Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

A ÓPERA DE SYDNEY

Depois de quase 48 horas de viagem, eis que finalmente cheguei a Sydney, Ihu-uu!! 😅

 

Não admira que chamem à Austrália “the country down under” o diabo do país é mesmo, mesmo longe, principalmente para quem vem da Europa.

 

Até passar a imigração, sair do aeroporto e chegar ao centro da cidade, já eram 2 da tarde em Sydney, 05 da manhã em Lisboa.

 

Com 9 horas de diferença no fuso horário, O jet-leg era enorme e eu estava muito cansada mas por incrível que pareça não tinha sono nenhum.

 

Resolvi por isso que já que não conseguia dormir, o melhor era aproveitar e ir conhecer um pouco da cidade. O meu hotel era perto do porto assim o meu destino era óbvio: A Ópera de Sydney.

 

fullsizeoutput_1ba2.jpeg

 

Sempre me interessei por arquitectura e por isso há muito que sonhava visitar esse ícone Australiano.

 

O edifício não me desapontou.

 

Inaugurado em 1973, a Ópera de Sidney é uma impressionante obra do arquitecto dinamarquês Jørn Utzon, que reúne múltiplas vertentes de criatividade e inovação, tanto na forma arquitectónica quanto no design estrutural.

 

P6165036.JPG

opera house 1.jpgfullsizeoutput_1b9e.jpeg

opera house 2.jpg

 

É como uma grande escultura urbana situada na ponta do porto de Sydney.

 

O seu interior é igualmente interessante.

 

opera house 3.jpg

 

Quem quiser visitar o interior e saber um pouco mais sobre o edifício pode fazer um tour de 1 hora que custa cerca de 25 Euros. Podem marcar on-line aqui. Ou então podem assistir a um dos espectáculos, o que fica bastante mais caro,  mas é uma experiência única .

 

Quem estiver a pensar visitar Sydney não pode deixar de passar por aqui. Vale bem a pena ver de perto o símbolo da cidade.

 

fullsizeoutput_1ba0.jpeg

 

Tchau!

Travellight

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LAMINGTONS

Lamingtons.jpg

 

Os lamingtons são uns bolinhos típicos da Austrália, que conquistaram a também a Nova Zelândia. São uns quadradinhos de massa bem fofa que são mergulhados em calda de chocolate e depois cobertos com coco ralado. São deliciosos!

 

Fica a receita para experimentarem:


INGREDIENTES:

Para a massa do bolo:

- 2 chávenas de farinha de trigo
- 2 colheres de chá de fermento em pó
- 1/4 colher de chá de sal
- 1/2 chávena de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
- 3/4 de chávena de açúcar
- 2 ovos grandes
- 1 colher de chá de essência de baunilha
- 1/2 chávena de leite

 

Para a calda de chocolate:

- 4 chávenas de açúcar de confeiteiro peneirado
- 1/3 de chávena de chocolate em pó
- 3 colheres de sopa de manteiga sem sal
- 1/2 chávena de leite

Para cobrir:

- 2 chávenas de coco ralado fino


PREPARAÇÃO:

Pré-aqueça o forno em 180 °C. Unte uma forma quadrada de 20 cm com manteiga ou spray de untar.

Numa batedeira bata a manteiga até deixá-la macia e coloque o açúcar, continuando a bater pra obter uma mistura clara e fofa, o que vai levar cerca de 3 minutos. Adicione os ovos, um por um, batendo bem cada vez que colocar, e por fim acrescente a essência de baunilha. Com a farinha, o fermento e o sal já separados, misture os 3 ingredientes numa tigela, peneirando.

 

Em velocidade baixa, vá adicionado na batedeira a mistura de farinha e leite, colocando um 1/3 de cada por vez. Despeje a massa na assadeira e leve ao forno por cerca de 30 minutos ou até que a massa esteja completamente assada. Quando pronto, deixe o bolo esfriar, desenforme e corte-o em 16 quadradinhos iguais, cada uma com 5 x 5 cm.

Embrulhe o bolo cortado com película aderente e leve ao frigorífico para ficar bem gelado e se possível deixe de um dia para o outro. Esse passo é necessário para evitar que o bolo esfarele na hora de molhar na calda, deixando-o um pouco mais firme.

 

Para a calda, use uma tigela de vidro em banho-maria e coloque o açúcar de confeiteiro, o leite, a manteiga e o chocolate em pó, misturando sempre, até que ela fique homogénea e brilhante. Agora para molhar os bolinhos na calda, você pode fazer de 2 formas: mergulhando o bolinho na calda (literalmente) e deixando secar em numa grade de confeiteiro ou colocando os bolinhos na grade e depois regando-os com a calda. Veja qual dos dois é mais fácil para si. É bom deixar um pratinho por baixo da grade para recolher a calda que cair, pois você pode reaproveita-la para cobrir os bolinhos, se precisar. Se a calda endurecer um pouco e ficar difícil de molhar os bolinhos, volte para o banho-maria e coloque um pouquinho de leite para deixar mais liquida. Mas antes de começar a molhar os bolinhos, deixe pronta  uma tigela com o coco ralado.

 

Quando o bolinho estiver completamente coberto de calda por todos os lados, transfira para a tigela com o coco ralado, e cubra-o todo com o coco, usando se for preciso, um garfo para ajudar.

 

E pronto, agora é só comer 😋

 

Receita retirada com algumas adaptações daqui