Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

The Travellight World

Inspiração, informação e Dicas de Viagem

HISTÓRIA DE HALLOWEEN

Há uns anos atrás calhou de eu passar o Halloween na Vila Sérvia de Zarozje.

 

A pequena vila não tem nada de especial mas é conhecida por uma curiosa e assustadora lenda. Segundo os locais me contaram, outrora existiu ali um moinho de água que se acreditava ser o lar de um vampiro chamado Sava Savanovic.

 

Diz-se que Savanovic escondia-se no moinho e atacava qualquer um que se atrevesse a passar à sua frente.
Os habitantes de Zaroje rapidamente perceberam que poderiam viver em paz ao lado do vampiro, desde que o respeitassem e não entrassem nunca no seu moinho.

 

O problema foi que com o passar do tempo o moinho de Savanovic foi ficando velho e as suas paredes começaram a ruir acabando por colapsar por inteiro em 2012.

 

Isto preocupou os moradores e levou o conselho da Vila a emitir um aviso oficial de segurança pública alertando que o vampiro podia, a partir daquele momento, estar solto e à procura de uma nova casa 😲

 

Eu nunca levei a história a sério e até achei que me tinham contado para me assustar porque era o dia das bruxas. A verdade é que dormi muito mal nessa noite e tive pesadelos com o vampiro.

 

Depois amanheceu e eu pensei “que disparate! vampiros não existem” …. ou... será que sim? Porque… sabem… tenho de vos confessar que, a partir daquela data, todos os anos, no Halloween algo de muito estranho começou a passar-se comigo 😳

 

Vampify1.gif

 

 Happy Halloween meus amigos!!!

 

.... E muito cuidado por aí 💀

 

 

 

 

CHOCOLATE!!!!

fullsizeoutput_1d0f.jpeg

 

Um dos meus maiores vícios (não contando com as viagens é claro 😜) é o chocolate!

 

O Salão de Chocolate de Paris, que este ano decorre de 28 de Outubro a 01 de Novembro é por isso uma espécie de Meca para mim e outros chocólatras como eu.

 

Este evento é o maior espectáculo de chocolate do mundo. Mais de 200 chocolateiros e chefes de pastelaria juntam-se na capital francesa para criar o sonho de qualquer guloso 😃 e o pesadelo de qualquer alma esforçada em manter uma dieta saudável e equilibrada 😩

 

O tema deste ano é "Serão os Chocolateiros e Pasteleiros os Novos Aventureiros?"

 

Mais de 50 países estão representados, incluindo Portugal, com a Pastelaria Delicia, de Viseu. Há todo tipo de balcões com apresentações tradicionais e originais de chocolate, workshops gourmet e claro, o melhor de tudo: Provas de chocolate! 😋.

 

Espreitem estas partilhas no Instagram para ver se não é uma tentação!

 

 

 

 

 

 

 

Os chefes de pastelaria revelam algumas de suas principais dicas e segredos, e o artista francês contemporâneo Richard Orlinski, conhecido pelas suas esculturas “Born Wild” trabalhará ao lado do pasteleiro Yann Couvreur para criar aquilo que os organizadores chamam de "surpresa monumental de chocolate".

 

 

 

Este salão realiza-se todos os anos geralmente em Outubro, por isso se são gulosos e pensam visitar Paris nos próximos dias ou talvez para o ano que vem, não se esqueçam de pôr este evento na agenda 😀.


E para quem não pensa em Paris mas não consegue tirar o chocolate da cabeça, que tal experimentar o que de melhor se faz a esse nível em Portugal?

 

  • Em Lisboa temos a Chocolataria Equador, a Denegro e o Claudio Corallo
  • Em Cascais a Siopa Chocolatier
  • No Porto a Arcádia, a DuMonde Chocolat e a Casa Grande Chocolatier
  • Em Vila Nova de Gaia a Maria Chocolate
  • Em Aveiro a A Feitoria do Cacao

 

... E, tenho a certeza, tantas mais casas que ainda não conheço.

