Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

PEACH COBBLER

20150825-peach-cobbler-vicky-wasik-36.jpg

  Fotografia de Vicky Wasik

 

O Peach Cobbler (tarte de pêssego) é a sobremesa oficial do estado da Georgia, EUA. Esta é uma receita deliciosa e bem fácil que pode ser feita com pêssegos frescos ou em calda.

 

Ingredientes


100 gramas de manteiga

3/4 chávena de leite

1 chávena de farinha de trigo

1 colher de sopa de fermento em pó

3/4 chávena de açúcar

1 lata de pêssegos sem a calda (ou se preferir 4 chávenas de pêssegos frescos)

 


Preparação


Pré-aqueça o forno a 200º C.

Numa tigela, misture a manteiga, o leite, a farinha, o fermento e o açúcar. Se quiser pode derreter antes a manteiga para ser mais fácil misturar.

Coloque a mistura numa travessa ou pirex redondo de 30 cm

Distribua os pêssegos por cima e leve a assar por cerca de 45 minutos.

 

Sirva simples ou com uma colher de gelado de baunilha.

CHOCONHAQUE

receita-chocolate-quente-conhaque-choconhaque-1140

 

Aí vai mais uma receita de um cocktail quente para vos aquecer o coração neste frio Inverno 😊

 

O choconhaque é um cocktail magnífico que mistura os sabores imperdíveis do conhaque com o chocolate. O conhaque tem origem francesa e é produzido a partir da destilação do vinho. O sabor resultante da mistura do conhaque com o chocolate quente faz com que esta bebida seja inesquecível.

 

Ingredientes 


* 60 ml de conhaque
* 150 ml de chocolate quente
* Chantilly, canela e noz-moscada em pó a gosto


Modo de preparação


Para fazer esta bebida, é necessário colocar o conhaque e o chocolate quente numa caneca. Depois, deverá acrescentar o chantilly e, por último, polvilhar a bebida com canela em pó e noz-moscada e decorar com raspas de chocolate.

 

Receita retirada de http://www.baraberto.com

PIZZA DE SALMÃO FUMADO

 

spago-smoked-salmon-pizza.jpg

 

No seguimento do meu post de ontem sobre Los Angeles, lembrei-me de uma pizza que provei pela primeira vez lá e que é considerada um ícone desta cidade.


A Pizza de Salmão Fumado do restaurante Spago - o restaurante do conhecido chef Wolfgang Puck.

 

Descobri a receita que deixo aqui para quem quiser experimentar:


INGREDIENTES PARA A MASSA


1 pacote de fermento
1 colher de sopa de mel
¼ chávena de água morna
1 colher de chá de sal
2 colheres de sopa de azeite
¾ chávena de água fria
3 chávenas de farinha de trigo

 

PREPARAÇÃO DA MASSA


Dissolva o fermento e o mel na água morna e reserve por 10 minutos.
Numa tigela, misture o sal, o azeite e a água fria.
Coloque a farinha numa batedeira e com o motor em funcionamento, despeje lentamente a mistura de azeite. Em seguida, adicione a mistura de fermento e mel. Misture até que a massa começe a afastar-se dos lados da tigela e a forma uma bola. Se estiver pegajoso, adicione uma pitada de farinha.
Transfira a massa para uma superfície levemente enfarinhada e amasse até ficar homogênea. Coloque numa tigela com manteiga.
Deixe-a subir, coberta, por 30 minutos.
Volte a amassar a massa brevemente numa superfície enfarinhada, e depois volte a colocar na tigela, cubra com uma toalha húmida e coloque no frigorifico. Uma hora antes de assar, retire a massa e deixe-a ficar à temperatura ambiente.

 

INGREDIENTES PARA A PIZZA


Massa de pizza (ver receita)
1 colher de sopa de cebolinho picado
4 colheres de sopa de azeite extra virgem
6 colheres de sopa de natas de cozinha ou creme fraiche
salmão fumado, cortado em fatias fininhas

 

PREPARAÇÃO DA PIZZA


Pré-aqueça o forno na temperatura máxima e coloque (se tiver) uma pedra de pizza dentro.

Junte 2 colheres de chá de cebolinho picado na massa da pizza e amasse. Estenda a massa com o rolo e forme quatro círculos de tamanho igual. Pincele os centros dos círculos com azeite.

