uma massa homogénea, adicione o leite restante e mexa bem.


2. Amasse as bananas com o açúcar branco e o sal e junte-as à massa.


3. Aqueça um pouco de óleo numa frigideira anti-aderente, e despeje nela massa suficiente para fazer um crepe de 12-18 cm de diâmetro. (Se preferir, faça crepes menores.) Frite dos dois lados, virando a massa com a ajuda de uma espátula. Quando o crepe estiver pronto, polvilhe com o açúcar de confeiteiro e com a canela. Deite umas gotas de limão antes de dobrar cada crepe em quatro.


4. Sirva quente.

 

Receita tirada com algumas adaptações daqui

HOTEL BANYAN TREE MACAU

Olá amigos viajantes!

 

Hoje vou contar-vos tudo sobre o Banyan Tree Macau - um dos melhores hotéis em que já fiquei. 

 

Banyan-Tree-Macau-Exterior-Aerial.jpg

 

Localizado no bairro de Cotai, a 15 minutos de carro do Aeroporto Internacional de Macau e do terminal de ferries de Taipa (com ligações directas para Hong Kong)

 

É um daqueles hotéis que leva muito a sério o serviço ao cliente e onde os hospedes sentem que o seu bem estar é mesmo a prioridade máxima.

 

Desde que chegas até que partes todos os detalhes contam. Check-in no quarto, atendimento personalizado, alguém sempre pronto a dar indicações sobre como chegar a qualquer atracção ou restaurante que te interessa, ou simplesmente a entregar-te um chapéu de chuva porque vais sair e começou a chover.

 

As suites do Banyan Tree Macau tem sem dúvida um “Wow factor”. São incríveis, tu entras e tens vontade de ficar 😊.


São grandes, belissimamente decoradas e com uma atmosfera Zen. Tem uma sala separada, uma linda casa de banho com chuveiro duplo, uma banheira Onsen (Japonesa) e ainda uma pequena piscina aquecida com vista para o Mar da China.

Novamente a atenção aos detalhes é o que torna estes quartos tão especiais: óleos essenciais, sais de banho, insenso com aromas calmantes, toalhas sobre os travesseiros perto da piscina para que o quarto não fique molhado, pequenas lembranças ou doces deixadas no quarto todas as noites… nada é esquecido.

 

IMGP0919.JPGIMGP0918.JPG

fullsizeoutput_148b.jpeg

fullsizeoutput_1488.jpeg

 

IMGP0428.JPG 

fullsizeoutput_148a.jpeg

IMGP0347.JPG

 

Existem dois restaurantes no local, o Belon, que oferece frutos do mar e grelhados, com uma extensa selecção de vinhos e o Saffron, um restaurante aberto todo o dia que serve cozinha Tailandesa e um soberbo buffet de pequeno-almoço.

 

fullsizeoutput_1489.jpeg

 

O complexo onde está inserido o Hotel tem várias piscinas (6 ao todo se não me engano) mas a mais divertida é a piscina que imita uma praia com areia e ondas artificiais.

 

fullsizeoutput_148e.jpeg

fullsizeoutput_148f.jpeg

fullsizeoutput_1490.jpeg

 

IMGP0868.JPG

 

Mas para mim a estrela deste Hotel é o premiado Banyan Tree SPA


O espaço é um dos mais belos que já vi. Grandioso e simples ao mesmo tempo. Parece um jardim Japonês com elementos verdes e fontes de água.

Tem 19 salas de tratamento e algumas das salas tem tectos que imitam o céu estrelado.

 

As terapeutas são excelentes e as massagens e terapias oferecidas muito boas também. O SPA tem igualmente um ginásio, uma piscina interior no 31º andar e uma piscina exterior com cabanas privadas.

 

IMGP0938.JPG

 

IMGP0945.JPG

 

Este Hotel consegue ser um destino por si só. Não me importava nada de voltar a Macau só para ficar aqui outra vez e usufruir do seu maravilhoso SPA 😊

 

Tchau!

Travellight

SPANAKOPITA

Spanakopita - slice.jpg

 

Spanakopita significa, literalmente, tarte de espinafres.

 

Esta é uma entrada ou prato principal muito popular na cozinha Grega e Cipriota. É servida com frequência nos feriados religiosos ortodoxos.

 

A tarte é feita com massa folhada e recheada com espinafres e queijo feta. É muito bom! Deixo a receita em baixo para quem quiser experimentar.