 

Se souberem de mais casas e recomendarem, partilhem ok?  Eu agradeço antecipadamente 😋

 

Tchau!

Travellight

ÓBIDOS I VILA LITERÁRIA

A pretexto do Folio 2017, este fim-de-semana resolvi re-visitar uma das minhas vilas preferidas de Portugal: A Vila de Óbidos.

 

fullsizeoutput_1ce8.jpeg

 

A verdade é que mesmo sem qualquer evento especial, Óbidos merece sempre uma visita. 😀

 

fullsizeoutput_1ce3.jpeg

 

Há uns anos atrás os turistas eram atraídos a esta encantadora vila medieval pelo charme do seu castelo e pelo colorido das suas ruas e lojas de artesanato. Os mais gulosos, claro, eram seduzidos pela ginjinha e pelo chocolate. 😋

 

fullsizeoutput_1cdd (1).jpeg

obidos 1.jpg

 

fullsizeoutput_1ce0.jpeg

obidos 2.jpg

PA292893 (1).JPG

Foto de H. Guerreiro

 

Essas atracções mantém-se mas agora há algo mais. Agora a vila é um sonho também para os amantes da literatura e para aqueles que adoram perder-se por prateleiras e prateleiras de livros e descobrir pequenos (ou grandes) tesouros por ali escondidos.

 

O projecto Vila Literária de Óbidos é uma iniciativa da Câmara Municipal de Óbidos e da livraria Ler Devagar. Consiste na promoção da cultura, da escrita e da leitura através da organização de festivais, como o Folio, que promovem exposições, palestras, representações, concertos e sessões de leitura e escrita.

 

PA293032.JPG

obidos 5.jpg

 

Mas mais do que isso, o projecto tem o mérito de ter transformado espaços históricos anteriormente abandonados e degradados em belas e contemporâneas livrarias.

 

Os dois melhores exemplos do que acabei de referir são a Igreja de São Tiago - hoje Livraria Santiago - e a Livraria do Mercado.

 

Ambas são lugares mágicos onde o livro é a personagem principal.

 

PA292929.JPG

 

A igreja de São Tiago foi construída em 1186 pelo rei D. Sancho I e completamente destruída pelo terremoto de 1755. A sua reconstrução aconteceu em 1772 mas nas últimas décadas, a igreja foi abandonada e caiu em ruína. No entanto, a Ler Devagar que tem uma das mais bonitas livrarias de Lisboa (e, para mim, do mundo!) reconheceram potencial na estrutura e com o apoio de alguns investidores começaram a transformação.

 

PA292949.JPG

 

A reabilitação correu tão bem que para além da igreja, a equipe começou a renovar outras estruturas que estavam igualmente abandonadas.



A bela Livraria do Mercado nasceu e agora em vez de ter apenas frutas e vegetais (sim, porque estes produtos também continuam à venda neste espaço), as cestas e caixotes estão carregados de livros de poesia, fotografia, literatura infantil, design e viagens e tudo mais que possam querer e imaginar.

 

PA293053.JPG

obidos 3.jpg

 

PA293055.JPG


E para quem acha que livros nunca são demais que tal passar a noite no The Literary Man Hotel?

 

O hotel tem centenas de livros disponíveis para os hospedes e o seu restaurante e bar tem as paredes cobertas com obras literárias que inspiram o menu de cocktails da casa. É um lugar verdadeiramente fantástico!

 

obidos 4.jpg

 

Este esforço para envolver a população económica e culturalmente através da literatura ajudou Óbidos a redefinir a sua identidade, e transformou, sem dúvida, esta pequena vila turística em algo bem mais especial.

 

fullsizeoutput_1ce7 (1).jpeg

 

Sigam-me no Instagram e no Facebook

 

Tchau!

Travellight

DICAS PARA PERDER O MEDO DE VOAR

Fear-of-flying.jpg

 

Alguém por aí tem vontade de viajar de avião mas tem medo? Ou conhece alguém que tenha?

 

Deixo em baixo algumas dicas para aprenderem a lidar e a ultrapassar esse medo:

 

A primeira dica é o programa da TAP "Ganhar Asas" .