Coloque as pizzas sobre a pedra e deixe assar 8 a 10 minutos, ou até dourar. Retire do forno e espalhe as natas ou o Crème Fraîche. Coloque as fatias de salmão por cima.

Polvilhe o salmão com o restante cebolinho e sirva.

Pode acrescentar fatias de ovo cozido, se quiser ou, para dar um toque especial e ficar igual ao que é servido no Spago, uma colher de chá de caviar em cada fatia de pizza.

 

Bom apetite 😋

COQ AU VIN

coq-au-vin-79366-1.jpeg

 

 

Coq au vin é um dos meus pratos favoritos e um dos mais conhecidos e tradicionais da culinária francesa. É, tal como o nome indica, feito à base de frango e vinho. 

 

Diz a lenda que o prato surgiu por volta de 50 A.C., quando os gauleses (liderados por Vercingetórix) estavam em guerra com os romanos, e o exército de Júlio César cercou uma aldeia. O chefe gaulês dessa aldeia mandou um galo de briga a César, que respondeu com um convite para um jantar feito com o próprio galo cozido no vinho da região.

 

Segue embaixo a receita para quem quiser experimentar 😊

 

Ingredientes:

(para 5 pessoas)

 

* 1 frango 

* 200 g de bacon 

* 1 lata de cogumelos 

* 3 dl de vinho tinto 

* 1 cebola

* 2 dentes de alho

* 1 cenoura

* 3 colheres (de sopa) de azeite 

* 1 colher (de sopa) de farinha 

* Sal q.b.

* Pimenta preta moída q.b.


Preparação:
Aprox. 50 minutos mais o tempo de marinar


Corte o frango em pedaços, coloque-o numa tigela e tempere-o com sal e pimenta.

 

Adicione a cenoura e a cebola previamente descascadas e cortadas em rodelas, o alho picado e o vinho. Misture, tape e deixe marinar no frio de um dia para o outro.

 

No dia seguinte escorra o frango, seque-o bem e reserve os restantes ingredientes.

Leve ao lume um tacho com o azeite e deixe aquecer. Adicione os pedaços de frango e deixe-os cozinhar até ficarem dourados. De seguida, retire-os para um prato.

 

Junte ao tacho a cebola e a cenoura, mexa e deixe cozinhar durante 5 minutos. Polvilhe com a farinha, mexa bem, adicione o vinho e deixe ferver.


Adicione novamente os pedaços de frango e deixe cozinhar durante 20 minutos. Leve ao lume uma frigideira com o bacon, após aquecer adicione os cogumelos escorridos, deixe-os cozinhar até ficarem dourados e junte-os ao frango.

Verifique o sal e sirva.

 

Bom apetite!

 

Receita tirada do site do Lidl

 

COCKTAIL DEATH BY CHOCOLATE

DeathByChocolate-115932242.jpg

 

A vossa cara metade gosta de chocolate? 

 

Procuram algo simples e fácil de oferecer que não seja a tradicional caixa de bombons?


Que tal surpreender com este doce cocktail apropriadamente chamado "Death by Chocolate”.

Aposto que o vosso amor vai ficar todo derretido!😍

 

 

INGREDIENTES

2 bolas de sorvete de chocolate

30 ml de xarope de chocolate

30 ml de licor de café

30 ml de licor de creme de cacau

30 ml de vodka

1 chávena de gelo esmagado

 

PARA DECORAR

Chantilly

1 cereja ou morango

 


PREPARAÇÃO

Junte todos os ingredientes num liquidificador e bata até a mistura ficar homogénea.

Despeje num copo alto e decore com o chantilly e com a cereja ou com o morango.

SHEPHERDS’ PIE

sheperds-pie2.jpg

 

Shepherds’ pie é um empadão típico da culinária Inglesa, servido em qualquer bom Pub Inglês e que tem por base carne moída e puré de batata.

 

Supostamente, a expressão “Shepherds pie” está relacionada com a introdução da batata na Inglaterra, no século XVIII;


Conta a história que os ingleses estavam habituados às tortas de carne feitas com massa de farinha de trigo e não gostaram muito das batatas, mas os mais pobres descobriram que este ingrediente permitia fazer empadões e era uma forma barata de aproveitar restos de carne.