Ingredientes:

- 1 pacote de massa folhada pronta

- 500 g de espinafre bem lavado e cortado

- 500 g de queijo branco tipo feta

- 2 ovos

- salsa

- 2 cebolinhas picadas

- 1/2 chávena de azeite


Preparação:

Numa tigela grande triturar com um garfo o queijo feta. Juntar os ovos batidos, a salsa e as cebolinha picadas, o azeite e misturar bem.

 

Acrescentar o espinafre bem lavado e cortado, espremendo com as mãos para retirar o excesso de líquido. Misturar tudo muito bem.

 

Numa forma, pincelar um pouco de óleo. Estender uma por uma as folhas da massa da metade do pacote, pincelando com óleo entre cada camada.

 

Acrescentar o recheio de espinafre. Cobrir com o restante das folhas da massa, pincelando sempre com óleo. As sobras da massa que não cabem na forma, podem ser dobradas para dentro.

 

Bater um ovo e pincelar por cima da massa. Cortar a massa com uma faca e com muito cuidado, formando quadradinhos.

 

Levar ao forno médio 180-200 C por cerca de 20 minutos, ou até dourar por cima.

 

Receita retirada com algumas adaptações daqui

FLAN DE LEITE À CUBANA

flan.jpg

 

Hoje partilho convosco a receita de um doce bem conhecido, o pudim flan, mas preparado à moda de Cuba: 

 

INGREDIENTES

 

1 colher de (chá) de baunilha em pó

1 embalagem de queijo creme (tipo Philadelphia)

1 lata de leite condensado

1 pitada de sal

500 ml leite

3 ovos

caramelo liquido

 

PREPARAÇÃO

 

Bater todos os ingredientes (à excepção do caramelo) no copo misturador ou com a varinha mágica. Passar uma forma de flan (de metal) por água fria, escorrer bem (sem limpar) e cobrir o fundo com o caramelo. Despejar a mistura dos ingredientes para dentro da forma e colocar a forma em banho-maria (dentro de água) na panela de pressão durante 10 minutos aproximadamente. Deixar arrefecer e desenformar cuidadosamente.

 

Agora é só comer 😋

 

Receita tirada daqui

MOQUECA DE PEIXE E CAMARÃO

IMGP2572.JPG

 

A moqueca é um cozido de peixe e outros frutos do mar com diferentes temperos. Não se sabe exactamente quando este prato tipicamente brasileiro foi criado mas sabe-se que a moqueca foi criada pelos índios e originalmente era feita numa grelha de varas ou ainda apenas com folhas de árvores cobertas por cinzas quentes (o que era chamado moquém).

 

Na segunda metade do século XVII, a moqueca transformou-se num dos pratos mais populares da Bahia e assim se mantém até hoje.

 

Deixo em baixo a receita para quem quiser experimentar 😊

 


Ingredientes

(para 5 pessoas):


* 1 kg de postas de pescada (ou outro peixe como a corvina, por exemplo)

* 10 camarões grandes

* 1 limão

* 1 cebola

* 3 dentes de alho

* 4 tomates pelados

* 1 pimento verde

* 1 pimento vermelho

* 5 colheres de sopa de azeite de oliva ou de óleo de palma (azeite de dendê)

* 1 colher de café de açafrão em pó

* 3 dl de leite de coco

* 1 raminho de coentros

* sal e pimenta a gosto


Preparação:

Limpe a pescada, retire a espinha central, lave-a e seque-a.

Descasque os camarões e junte-os à pescada. Regue tudo com o sumo do limão.

Descasque a cebola e os alhos, pique tudo muito fino e deite para um tacho.

Corte os pimentos ao meio, retire as pevides e peles brancas e corte em cubos pequenos. Junte ao tacho com a cebola e o azeite e leve ao lume.

Deixe cozinhar até a cebola ficar macia. Junte o tomate picado, os pimentos e mexa.

Junte o açafrão, o leite de coco e tempere com sal e pimenta. Deixe ferver.

Junte a pescada e o camarão e deixe e cozinhar durante 10 minutos.

Junte os coentros e sirva com arroz branco.


Receita tirada com algumas adaptações daqui

 

SPRITZ VENEZIANO

fullsizeoutput_1301.jpeg

 

Este cocktail é servido em quase todos os bares e restaurantes de Veneza mas conta-se que foi inventado pelos Austríacos.

 

Segundo a lenda, quando o Império Austríaco invadiu Veneza em 1792, os soldados austríacos – apesar de acostumados a consumir vinho – estranharam a alta graduação alcoólica dos vinhos venezianos e para transforma-los numa bebida mais leve, acrescentavam um pouco de água. Daí o nome, já que spritzen significa “borrifar” em alemão.