 

Este programa foi desenvolvido com o único objectivo de ajudar as pessoas a ultrapassarem esta fobia e desfrutarem do prazer de voar.


O próximo programa começa no dia 23 de Novembro e são no total 24 horas divididas por 2 dias e meio.

 

O programa destina-se a pessoas que:
- nunca viajaram;
- já viajaram, mas deixaram de fazê-lo porque sentem desconforto;
- continuam a viajar, mas sentem desconforto e ansiedade sempre que precisam de o fazer.

 

O programa foi desenvolvido em conjunto com a Unidade de Cuidados Integrados de Saúde, do Grupo TAP (UCS) e conta com uma equipa especializada e multidisciplinar composta por 2 psicólogos com formação cognitivo-comportamental; 1 piloto de aviação TAP; 1 assistente de bordo TAP e 1 engenheiro de manutenção TAP.

 

Para se inscreverem no programa devem enviar um email para ganharasas@ucs.pt com o vosso número de telefone, para a TAP entrar em contacto e marcar uma consulta de avaliação inicial.

 

Para mais informações, visitem bit.ly/TAP_GanharAsas ou contactem a TAP através do (+351) 963 906 950.

 

 

Agora para quem não tem possibilidade de fazer o programa da TAP deixo em baixo as dicas de Christopher Paul Jones, terapeuta especializado em ajudar pessoas a deixarem os seus medos, ansiedades e fobias de lado.

 

Segundo este terapeuta, o medo de voar pode começar a ser ultrapassado seguindo estes 5 passos:

 

1. Encontre a causa do seu medo

A maioria das fobias tem um inicio, um momento em que a mente primeiro associa perigo à ideia de voar. Pode ter sido algo simples como experimentar um voo turbulento quando era criança ou assistir a um programa de televisão que mostrou um acidente de avião. Muitas vezes, as pessoas não estão conscientes desses “gatilhos”.
O melhor lugar para começar, portanto, é explorar a origem desse evento e perceber o que foi que fez a sua mente ligar o medo à ideia de voar.

 

2. Desafie as suas crenças

Vale a pena perguntar-se em que é que acredita para ter medo de voar. Depois pergunte a si mesmo se essa crença é real, se é verdadeira. Em que é que você se concentra quando tem medo? Racionalize e questione essas crenças.

 

3. Criando uma nova resposta de estímulo

Há um velho ditado que diz que o amor e o ódio não podem existir no mesmo lugar. Isso também é verdade para sentimentos como o medo e a calma. Ao criar um novo gatilho ligado a sentimentos e emoções positivas, e usando esse gatilho sempre que a sua fobia aparece, você pode reduzir drasticamente o impacto que o medo de voar provoca em si.


A chave é pensar, ou imaginar um momento em que você se sentiu completamente calmo e relaxado, ou seja, um momento em que por exemplo estava perto de pessoas que você ama. Agora imagine voltar para esse momento e perceber todos os sentimentos, sons e imagens que acompanharam esse evento. Quando você estiver totalmente conectado a este evento positivo, aperte o seu punho para criar um link entre a emoção e o gesto e, à medida que a emoção desaparece, solte o seu punho. Continue repetindo isso quantas vezes quiser e depois teste-o apertando seu punho. Observe o que você sente. Se for forte o suficiente, apenas o ato de apertar o punho trará de volta essa sensação de calma.

 

4. Mude a imagem de voar

A parte do cérebro que lida com a memória visual é altamente activa quando você vê algo pela primeira vez. Com os eventos quotidianos, isso desaparecerá ao longo do tempo, mas isso é diferente para uma fobia.

A neurologia mostra que a memória visual é tão activa quanto você pensa sobre a sua fobia, como quando a sentiu pela primeira vez.

Uma das maneiras de mudar o impacto dessas imagens mentais é alterá-las. Como seria se você fizesse essa imagem ficar pequena? Como seria se você passasse a ver a imagem a preto e branco?

 

5. Mude os sentimentos

Uma coisa que muitas vezes passa despercebido quando as pessoas tentam enfrentar uma fobia, são as emoções que a acompanham.