 

 

O nome “shepherds’ pie” ou “torta dos pastores” terá aparecido para referir os empadões feitos com carne de carneiro ou borrego (ocupação principal dos pastores na Inglaterra). 

 

Segue em baixo a receita para quem quiser experimentar:


Ingredientes 

(para 4 Pessoas):


* Massa Folhada congelada

* 725 gr. de Carne de borrego ou vaca picada 

* 1 Cebola picada 

* Cenouras cortadas aos cubos pequenos q.b.

* Milho, Ervilhas q.b. 

* 1 1 / 2 a 2 kg de Batatas (3 grandes) 

* 8 Colheres de sopa de Manteiga 

* 100 ml de Caldo de Carne 

* 1 Colher de chá de Molho Inglês 

* Sal,  Pimenta, q.b.

* Queijo parmesão q.b. 

 

Preparação:

1- Descasque as batatas e corte-as em quartos. Ferva a água com sal e coze-as até ficarem macias. (cerca de 20 minutos).

 

2 Enquanto as batatas cozem, derreta 4 colheres de manteiga numa frigideira grande.

 

3- Refogue as cebolas na manteiga em lume médio até ficarem macias (aproximadamente 10 minutos).  Adicione os legumes, de acordo com o tempo de cozimento deles. Adicione o milho as ervilhas no final do cozimento da cebola, ou após a carne começar a estar cozida.

 

4- Adicione a carne moída e refogue ate desaparecer a cor rosa. Tempere com sal e pimenta.  Adicione o molho de worcesterchire, metade do caldo de carne e cozinhe em fogo baixo por 10 minutos, acrescentando o resto de caldo de carne aos poucos se for necessário.

 

5- Em uma tigela faça o puré de batata com a restante manteiga, rectifique os temperos.

 

6- Forre um pirex com massa folhada fina e siga as instruções do fabricante. Ponha o recheio da carne e por cima o puré de batata, pincele com ovo e leve ao forno a 180º aproximadamente 15-30 minutos. Se necessário cubra com papel de alumínio para não queimar.

 

Polvilhe com um pouco de queijo e páprica, e acompanhe com salada.

 

Receita retirada (com algumas adaptações) do site Receitas e Sabores do Mundo

 

 

 

PARIS-BREST 


efb73a96922a922af65471616021d4fe.jpg

 

O Paris - Brest foi inventado no séc. XIX em honra de uma famosa corrida de bicicletas, cujo percurso, era em curva fechada, Paris- Brest - Paris.

 

 

O bolo é por isso feito em circulo de massa choux e depois recheado com creme de chantily, creme moka, gelado ou   fruta e chantily.

 

É absolutamente delicioso! O meu preferido é o que tem recheio de creme moka. Já alguma vez experimentaram?


Ingredientes:

Para a massa

  •  2,5 dl de água
  •  75 g de manteiga
  •  1 casca de limão
  •  sal
  •  175 g de farinha
  •  4 a 5 ovos

 

Para o creme moka

  •  200 g de manteiga
  • 300 g de açúcar em pó
  • 1 ovo + 1 gema
  •  2 colheres de sopa de café solúvel


Confecção:

Leve a água ao lume com a manteiga, a casca de limão e uma pitada de sal.


Logo que a água levante fervura, retire do lume e adicione a farinha de uma só vez, mexendo sempre, até a massa se desprender das paredes e do fundo do tacho.


 

Leve ao lume para secar um pouco a massa.
Esta operação, que é muito importante na preparação desta massa, tem a finalidade de cozer a farinha. 
Não ficando bem cozida, a massa acabará por baixar depois de cozida no forno.

 


Retire o tacho do lume e deixe a massa arrefecer um pouco.


 

Adicione os ovos, um a um, batendo entre cada adição.
Cada ovo só deve ser adicionado depois de o anterior ter sido absorvido.


Como é difícil prever a quantidade exacta de ovos que a massa absorve, o último ovo deve juntar-se com precaução, isto é, a pouco e pouco.


 

Deite a massa num saco de pasteleiro munido de um bico liso e largo e desenhe uma coroa de massa sobre um tabuleiro ligeiramente untado e polvilhado. 
Pincele a superfície da coroa com gema de ovo e leve a cozer em forno bem quente (220ºC) cerca de 45 minutos.