 

Ingredientes

* 3 partes de prosecco
* 2 partes de Aperol
* 1 parte de água com gás
* Gelo
* 1 fatia de laranja

 

Preparação

* Num copo largo com gelo, misture os ingredientes delicadamente e decore com a fatia de laranja.

CAFÉ COM OVO VIETNAMITA

img_3876.jpg

 

Este café, servido no famoso (e pequeno) café Giang em Hanoi é uma das atracções desta cidade Vietnamita.

Longe de ser um café normal, esta delicia (pouco saudável) com ovo e leite condensado é quase uma sobremesa.

 

Provem que não se vão arrepender!

 

Segue a receita em baixo:

Ingredientes:

* 1 Ovo;

* 3 Colheres de chá de café em pó (o café deve ser de sabor intenso e de corpo desenvolvido para ser semelhante ao Vietnamita).

* 2 Colheres de chá de leite condensado;

* Água a ferver.


Preparação:

* Prepare uma pequena chávena de café;

* Parta um ovo e separe a gema da clara;

* Coloque a gema do ovo e o leite condensado numa tigela pequena e funda. Mexa vigorosamente até obter uma espuma leve e fofa

* Adicione uma colher de sopa de café, acabado de fazer, e envolva-a no preparado anterior;

* Numa chávena de café, coloque o restante café e em cima adicione a mistura de ovo.

 

Agora é só beber 😋

MELKTERT

sitemgr_milktart2.jpg

 

A Melktert, que significa "tarte de leite" na língua Africaner, é uma sobremesa clássica Sul-Africana. Consiste numa tarte cremosa e leve feita à base de leite, farinha, açúcar e ovos. É servida polvilhada com canela em pó, gelada ou à temperatura ambiente.

 

A melktert, originalmente trazida para a África do Sul pelos Holandeses, é consumida em todo o país, podendo ser encontrada em qualquer supermercado ou padaria.

 

Fica abaixo a receita para quem quiser experimentar!

 

INGREDIENTES

 

   Massa:

 

- 100 gramas de manteiga sem sal, derretida

- 1/2 chávena de açúcar

- 1 ovo 

- 2 colheres de chá de essência de baunilha

- 200 gramas de farinha de trigo

- Uma pitada de sal 

 

   Recheio

 

- 1 vagem de baunilha

- 2 1/2 chávenas de leite

- 1 pau de canela

- 4 claras

- 4 gemas

- 1/2 chávena de açúcar

- 2 1/2 chávenas de farinha de trigo 

- 2 1/2 colheres de sopa de amido de milho 

- 2 colheres de sopa de manteiga

- Uma pitada de sal

- 1/2 colher de chá de canela em pó

- 2 colheres de chá de açúcar 

 

PREPARAÇÃO

 

Para a massa:

Bata a manteiga e o açúcar numa tigela grande até obter um creme homogéneo e bem macio. 

Aos poucos, acrescente o ovo, seguidos da baunilha, e depois a farinha de trigo peneirada.

Adicione o sal e mexa bem.

Coloque a massa numa forma untada e pressione-a até preencher todo o fundo da forma. 

Perfure a base e leve ao frigorífico por 30 minutos até ficar bem fria.

Pré aqueça o forno a 180ºC. e asse por 25-30 minutos e em seguida deixe esfriar sobre uma superfície fria.

 

Para o recheio:

Corte a vagem de baunilha ao meio e raspe as sementes. Coloque o leite, a vagem, as sementes de baunilha e o pau de canela numa panela, em fogo brando. Deixe em infusão por 5-10 minutos e depois aumente e espere o leite ferver.

Enquanto isso, bata as gemas, o açúcar, a farinha e o amido até obter uma mistura homogénea.

Retire a mistura do leite do fogo, coe, para retirar a vagem de baunilha e o pau de canela e despeje sobre a mistura de gemas e mexa.

Coloque tudo em fogo médio e mexa o creme até engrossar - pode levar alguns minutos.

Depois de engrossar, acrescente a manteiga e mexa até derreter. 
 
Numa tigela, bata as claras e o sal até o ponto de neve. Junte delicadamente as claras ao creme de ovo.

Despeje a mistura na base de tarte que preparou antes.

Misture a canela em pó e o açúcar e polvilhe por cima. 

Deixe esfriar em temperatura ambiente antes de levar ao frigorifico por algumas horas para ficar firme.

Retire do frigorifico e está pronta a comer! 😋

 

Receita retirada com algumas adaptações do site maisonbistrot.blogspot.pt