Se você ficar assustado, tente localizar esse sentimento no seu corpo.

É um sentimento pesado ​​ou leve? Que cor você associa a esse sentimento? O que acontece se você colocar mais foco nos sentimentos? Se tentar direcciona-los?

Observe o que acontece se você fizer os seus sentimentos moverem-se numa direcção oposta.

Eles começam no peito e espalham-se pelo corpo? Que tal imaginar então que começam nas mãos e que viajam em direcção aos pés?

Acelere-os, mude a cor para branco ou ouro e veja como isso pode mudar o nível de medo.

Se você conseguir mudar os seus pensamentos, sentimentos ou imagens, você se sentirá diferente. Se você mudar mais de uma coisa, você deve sentir-se ainda melhor.

 

KARTOFFELPUFFER I A PANQUECA DE BATATA ALEMÃ

potato-pancakes-with-applesauce-579478.jpg

 

Kartoffelpuffer, a panqueca de batata é muito popular na Alemanha, onde tem vários nomes dependendo do dialecto de cada região – na Colónia, por exemplo, chama-se rievkooche. Tradicionalmente a panqueca é servida com puré de maçã, mas pode ser servida com molho de queijo ou outro que prefiram.

É um óptimo petisco e uma boa entrada.

 

Deixo em baixo a receita tradicional para experimentarem:

 

INGREDIENTES PARA A PANQUECA:

10 Batatas
1  Cebola
2  Ovos
300 gr de Farinha
Sal e pimenta a gosto
Óleo

 

PREPARAÇÃO:

Descasque as batatas
Rale as batatas directamente para um recipiente com água fria para não oxidar
Pique bem a cebola
Retire as batatas da água
Bata os ovos
Misture bem todos os ingredientes
Tempere a gosto com sal e pimenta
Frite porções pequenas num pouco de óleo
Retirar da frigideira e colocar sobre papel de cozinha para absorver o excesso de gordura.
Sirva bem quente com um pouco de puré de maçã

 

INGREDIENTES PARA O PURÉ DE MAÇÃ

3 Maçãs
1 Laranja
Meio limão
Canela
Açúcar a gosto

 

PREPARAÇÃO:

Lavar e descascar as maçãs. Deixar na água com um pouco de sumo de limão.
Cortar as maçãs em cubos pequenos (1 cm) e refogar junto com o açúcar  numa pequena panela funda.
Antes do açúcar começa a caramelizar junte o sumo da laranja e um pouco de canela.
Tapar a panela e deixar ferver lentamente.
Quando a maçã estiver mole misture tudo até ficar um puré e deixar esfriar antes de servir com a panqueca de maçã.

 

Receita tirada com algumas adaptações daqui

O SANTUÁRIO DOS PORTÕES VERMELHOS

Estava em Quioto há 2 dias quando decidi visitar uma das maiores atracções da região - O santuário Fushimi Inari Taisha.

 

Apanhei o comboio na estação central de Quioto e passados 5 minutos estava na estação de Inari, mesmo em frente ao santuário.

 

fullsizeoutput_1ca8.jpeg

 

Cheguei pouco depois do amanhecer porque já sabia que aquele lugar, apesar de estar aberto 24 horas por dia, enchia muito rapidamente. Eu queria ter a oportunidade de o explorar com alguma paz e sossego.

 

Fiz bem porque assim pude percorrer todo o recinto em cerca de 2 horas e meia com toda a tranquilidade.

 

fullsizeoutput_1ca7.jpeg

fullsizeoutput_1c9e.jpeg

 

Há medida que a manhã avançava, cada vez mais gente aparecia para visitar o santuário. Muitos vinham vestidos com roupas tradicionais da região e davam um colorido ainda mais interessante ao lugar.

 

fullsizeoutput_1c6f.jpeg

 

red gates 1.jpg

red gates 2.jpg

 

Para subir até ao topo dos 233 metros da montanha Inari atravessei mais de quatro mil Torii (portões) vermelhos e alaranjados, visitei vários templos que fazem parte do complexo e assisti a algumas cerimónias sagradas que ali tem lugar. 