 


Depois de cozido, retire do forno e deixe arrefecer sobre uma rede.

 


Corte a coroa ao meio horizontalmente e coloque a parte de baixo no prato de serviço.

 

Creme Moka:

Bata a manteiga com uma colher de pau até obter um creme. Continue a bater, adicionando, a pouco e pouco, o açúcar peneirado e depois o ovo inteiro e a gema.
 Ligue bem a mistura para obter um creme muito leve e macio.
 Por fim, junte o café dissolvido numa colher de sobremesa de água quente.



 

*Por vezes este creme talha quando se adiciona o ovo ou o café. 
O que há a fazer é bater o creme em banho-maria até este ligar.



 

*Substitua, se preferir, o creme moka por creme chantilly.

 

Recheie a coroa com o creme moka passado por um saco de pasteleiro munido com um bico canelado.

 

Polvilhe o bolo com açúcar em pó e decore com amêndoas laminadas. 


 

E voilá! agora é só comer! 😋


Do livro - As Receitas Escolhidas

 

 

GOULASH HÚNGARO

202_Hungarian-Goulash-Spicy-Kiss.jpg

 

Goulash é o prato mais conhecido da cozinha tradicional Húngara, tipicamente rica em aromas e sabores picantes.

 

O autêntico goulash foi herdado dos antigos pastores da região, sendo inicialmente preparado com carne de vaca e cebolas. A paprica, condimento que actualmente não se pode dissociar da receita, foi introduzida posteriormente, uma vez que este prato já existia antes da descoberta da América.


A receita tornou-se popular em todo o Império Austro-Húngaro quando um regimento Húngaro esteve a prestar serviço em Viena e foi a partir dessa altura, meados do séc. XIX, que se propagou pelo mundo. 

 

Segue em baixo a receita para quem quiser experimentar em casa:

 

Ingredientes:
Para 6 a 8 pessoas


* 1 colher (sopa) de paprica doce

* 1 colher (sopa) de paprica picante

* 1 kg tomate (sem pele e sem sementes)

* 1 pitada de noz-moscada

* 1,5 kg cebola picada

* 1,8 kg de vitela sem osso

* 100 ml de óleo de milho

* sal a gosto


Preparação:


Tire a carne do frio cerca de 1 hora antes de a preparar e corte-a em cubos.

Numa panela grande, aqueça o óleo e refogue a cebola.

Quando começar a dourar, junte a carne e deixe fritar até que a carne fique dourada, mexendo sempre.

Se desejar, poderá dividir a carne em duas partes para que doure melhor.

Quando começar a dourar, junte as duas partes.

Acrescente a paprica picante, o sal e a noz-moscada mexendo sempre.

Junte os tomates e mexa bem.

Tape parcialmente a panela e deixe cozinhar durante 30 minutos, mexendo regularmente.

Quando a carne estiver macia, acrescente a paprica doce e retifique o sal. Veja se a carne está bem macia e, se necessário, deixe apurar mais um pouco.

 

Acompanhe com batata cozida ou simplesmente com pão.

 

 

receita do site www.cozinhatradicional.com

PAELLA ESPANHOLA

paella-na-mesa-e1402073215578.jpg

Se há um prato que me recorda Espanha esse prato é a paella!

 

Este prato tradicional feito à base de arroz é um dos mais apreciados e representativos da cozinha espanhola. 

 

A receita surgiu e foi desenvolvida nos séculos XV e XVI, na região de Valência, onde há muitos arrozais e grande produção de verduras frescas (daí ser conhecido por arroz à Valenciana em Portugal).

 

O prato tem raízes populares, tendo sido criado pelos camponeses que saíam para o campo e levavam o básico para a sua refeição: arroz, azeite, sal e a paellera ou paella, uma panela redonda, ampla e rasa onde juntavam ingredientes da caça e legumes da estação.

 

Com a difusão da receita pelo litoral, foram acrescentados os frutos do mar, tornando a paella num prato misto, com ingredientes da terra e do mar.

