Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

A GRANDE MURALHA DA CHINA

Olá amigos viajantes!

 

Hoje vamos até uma das 7 maravilhas do Mundo Moderno - A Grande Muralha da China

 

IMGP0017.jpg

A muralha, que é realmente enorme, tem varias secções que podem ser visitadas.

 

Vários segmentos foram reduzidos a pó mas as secções mais impressionantes, datadas da era Ming, estão localizadas perto de Pequim.

 

 

 IMGP0015.JPG

Eu optei por visitar a secção Mutianyu por ser uma das mais bem preservadas, ter mais torres de vigia, raras nos outros segmentos da muralha e por ter supostamente menos visitantes que Badaling (a secção mais conhecida) o que permitia um passeio mais sossegado e relaxado, longe das multidões.

 

IMGP0016.JPG


A muralha em si é impressionante, é como um dragão sinuoso, um ícone que representa a força e a longevidade da Civilização Chinesa.

 

Durante muito tempo pensou-se que a Grande Muralha fora construída para proteger o Império Chinês contra a ameaça de invasão por tribos vizinhas. Na verdade, porém, o Império Qin não corria qualquer perigo em relação às tribos do norte quando a muralha começou a ser construída.

 

IMGP0022.JPG


A ideia da muralha pode ter nascido da obsessão de Shi Huang Di pela segurança e da sua paixão por grandes projectos. Porém, pode ter havido razões mais pragmáticas: a muralha seria um local conveniente para onde enviar os desordeiros e fazê-los trabalhar. A construção da muralha também dava emprego aos milhares de soldados sem trabalho, depois que a formação do império pôs fim à guerra entre os estados. Além disso, logo que a muralha ficasse terminada, teriam de ser colocados soldados em toda a sua extensão, assegurando-se assim que grande parte do exército seria mantida bem longe da capital.

 

IMGP0053.JPG

 

A magnitude da obra, entretanto, não impediu as incursões de mongóis, e outros povos, que ameaçaram o império chinês ao longo de sua história. Por volta do século XVI perdeu a sua função estratégica, vindo a ser abandonada a partir de 1664, com a expansão chinesa na direcção norte na Dinastia Qing.

No século XX, na década de 1980, Deng Xiaoping deu prioridade à Grande Muralha como símbolo da China, estimulando uma grande campanha de restauração de diversos trechos. (informação Wikipedia)

 

IMGP0010.jpg

IMGP0033.jpg

IMGP0038.JPG

Mas a visita não vale só pela muralha, o cenário natural circundante é de tirar o fôlego. Montanhas verdejantes de ambos os lados da muralha e que variam de cor conforme a época do ano. Eu visitei no final do Verão, inicio do Outono e a maioria das árvores ainda estavam verdes mas algumas já tinham bonitos tons de vermelho e amarelo.


Disseram-me que no Inverno ficam cobertas de neve e na Primavera de flores o que também deve ser lindo de ver 😊

IMGP0044.jpg

 

As vistas das torres de vigia são maravilhosas e num dia claro até se consegue ver os desertos da Mongólia à distância.

 

Mutianyu fica a cerca de 65 km do centro de Pequim, e é fácil de lá chegar de transportes públicos ou táxi a partir do centro. Além disso, é equipada com um teleférico que torna confortável a visita para pessoas com problemas de mobilidade, idosos ou crianças pequenas. Para descer podemos optar por apanhar na mesma o teleférico ou vir num tobogã.

IMGP0001.JPG

mutianyu_toboggan_flickr_ianz_0.jpg


Se optarem por ir a pé, leva cerca de uma hora sempre a subir, para ir do estacionamento, no sopé da montanha até à muralha.

 

Na parte de baixo da Muralha existe uma pequena localidade cheia de banquinhas de souvenirs e outros aparatos próprios de um lugar turístico.

 

IMGP0057.jpg

IMGP0059.JPG

 

A maior parte dos visitantes da muralha são turistas que vem de outras partes da China e que preferem ir de autocarro até à atracção, por isso se formos cedo e de táxi conseguimos escapar às verdadeiras multidões que nos ajudam a perceber porque é que a China é considerada o país mais populoso do mundo. Os turistas nacionais são tantos! Tive o mau senso de visitar o Palácio de Verão ao meio dia em dia de feriado nacional e quase não conseguia dar dois passos sem tropeçar em alguém, eram milhares!!!! Noutro dia conto-vos.

 

Com esta prévia experiência não me descuidei no horário e fui visitar a muralha bem cedo, às 08:00 da manhã, assim que abriu. E foi fantástico, não havia quase ninguém e pude explorar, apreciar a grandiosidade do local e fotografar à minha vontade, valeu a pena madrugar porque à medida que a manhã avançava cada vez mais o lugar se enchia de pessoas.

IMGP0024.jpg

 

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook 

 

Tchau!

Travellight

 

 

 

 

4 comentários

Comentar post