 

fullsizeoutput_1ca9.jpeg

red gates 5.jpg 

P6102247.JPG

fullsizeoutput_1ca6.jpeg

fullsizeoutput_1c8a.jpeg

 

Em alguns lugares, os portões eram tão próximos que até a luz do sol tinha dificuldade de passar. Uns eram mais altos, outros um pouco mais baixos mas juntos eles formavam um túnel encantado que serpenteava até ao cimo da montanha verdejante e criava bonitos jogos de luz.

 

P6102315.JPG

fullsizeoutput_1c74.jpeg

 

Fushimi Inari Taisha é o templo central e situa-se na base do monte. É o mais importante santuário de Xintoísmo de Quioto e uma das suas atracções principais.
O santuário é dedicado a Inari, o deus Japonês do arroz.

 

fullsizeoutput_1c91.jpeg

fullsizeoutput_1c97.jpeg

 

Diz a crença popular que é ele o responsável pelo bem estar e pela prosperidade dos comerciantes.
É tido como o patrono dos negócios e isso explica o porquê do santuário ser tão extenso - ocupando cerca de 4 quilómetros da base até ao topo da montanha - cada um dos portões foi doado por um indivíduo ou um negócio japonês na esperança de receber boa sorte e fortuna.

 

O nome do doador é inscrito em tinta preta na parte de trás de cada portão para que todos saibam que foi ele que fez a doação.

 

fullsizeoutput_1c77.jpeg

fullsizeoutput_1c81.jpeg

 

O santuário foi fundado em 711 e tem uma história interessante associada à sua origem. Segundo a lenda, um bolo de arroz foi atirado ao ar e transformou-se num cisne, voando para longe e aterrando no pico de uma montanha onde arroz começou a crescer - um presságio auspicioso no Japão - Isso levou à decisão de construir ali um santuário dedicado a Inari, o Deus do Arroz.

 

Pelo santuário é comum encontrarmos raposas de pedra. A raposa é considerada o mensageiro de Inari. Algumas tem uma chave na boca que representa a chave do celeiro onde se guardava o arroz.

 

fullsizeoutput_1c93.jpeg

red gates 3.jpg

 

Pessoas de todas as idades reúnem-se neste santuário para rezar por colheitas abundantes e para pedir sucesso nos seus negócios.

 

É um lugar abençoado, um mundo próprio e simplesmente uma das vistas mais impressionantes e memoráveis ​​de todo o Japão.

 

fullsizeoutput_1c72 (1).jpeg

Sigam-me no Instagram e no Facebook

 

Tchau!

Travellight

 

BOLO DE ABACATE

hqdefault.jpg

 

Hoje trago-vos a receita de bolo de abacate, mais uma sobremesa típica de São Tomé e Principe.

 

Eu provei e achei optimo! 😃

 


Ingredientes:


1 Abacate;
1 Chávena de açúcar;
2 Chávenas de farinha de trigo;
4 Ovos;
½ Chávena de óleo;
½ Chávena de leite;
1 Limão (Raspa)

 

Preparação:


Bata os ovos com o açúcar e a raspa de limão durante 5 minutos. Em seguida reduza a polpa do abacate a puré e adicione ao preparado juntamente com o óleo e o leite. Bata por mais 3 minutos. Junte a farinha e o fermento e bata até ficar uniforme. Coloque numa forma untada e leve ao forno previamente aquecido a 180º C a cozer durante cerca de 35 minutos. Retire, deixe arrefecer e decore de acordo com a sua preferência.

 

Receita retirada daqui

VIAGENS IMPERDÍVEIS #9

Olá amigos viajantes!

Encontrei esta viagem para Munique, na TAP, a um preço bastante atractivo: 159,00 Euros ida e volta.

 

fullsizeoutput_1c66.jpeg

 

É num fim-de-semana de Dezembro por isso para além das várias atracções da cidade de Munique, podem aproveitar para visitar os mercados de Natal. 🎄

 

Se estiverem interessados apressem-se a marcar. Já sabem que estas tarifas desaparecem num instante!