 

Segue em baixo uma receita tradicional Espanhola de Paella para quem quiser fazer em casa 😀

 

Ingredientes:

Para 6 pessoas


* ½ chávena (chá) de azeite extra virgem

* 1 cebola

* 1 chávena (chá) de ervilhas

* 1 colher (sopa) de açafrão em pó

* 1 pimento vermelho picado

* 3 chávenas (chá) de arroz

* 3 dentes de alho

* 300 g de camarões

* 300 g de camarões grandes

* 300 g de lulas cortada em anéis

* 300 g de mexilhão com concha

* 300 g de polvo em pedaços

* 4 chávenas (chá) de água a ferver

* sal a gosto


Preparação:


Cozinhe o mexilhão na água a ferver, durante 10 minutos ou até as conchas se abrirem. Retire os mexilhões cujas conchas permanecerem fechadas. Escorra o caldo e reserve.

Aqueça o azeite e refogue a cebola picada e o alho amassado.

Acrescente o pimento, a ervilha, o polvo e o arroz, deixando fritar durante 2 minutos.

Junte o caldo do mexilhão, o açafrão e o sal e leve a cozer, em lume brando, durante 10 minutos. Caso seja necessário, adicione um pouco mais de água.

Adicione a lula e os camarões médios, deixando cozinhar 5 minutos.

Acrescente os camarões grandes e o mexilhão, tape e deixe cozinhar mais 5 minutos.

Retire a paella do calor e sirva.

 

Bom apetite!

MOUSSAKA GREGA

moussaka_2000.jpg

 

Peçam a alguém para identificar um prato Grego e aposto que o icónico Moussaka é aquele que vem imediatamente à cabeça.


Este prato delicioso, feito à base de beringela, tem as suas origens no  Médio Oriente e no Mediterrâneo mas popularizou-se na Grécia.

 

Para quem quiser experimentar fica aqui a receita 😄


Ingredientes (6 pessoas):

 

Carne

* 500 g de carne picada (de cordeiro, novilho ou porco)

* 1 cebola

* 3 dentes de alho

* 2 colheres (sopa) de azeite

* 1 colher (chá) de e orégãos

* 1 lata de tomate pelado

* 3 colheres (sopa) de polpa de tomate

* 1 pitada de canela em pó

* Sal q.b.

* Pimenta acabada de moer q.b

 

Beringelas

* 3 beringelas grandes

* 1 dl de azeite

* Sal e pimenta q.b.

* Orégãos para polvilhar

* Papel de alumínio

* 4 batatas

* Óleo para fritar

* Papel de cozinha


Molho bechamel

* 50 g de manteiga

* 50 g de farinha

* 6 dl de leite quente

* 2 gemas

* 1 ovo inteiro

* 1 pitada de noz moscada

* Sal e pimenta q.b.

 

Preparação:

Aprox. 2 horas

 

Ligue o forno a 180ºC. Lave as beringelas, corte-as em fatias no sentido do comprimento, pincele-as com azeite e coloque- as num tabuleiro forrado com papel de alumínio. Tempere com sal, pimenta e orégãos, cubra com papel de alumínio e leve ao forno durante 25 minutos. Retire e reserve.


Descasque a cebola e os alhos, pique tudo finamente e deite para um tacho juntamente com o azeite. Leve ao lume até a cebola ficar macia, acrescente a carne e mexa bem até ficar solta. Adicione o tomate picado com o molho, a polpa de tomate, a canela e os orégãos. Tempere com sal e pimenta, mexa e deixe cozinhar tapado durante 15 minutos.


Descasque as batatas, corte-as em rodelas, lave-as, deixe escorrer e frite-as em óleo quente. Depois de prontas retire-as e deixe-as escorrer em papel absorvente.


Prepare o molho: Leve ao lume um tacho com a manteiga até derreter. Junte a farinha e acrescente o leite quente aos poucos, mexendo sempre, até obter uma mistura cremosa.

 

Adicione a noz-moscada, o sal e a pimenta, mexa bem, retire do lume e deixe arrefecer um pouco. Misture as gemas com o ovo e adicione ao molho, em fio, mexendo sempre.

 

Ligue o forno a 180ºC. Num prato de forno previamente untado com azeite coloque camadas alternadas de beringela, rodelas de batata e carne, sendo que a última camada deve ser de beringela.

 

 

Cubra tudo com o molho bechamel e leve ao forno durante 25 minutos até ficar dourado. Podem também polvilhar a Moussaka com queijo ralado emental, mozarela ou outro a gosto.