 

Tchau!
Travellight

 

FOLIO 2017 — FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL DE ÓBIDOS

22279593_1952058775066327_7891623035709823673_n.jpg

 

 

Com o tema “Revolução, revolta e rebeldia”, sugerido por Marcelo Rebelo de Sousa, começa esta quinta-feira dia 19 (e até dia 29 de Outubro) a terceira edição do FOLIO — Festival Literário Internacional de Óbidos.

 


O tema faz com que a agenda do Folio esteja voltada para a história, a política e a sociologia, áreas que contarão com intelectuais portugueses e estrangeiros e uma parceria com as universidades Nova e de Coimbra e a colaboração da Fundação Gulbenkian.

 

Entre os muitos convidados estarão presentes Ricardo Araújo Pereira e Manuel Alegre e também os autores Brasileiros Raduan Nassar, Milton Hatoum e Gregório Duvivier.

 

 

Vai haver teatro, concertos, cursos, workshops e as habituais tertúlias. O seminário internacional conta este ano, entre outros, com o Argentino Mempo Giardinelli.


Haverá lançamento de livros, conversas e ideias, todas elas à volta das revoluções deste mundo.

 

Para ver há ainda exposições, das quais destaco O Nascimento de uma Democracia, que apresenta uma colecção de cartazes do 25 de Abril, e uma versão inédita de A Vida Secreta das Máquinas do compositor Rodrigo Leão.

 

Mas há muito muito mais, consultem aqui o programa para não perderem nada! 😃

 


Tchau!
Travellight

DICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA UMA VIAGEM A SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

 

fullsizeoutput_1c55.jpeg

  

Quando comecei a preparar a viagem a São Tomé e Príncipe pareceu-me que, ao contrário da maioria dos destinos que visitei, não havia ainda muita informação on-line sobre o país. 

 

Resolvi por isso fazer um post com algumas dicas e informações básicas para quem está a pensar visitar estas ilhas:

 

1 - Visto: Para visitar São Tomé e Príncipe é necessário passaporte com uma validade mínima de 6 meses. Os cidadãos Portugueses, assim como os cidadãos nacionais de outros estados-membros da União Europeia (espaço Schengen), estão isentos de visto para permanências inferiores a 15 dias.

 

2 - Vacinas: Não há vacinas obrigatórias, mas é sempre bom ir à consulta do viajante para saber que cuidados devemos ter. A profilaxia da malária é quase sempre recomendada. Podem fazer a consulta do viajante on-line aqui ou marcar no Instituto de Higiene e Medicina Tropical (Lisboa). telf:213 652 600 / 213 627 553 ou ainda no Centro Regional de Saúde Publica do Norte (Porto). telf: 222 002 540.

 

PA033476.JPG

 

3 - Comida e bebida: A água canalizada não é toda potável por isso bebam só água engarrafada e não aceitem gelo nas bebidas. Há sempre muita oferta de peixe fresco e fruta. Quanto a restaurantes, A Dona Teté é um espaço simples (praticamente é o pátio de uma casa de família) mas tem comida típica deliciosa e vale a pena conhecer. Vão de táxi porque é complicado lá chegar para quem não conhece. Outro restaurante que recomendo é o 5 sentidos, tem preços mais altos, mas a comida é muito boa, preparada com sofisticação e o empratamento é cuidado. Nas Rolas não percam um almoço na praia Café. É preparado pelo pessoal da aldeia depois da pesca, é do melhor que há!

No Príncipe recomendo o restaurante do resort Bom Bom.

 

PA044095 (1).JPG

 

Quem é viciada em chocolate como eu 😋, não pode deixar de visitar a fábrica de chocolate do Claudio Corallo, apesar de não se aprender (ou ver) nada sobre a produção do chocolate em si, o que é uma decepção para quem vai ver uma “fábrica”, a visita vale pela prova dos diferentes produtos ali fabricados. Quando fui não estava muita gente, mas já ouvi pessoas queixarem-se que por vezes o espaço, que é pequeno enche muito e torna-se inconfortável. Só recomendo se gostam muito, mas muito de chocolate, se não correm o risco de ficar desapontados.

 

fullsizeoutput_1c3e.jpeg

 

4 - Dinheiro: Os Euros são aceites em todo o lado por isso não vale a pena trocar dinheiro para Dobras (a moeda local). Atenção que não há maquinas de ATM para fazer levantamentos, por isso devem levar dinheiro para despesas. Levem várias notas de valor pequeno (5 e 10 euros) e moedas para poder acertar as contas, porque apesar de aceitarem Euros, se não tiverem a quantia certa, o troco pode ser-vos dado em Dobras (esta dica deu-me o Triptofano - obrigada trip!).


Os Hotéis do grupo Pestana (São Tomé, Miramar e Equador) e HBD STP (Bom Bom Resort e Omali) aceitam pagamento em cartão de crédito (visa e mastercard), alguns outros hotéis também aceitam este tipo de pagamento. Fora os hotéis não são aceites, em regra, pagamentos em cartão. Alguns estabelecimentos também não aceitam pagamento em moedas de euro (só aceitam notas).

 

5 - Internet: Os hotéis (do grupo Pestana e HBD STP) tem Internet mas nem sempre funciona bem.

 

6 - Clima: é muito quente e húmido. Levem roupa fresca e um bom par de ténis se quiserem fazer alguns trilhos a pé. Viajei em Outubro que é época de chuvas mas só apanhei um pouquinho na ilha do Príncipe, nos outros dias esteve sempre muito bom tempo. Levem sapatos para andar dentro de água porque em São Tomé algumas praias tem muitas pedrinhas e é difícil entrar na água sem sapatos apropriados (no Príncipe não tive esse problema). É importante não esquecer do protector solar e do repelente para mosquitos.

 

7 - Crianças: Estão por todo o lado 😃. Se conseguirem levem canetas, lápis de cor, mochilas, escovas de dentes, livros, cadernos ou outro material escolar e entreguem numa das várias instituições. Evitem dar doces às crianças. Elas pedem sempre que vêem um turista, mas foi-me dito que esse hábito está a arruinar a saúde dentaria dos miúdos e o país não tem condições de fazer face a este problema.

 

8 - Criminalidade: Achei São Tomé e Príncipe um dos países mais seguros que já visitei. Em todo o caso, e como em qualquer lugar do mundo, deve imperar o bom senso e evitar comportamentos de risco.

 

9 - Excursões: Em São Tomé há dois tours principais: o que faz a Rota Sul, percorre as melhores praias e inclui almoço na roça São João e a Rota Norte/Centro que visita as roças principais, como a Agostinho Neto e a cascata de São Nicolau. Quem não fica hospedado no Hotel Pestana Equador pode ainda visitar o Ilhéu das Rolas num passeio que dura um dia. Quem fica hospedado nos outros hotéis do Grupo (Pestana São Tomé e Pestana Miramar) se visitar o ilhéu tem direito a usufruir gratuitamente da piscina. Também é possível fazer passeios a pé a partir de Bom Sucesso até à Lagoa Amélia passando pelo Parque nacional do Obó.
No Príncipe podem visitar Santo António, a capital da ilha e aproveitar as praias paradisíacas do ilhéu Bom Bom.

 

PA054256.JPG


10 -Transporte: Em São Tomé, existem táxis mas outro tipo de transporte público é praticamente inexistente. Algumas carrinhas funcionam como autocarros e são muito baratas mas não me apercebi de terem horário fixo. A melhor opção é alugar um automóvel para fazer a volta à ilha ou recrutar os serviços de um guia. As excursões são caras (de 60 Euros para cima p/pessoa) mas com um guia tens sempre mais informação sobre o país. Quando chegas ao aeroporto há logo uma série deles que vem ter contigo para tentar marcar passeios.

 

Podem ler um pouco mais sobre São Tomé e Príncipe aqui e aqui 😃

 

Tchau!

Travellight

Pág. 1/2